Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





Resposta a uma Testemunha de Jeová, concernente a volta literal de Jesus



Semanalmente recebemos em nossas portas a visita de Testemunhas de Jeová, que promovem suas crenças, tentando persuadir ou dissuadir seus ouvintes. Em geral são mal recepcionados, principalmente por aqueles que já professam alguma fé.(Como no caso dos evangélicos). Eu não ajo assim, pelo contrário, ouço, concordo em alguns pontos, levanto questionamentos e levo a reflexão.

Aprendi estudando as Escrituras, que as Testemunhas de Jeová (e demais seitas cristãs) não estão de todo erradas e tão pouco as demais denominações cristãs estão de todo certas. 

O que é mais condenável são os exclusivismos cristãos, grupos, denominações que conclamam para si, a exclusividade da salvação. (O único grupo com toda a verdade e autoridade, por conseguinte fora desse grupo não há salvação). 

O Rabino Sha'ul (Paulo) nos ensina: "Examinai todas as coisas retende o bem" I Ts 5:21  (Estudo as religiões por esse prisma)

Pois bem, numa dessas conversas com uma Testemunha, ela afirmou que Jesus jamais virá fisicamente reinar na Terra, e sim, que já reina (presença espiritual). Sei que essa crença vem em justificação aos erros proféticos que apontaram dias para vinda de Jesus, como não ocorreu conforme o previsto, toda uma doutrina foi elaborada em socorro ao erro. Semelhante caso ocorre em outra denominação que apontou a vinda de Jesus, e como houve um "grande desapontamento", criaram um "juízo investigativo" e colocaram Jesus no "local Santo Santíssimo Celestial", tudo é feito para justificar as falhas de seus profetas e profetizas


Depois dessa introdução explanarei aqui, a resposta Bíblica as asseverações das Testemunhas de Jeová. 

Refutações as seguintes afirmações:

Jesus não tem um corpo físico para retornar;
Jesus não retornará para reinar na Terra;
144.00  viverão no céu com Jesus e os demais na Terra (com sua presença espiritual);
Não há um milênio literal;


Jesus e sua volta literal.

Antes de discorrer sobre a volta de Jesus, quero salientar a condição atual de Jesus.
Após sua morte, ressurreição e ascensão aos céus, Jesus recebeu um novo corpo glorificado.
Tangível, visível, imortal, o que facilmente se comprova através do presente texto:

“Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.”


(Lucas 24 : 39)


Jesus ascendeu aos céus com esse corpo.

  “E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.” 


(Atos 1:9)

Na visão acerca do futuro que João teve, pode contemplar a imagem de Jesus glorificado, usando uma linguagem figurativa tentou relatar a gloriosa visão.

E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro;
 E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro.
E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo;
E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas.
E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece.
E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último;
 E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém.

(Apocalipse 1:12-18)


Até aqui sabemos que Jesus tem corpo, e glorificado, de mesma sorte nós o teremos, e seremos semelhante a ele.

“E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial. 

(I Co 15:49)

O corpo precisa morrer, para então ressuscitar incorruptível.

"E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção".

(I Co 15:50)

“Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.” 

(I João 3 : 2)

  
A partir dessa premissa, analisaremos a 2ª vinda de Jesus.

D’us fez uma pacto com Davi, nesse pacto ele prometeu que o reino de Davi seria para sempre. Sabemos que a descendência de Davi que reinou foi Salomão, não obstante, esse reino não durou, mas o reino foi dividido. A promessa que D’us fez referia-se ao Messias Jesus.

“Porém a tua casa e o teu reino serão firmados para sempre diante de ti; teu trono será firme para sempre.
Conforme a todas estas palavras, e conforme a toda esta visão, assim falou Natã a Davi. “ 

(II Samuel 7:16-17)

Facilmente comprovável pelas seguintes passagens:

“E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus.
Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai;
E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.”

(Lucas 1:31-32)

E onde é o trono de Davi? Onde é a casa de Jacó? No céu? Claro que não, o trono fica em JERUSALÉM.

Jacó perante sua derradeira morte chamou seus filhos e PROFETIZOU na vida de cada um deles. A Judá profetizou sobre o reino.

“Judá, a ti te louvarão os teus irmãos; a tua mão será sobre o pescoço de teus inimigos; os filhos de teu pai a ti se inclinarão.
Judá é um leãozinho, da presa subiste, filho meu; encurva-se, e deita-se como um leão, e como um leão velho; quem o despertará?
O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló; e a ele se congregarão os povos.” 

(Gn 49:8-10)

Fiz uma aliança com o meu escolhido, e jurei ao meu servo Davi, dizendo:
A tua semente estabelecerei para sempre, e edificarei o teu trono de geração em geração. (Selá.)

(Salmo 89:3-4)


Quem é Siló, do qual não se arredará o cetro e todas as nações congregarão? Jesus é o leão da tribo de Judá.

“E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu, para abrir o livro e desatar os seus sete selos.” 

(Apocalipse 5 : 5)

  
E não para por ai. Há muitas outras referências ao Reino de Jesus na TERRA.

“AGORA ajunta-te em tropas, ó filha de tropas; pôr-se-á cerco contra nós; ferirão com a vara na face ao juiz de Israel.
E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.
Portanto os entregará até ao tempo em que a que está de parto tiver dado à luz; então o restante de seus irmãos voltará aos filhos de Israel.
E ele permanecerá, e apascentará ao povo na força do SENHOR, na excelência do nome do SENHOR seu Deus; e eles permanecerão, porque agora será engrandecido até aos fins da terra.

 (Miquéias 5:1-4)


“E tu, ó profano e ímpio príncipe de Israel, cujo dia virá no tempo da extrema iniqüidade,
Assim diz o Senhor DEUS: Tira o diadema, e remove a coroa; esta não será a mesma; exalta ao humilde, e humilha ao soberbo.
Ao revés, ao revés, ao revés porei aquela coroa, e ela não mais será, até que venha aquele a quem pertence de direito; a ele a darei.”

(Ez 21:25-27)


 “Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um Renovo justo; e, sendo rei, reinará e agirá sabiamente, e praticará o juízo e a justiça na terra.
Nos seus dias Judá será salvo, e Israel habitará seguro; e este será o seu nome, com o qual Deus o chamará: O SENHOR JUSTIÇA NOSSA.
Portanto, eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que nunca mais dirão: Vive o SENHOR, que fez subir os filhos de Israel da terra do Egito;
Mas: Vive o SENHOR, que fez subir, e que trouxe a geração da casa de Israel da terra do norte, e de todas as terras para onde os tinha arrojado; e habitarão na sua terra.”

(Jeremias 23:5-8)

“Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que cumprirei a boa palavra que falei à casa de Israel e à casa de Judá;
Naqueles dias e naquele tempo farei brotar a Davi um Renovo de justiça, e ele fará juízo e justiça na terra.”

 (Jeremias 33;14-15)

“PORQUE brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.
E acontecerá naquele dia que a raiz de Jessé, a qual estará posta por estandarte dos povos, será buscada pelos gentios; e o lugar do seu repouso será glorioso.”

(Isaias 11:1 e 10)


Também encontramos menções nos Evangelhos:

E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia Que há de apascentar o meu povo de Israel.”

(Mateus 2:6)

Evidentemente Jesus virá de forma corpórea (como foi exaustivamente esclarecido no início), de forma visível (o que será provado mais adiante), mas vale salientar nesse momento que se todas as nações serão REUNIDAS DIANTE DELE, o mínimo que se espera é que POSSAMOS VÊ-LOS para tanto.

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;” 

(Mateus 25:31)

  
Lembrando que o trono de Jesus é em JERUSALÈM (Gn 49:8-10, Lc 1:32)

Atualmente Jesus está assentado no TRONO DO PAI.

“Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.“

(Apocalipse 3:21)

Já sabemos que Jesus tem um corpo glorificado, que ele voltará e reinara na terra (em Jerusalém), agora outra questão:


Quando Jesus voltará, e será de que forma? Visível ou Invisível?

A volta de Jesus será após o período de grande tribulação e por conseguinte antes do milênio. (governo milenar na terra iniciado por Ele).

Os versículos que comprovam essa assertiva são muitos:

Vejamos:

“E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.”

(Mateus 24:29-30)

Só nesse versículo temos duas verdades encerradas: Que Jesus virá depois da tribulação, todos as tribos da terra se lamentarão e o verão vindo.

Ora, naqueles dias, depois daquela aflição, o sol se escurecerá, e a lua não dará a sua luz.
E as estrelas cairão do céu, e as forças que estão nos céus serão abaladas.
E então verão vir o Filho do homem nas nuvens, com grande poder e glória.
E ele enviará os seus anjos, e ajuntará os seus escolhidos, desde os quatro ventos, da extremidade da terra até a extremidade do céu.”

(Marcos 13:24-27)


“E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas.
Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas.
E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.”

(Lucas 21:25-27)
  

ORA, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele,
Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.
Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.
Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco?
E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado.
Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;
E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;”

(II Ts 2:3-8)

Da mesma forma que ele subiu o verão descer, ele subiu do Monte das Oliveiras e pisará no Monte das Oliveiras quando da sua volta.


E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.
Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.
Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado das Oliveiras, o qual está perto de Jerusalém, à distância do caminho de um sábado.”

(Atos 1:10-12)

Essa promessa do anjo foi profetizada pelo profeta Zacarias.

E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul.”

(Zacarias 14:4)


Na volta de Jesus acontecerão dois eventos simultâneos: A ressurreição dos mortos (1º ressurreição) o arrebatamento dos vivos (os salvos).

“Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”

(I Tessalonicenses 4:15-17)

Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” 

(I Co 15:51-52)


Esse arrebatamento será realizado pelos anjos que acompanharão a Jesus, conforme fica patente no seguinte versículo:

“E ele enviará os seus anjos, e ajuntará os seus escolhidos, desde os quatro ventos, da extremidade da terra até a extremidade do céu.”

(Mateus 13:24-27)
  
Todo olho o verá.

“Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.”

(Ap 1:7)

“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.”

(Mateus 24:30)

E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.”

(Lucas 21:27)

“E então verão vir o Filho do homem nas nuvens, com grande poder e glória.”

(Marcos 13:26)

“‘E acontecerá naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém;
“Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.”

(Zacarias 12:9-10)

Jesus foi bem claro ao dizer que não o veriam mais ATÈ QUE ...

“Até que” é uma partícula condicional, indica um tempo ou uma condição determinada para que algo aconteça.

“Porque eu vos digo que desde agora me não vereis mais, até que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor.”

(Mateus 23:39)

Reinaremos com Jesus.

Os apóstolos.


Jesus fez uma promessa para os apóstolos que cada um deles teria seu trono e que também se assentariam no trono de Jesus (em Jerusalém).


“E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. “ 

(Mateus 19 : 28)

“Para que comais e bebais à minha mesa no meu reino, e vos assenteis sobre tronos, julgando as doze tribos de Israel.”

(Lucas 22 : 30)

 Os 144.000


NINGUÈM pode afirmar com certeza quem são os 144.000, mas sem dúvida podemos afirmar sua procedência.
Serão 12.000 escolhidos de cada uma das 12 tribos de Israel.

“E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel.”

(Apocalipse 7 : 4)


Também podemos inferir que estes estarão com Jesus onde ele for, tal qual as comitivas que acompanham os Reis. Por essa razão podemos também inferir que os 144.000 habitarão na Terra como os demais, haja vista o trono de Jesus ser em Jerusalém, como já vimos exaustivamente.

“E cantavam um como cântico novo diante do trono, e diante dos quatro animais e dos anciãos; e ninguém podia aprender aquele cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra.
Estes são os que não estão contaminados com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro.’

(Apocalipse 14:3-4)


E estes são preservados durante a grande tribulação.

Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos assinalado nas suas testas os servos do nosso Deus.
E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel.”

(Apocalipse 7:4)

Também há uma promessa para nós.

Jesus disse através da boca de seus apóstolos, que nós também seriamos reis e sacerdotes e que reinaríamos juntamente com ele (claro que sujeitos a Jesus).


“E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,
E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai.”

(Ap 2:26-27)


  “E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra.”

(Ap 5:10)

  “E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos.”


Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos.”

(Ap 20:4 , 6)

Fica claro que TODOS os que fizerem parte da 1ª ressurreição contemplam essa promessa, como sabemos que a 1ª ressurreição e simultânea ao arrebatamento da Igreja, (I Ts 4:15-17) logo todos os salvos serão reis e sacerdotes.

Também sabemos que os mártires da glória fazem parte da 1ª ressurreição (Ap 20:4-6), logo essa ressurreição é a que Paulo aguardava e que se dá após a grande tribulação que há de vir.

E reinarão onde? Na Terra, juntamente com Jesus.

Outras passagens:


Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória.”

(Colossenses 3:4)

“Se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará;”

(II Tm 2:12)

  
Vale salientar que haverá APENAS duas ressurreições:

Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição.
Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos.”

(Apocalipse 20:5-6)

“E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.”

(Daniel 12:2)

Nota:

A profecias sobre a restauração da terra durante o governo milenar de Jesus e (Is 65:18-25 , Is 66:23-24) profecias sobre os Novos Céus e Nova Terra depois do governo milenar. (Is 65:17, Is 66:22, II Pe 3:13).Há de se fazer distinção entre elas.

Conclusão:

O retorno de Jesus é literal, físico, visível, estabelecerá seu trono em Jerusalém e os salvos reinarão com ele por mil anos, após esse período Ele (Jesus) entregará o Reino ao Pai, (I Co 15:24) as almas serão julgadas (Ap 20:11), o inferno lançado no lago de fogo,(Ap 20:14) novos céus e nova terra serão feitos,(Ap 21:1) e a Jerusalém Celestial descerá do céu para a Nova Terra,(Ap 21:2) nela habitaremos para sempre com Jesus.(Ap 22:3-5)





Baruch HaBá B'Shem Adonai !








14 comentários:

Anônimo disse...

(Comentário de César) APdD! Bem postado e bem referenciado irmão, embora as concordâncias e discordâncias passem pelo nossa compreensão do entendimento bíblico pelo Espírito Santo emanado de Deus! Vi que no início não deixa a sua característica picante de, usando de diretas e indiretas, e entre-linhas, alfinetar o exclusivismo cristão, rs... Sua compreensão das coisas é sempre bem aguçada, e penso mesmo que devia pensar seriamente em escrever um livro. Blogs geralmente são espaços virtuais de colocações de opiniões para se fechar um assunto (Maior parte das vezes) ou mais sob o prisma do blogeiro. Não posso afirmar literalmente isto sobre o seu blog, pois nele aprendi muito, e nas suas próprias postagens particulares em resposta a indagações minhas, que foram várias.
Posso te dizer irmão, que, no caso do que deixou claro (TJ), no caso do que insinuou com clareza (IASD) e no caso do que pegue quem a carapuça servir (CCB), a Igreja de Jesus Cristo (Reparou que nunca escrevo Cristo apenas?) é, queiramos ou não, é a Igreja Invisível, de todo cristão que serve a Deus de forma honesta na face desta terra. Queiramos ou não, não é um grupo, te afirmo, sem ironias nem constrangimentos. A predileção ou inclinação para esta ou aquela denominação, para alguns (Não vou dizer mais esclarecidos, é perigoso diante de Deus), não é que somente a sua salva, ou somente ela interpreta a Bíblia, mas pode ser pela porta que Deus abriu, ali colocou, ali chamou, e pelo maior ajuntamento de honestos e desprendidos do mundo ali dentro. Muitas vezes é ali que choramos, que quebrantamos, que sentimos no puro do pentecostalismo o Espírito Santo e a comunhão! E não o conseguimos em outro lugar, pois onde entra a mão do homem (E seus interesses pouco espirituais), sai o Espírito Santo, QUE NÃO AGE PELA INTERFERÊNCIA, NÃO REGE COM INTROMISSÕES HUMANAS. Um dia, num lugar diferente, livres estaremos das placas, e reunidos numa só fé e comunhão. Hoje, irmão Van, acredito ser conveniente ser da forma que é, pois deixando esta liberdade, Deus pode analisar com mais liberdade a real inclinação dos que realmente sejam cristãos e dos que apenas têm este nome na boca sem tê-lo na alma. Julgamento de Deus, não nosso!

Anônimo disse...

Continuação de comentário de César:
Continuando, também entro no rol dos que receberam as visitas de TJ's, e, confesso, chateado comigo mesmo, que ao olhar para eles falando, me veio uma forte impressão de olhar para um autômato dizendo aquilo automaticamente. Me bastaram 2 estratégias: Levar para o pessoal, onde os discursos decorados não sirvam, e também pregar, com o meu entendimento bíblico. Foram embora. E, conforme postou, o fim dos tempos, naquela visão TJ, bom... para início de conversa, já erraram uma vez, e, assim como os adventistas, o fato de refazer a doutrina para encobrir o erro, justificando um entendimento oculto do mesmo... É GRAVE E IMORAL!!! Me perdoem os adeptos que lêem isto, não é pessoal, assim como a postagem do irmão Van não é pessoal, podem confiar!
Vejo irmão, que usou enormemente de material da postagem do pós-tribulacionismo, coisa que eu também teria feito, pois coube perfeitamente, e não há outro argumento. Da mesma forma que eu leio a crença alheia para ver se aprendo, e você também, aconselho a que TJ e adventistas o façam também, sem medo, pois o medo de confrontar revela insegurança no que acredita. Parabéns irmão mais uma vez (Chamo Vanderlei Borgoski de irmão, mesmo sendo eu CCB e ele AD, pois esta barreira caiu entre nós, e nossos conceitos, entendimentos e fé nos aproximam, e não igrejas ou doutrinas, que na realidade se distanciam). Pelo que analise o trecho que vou colar aqui, para ver se no seu entendimento também pode ser uma referência a Jesus Cristo ainda no AT, assim como usou várias nesta postagem. Deus abençoe!
* I Crônicas, 5:1 e 2 “Quanto aos filhos de Rúben, o primogênito de Israel (pois ele era o primogênito; mas porque profanara a cama de seu pai, deu-se a sua primogenitura aos filhos de José, filho de Israel; de modo que näo foi contado, na genealogia da primogenitura, Porque Judá foi poderoso entre seus irmäos, e dele veio o soberano; porém a primogenitura foi de José).”

Anônimo disse...

Continuação de comentário de César, 3ª e última parte:
Por fim irmão, é importante lembrar que a despeito do que o pentacostalismo que vejo na CCB ser livre, bíblico até onde já vi e conferi, esta igreja é regida por um grupo de anciãos, que, acredito, quando não resistirem mais à onda que evangeliza de forma moderna e avessa à doutrinas o meio, estará retirado o último obstáculo, o último que resiste, para que tudo se cumpra. Triste! Já na TJ, não existe uma liberdade de que o Espírito Santo aja, tanto porque não acreditam, assim como os adventista, no pentecostalismo (Na realidade não conseguem também diferenciar o que vem de Deus do que vem do maligno). Outro fato grave é que a TJ é regida por um grupo dominador denominado Torre de Vigia, que não dá espaço a Nada, NADA que suas mãos não controlem. É como um Kremlin no PC soviético. Tudo controlam, tudo determinam, tudo filtram, retendo o que entendem, e soltando o que interessa. Podem me chamar de indelicado, desconhecedor, herege, mas isto para mim não tem outro nome que não seja ALIENAÇÃO! Quem duvida faça uma pesquisa séria, e vejam o que ocorre com, por exemplo, os que abandonam o Salão do Reino das TJ e vão para outra denominação ou para nenhuma! Enquanto ali, apoio não falta, mas uma vez fora dali... pesquisem, não quero afirmar... grave demais! Ao contrário, no pentecostalismo, negado por TJ e IASD, e já referenciados como coisa demoníaca, e não-biblica (Aconselho então rasgarem Atos, e vários trechos de João, Lucas, epístolas de João, e vários outros trechos, para não incomodar), ocorre justamente o contrário do praticado pela Torre de Vigia: Pelo menos na CCB, é esforço de minimizar a ação humana e dar espaço ao Espírito Santo de Deus para agir, e seu agir não pode ser com interferências, desavenças, falta de comunhão, prostituições a novidades e flexibilizações mundanas, etc... Crente aborrecido? Sim! Quem comentar acerta em cheio! Mas a doutrina, embora não seja a base, é o telhado, e sem telhado a casa molha, e as fundações, com o tempo, se comprometem. Olhem o mundo evangélico, e procurem saber como era a 40 ou 30 anos atrás! Repensem isto, se é biblico que um grupo, como Torre de Vigia, domine e imponha, e não deixar que o Espírito Santo firme o que é bíblico. Deus abençoe!

Vanderlei L. Borkoski disse...

Dissestes bem. O Espírito Santo de D'us tem ocupado papel secundário na vida de muitos ditos cristãos, e isso abre o precedente para as mais variadas heresias e o arraigamento de modismos nas ditas igrejas cristãs.

Por consequência esfriando a fé de muitos e confundindo os incautos.

D'us tenha piedade de nós !

Tompson Rogério Vieira disse...

A cortina que fazia a separação entre o Santo e o Santíssimo representava o corpo carnal de Jesus. (Hebreus 10:19, 20) Esta era a barreira que impedia a entrada de Jesus na presença do seu Pai enquanto era homem na Terra. (1 Coríntios 15:50) Na ocasião da morte de Jesus, “a cortina do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo”. (Mateus 27:51) Isto indicava de forma dramática que a barreira que impedia a entrada de Jesus no céu fora então removida. Três dias mais tarde, Jeová Deus realizou um milagre notável. Ressuscitou a Jesus dentre os mortos, não como um humano mortal de carne e sangue, mas como gloriosa criatura espiritual que ‘continuaria viva para sempre’. (Hebreus 7:24) Quarenta dias mais tarde, Jesus ascendeu ao céu e entrou no verdadeiro “Santo dos Santos”, “para aparecer . . . por nós perante a pessoa de Deus”.  Hebreus 9:24.

Tompson Rogério Vieira disse...

Jesus não tomou de volta seu corpo carnal e assim não cancelou o resgate pelo qual foi dado. O apóstolo Pedro atesta que Cristo foi para o céu, o domínio de espíritos, não em carne, “sendo morto na carne, mas vivificado no espírito”. (1Pe 3:18) Antes da sua ascensão ao céu, Cristo, como poderosa e imortal pessoa espiritual, materializou de fato diversos corpos carnais, segundo a ocasião, a fim de dar aos seus apóstolos evidência visível, palpável, da sua ressurreição.  Jo 20:13-17, 25-27; 21:1, 4; Lu 24:15, 16.

Tompson Rogério Vieira disse...

A Bíblia, porém, diz que Cristo volta em glória com todos os anjos e que se assenta “no seu trono glorioso”. (Mateus 25:31) Se Jesus viesse e se assentasse qual homem num trono terrestre, ele seria inferior aos anjos em posição. Mas ele vem como o mais poderoso e o mais glorioso de todos esses filhos espirituais de Deus, e, portanto, invisível assim como esses o são. Filipenses 2:8-11.

Tompson Rogério Vieira disse...

Tendo dado sua carne a favor da vida do mundo, Cristo jamais poderia tomá-la de volta e se tornar homem de novo. Por essa razão básica sua volta nunca poderia ser com o corpo humano que sacrificou uma vez para sempre.


A Bíblia é muito clara quando diz: “Cristo morreu uma vez para sempre quanto aos pecados . . ., sendo morto na carne, mas vivificado no espírito.” (1 Pedro 3:18) Humanos com corpos de carne e sangue não podem viver no céu. Sobre a ressurreição à vida celestial, a Bíblia diz: “Semeia-se corpo físico, é levantado corpo espiritual. . . carne e sangue não podem herdar o reino de Deus.” (1 Coríntios 15:44-50) Apenas criaturas espirituais, com corpos espirituais, podem viver no céu.

Voltar ou retornar nem sempre significa que alguém vai a um lugar literal. Por exemplo, usa-se a expressão “voltar ao assunto”, significando tornar a considerar o assunto. Ou, a respeito dum ex-governante, pode-se dizer que “volta ao poder”. De maneira similar, Deus disse a Abraão: “Retornarei a ti no tempo designado, no ano que vem, neste mesmo tempo, e Sara terá um filho.” (Gênesis 18:14, 21:1) O retorno de Jeová significou, não um retorno literal, mas voltar a sua atenção a Sara a fim de fazer o que prometera.

Do mesmo modo, a volta de Cristo não significa que ele volta literalmente a esta terra. Antes, significa que assume o poder do Reino com relação a esta terra e volta sua atenção para ela. Ele não precisa deixar seu trono celestial e realmente vir à terra para fazer isso.

O próprio Cristo forneceu um “sinal” visível por meio do qual podemos saber que ele está invisivelmente presente e que o fim do mundo está próximo.

Veja: Mateus 24

Vanderlei L. Borkoski disse...

Tompsom, obrigado por seu comentário.

Dentre a sua argumentação citou algo interessante.


“Semeia-se corpo físico, é levantado corpo espiritual. . . carne e sangue não podem herdar o reino de Deus.” (1 Coríntios 15:44-50)


Atenha-se a palavra CORPO. Eu não disse que Jesus vem no mesmo CORPO, mas sim LITERALMENTE, com um CORPO semelhante ao que tinha antes da ressurreição, com a significativa diferença de ser INCORRUPTÍVEL.

Carne nem Sangue não poderão herdar , significa simplesmente, que o corpo precisa morrer para ressurgir incorruptível (ressurreto).



35 Mas alguém pode perguntar: “Como ressuscitam os mortos? Com que espécie de corpo virão?”
36 Insensato! O que você semeia não nasce a não ser que morra.




37 Quando você semeia, não semeia o corpo que virá a ser, mas apenas uma simples semente, como de trigo ou de alguma outra coisa.



38 Mas Deus lhe dá um corpo, como determinou, e a cada espécie de semente dá seu corpo apropriado.



Jesus é o primogênito da ressurreição, o que implica em dois aspectos:

É o primeiro a ressuscitar (não ressurreição temporal), e o que tem a primazia, ele é o primeiro de muitos. Todos teremos corpos celestiais, não etéreos, não ectoplasmas ou o que o valha. Mas sim corpos especiais. Leia com atenção I Co 15.


"5 e de Jesus Cristo, que é a testemunha fiel, o primogênito dentre os mortos e o soberano dos reis da terra.Ele nos ama e nos
libertou dos nossos pecados por meio do seu sangue," Ap 1:5

"18 Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia."

Cl 1:18

"29 Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja
o primogênito entre muitos irmãos.
'

Rm 8:29

Vanderlei L. Borkoski disse...

A única presença que pode ser sentida, é o Espírito Santo (Ruach HaKodesh) que foi enviado após a ascensão de Jesus.


"16 E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre,
17 o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês.
18 Não os deixarei órfãos; voltarei para vocês."




A presença de D'us na Terra é essa.

Contudo Jesus será visto e segunda vez habitará a Terra.

Primeira vez foi como Yeshua ben Yosef (Jesus filho de José), homem, limitado, inferior aos anjos.


9 Vemos, todavia, aquele que por um pouco foi feito menor do que os anjos, Jesus, coroado de honra e de glória por ter sofrido a
morte, para que, pela graça de Deus, em favor de todos, experimentasse a morte.

Hb 2:9


Segunda vez virá como Yeshua ben Elohim. (Jesus filho de D'us), incorruptível, cheio de Poder e muito superior aos anjos, tal qual o era antes de habitar corporeamente.


4 tornando-se tão superior aos anjos quanto o nome que herdou é superior ao deles.
5 Pois a qual dos anjos Deus alguma vez disse: “Tu és meu Filho; eu hoje te gerei”a? E outra vez: “Eu serei seu Pai,e ele será meu Filho”b?
6 E ainda, quando Deus introduz o Primogênito no mundo, diz: “Todos os anjos de Deus o adorem”.

Hb 1:4-6




Que aquele a quem chama Jeová Deus, e Eu chamo de Eterno, Adonai, Elohim e ou D'us, possa iluminá-lo e guardá-lo em suas veredas e sua busca pela verdade.

Se quiser desdobrar esse assunto e outros dogmas de sua religião que considerar relevante, sinta-se a vontade para me mandar um Email.
Terei imensa alegria em discorrermos sobre os assuntos.


van_borkoski@hotmail.com


Shalom Ubrahá !

Anônimo disse...

(Comentário de Tompson) - A Bíblia, porém, diz que Cristo volta em glória com todos os anjos e que se assenta “no seu trono glorioso”. (Mateus 25:31) Se Jesus viesse e se assentasse qual homem num trono terrestre, ele seria inferior aos anjos em posição. Mas ele vem como o mais poderoso e o mais glorioso de todos esses filhos espirituais de Deus, e, portanto, invisível assim como esses o são. Filipenses 2:8-11.

Vanderlei L. Borkoski disse...

Muito bem, sua argumentação é um tanto pueril.

Meu caro, os anjos são invisíveis,como D'us o é e Jesus também. Mas isso não foi e não é impedimento para que se tornem visíveis na medida da necessidade e da vontade de D'us.

Lembre-se que encontramos no AT vários eventos nos quais os ANJOS SÃO VISTOS, o próprio D'US É VISTO (teofania na qual apareceu para Abraão), os ANJOS TAMBÉM foram VISTOS por Maria de Magdala.


Ainda acha que isso seria impedimento para vermos Yeshua (Jesus) e os Anjos de sua glória?


As Escrituras são BEM CLARAS... TODOS OS OLHOS O VERÃO.


"Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém." Ap 1:7

Vanderlei L. Borkoski disse...

Balaão VIU O ANJO


"Então o SENHOR abriu os olhos a Balaão, e ele viu o anjo do SENHOR, que estava no caminho e a sua espada desembainhada na mão; pelo que inclinou a cabeça, e prostrou-se sobre a sua face." (Números 22 : 31)


ANJO falou com ELIAS


"Mas o anjo do SENHOR disse a Elias, o tisbita: Levanta-te, sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura não há Deus em Israel, para irdes consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom?" (II Reis 1 : 3)


ZACARIAS VIU um ANJO


"Mas o anjo lhe disse: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João." (Lucas 1 : 13)


JOÃO viu um ANJO


"E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia." Ap 19:10


Há muitos outros exemplos de contato com anjos, Miryan (mãe de Jesus), Yosef (José)...


Creio ser suficiente a argumentação aqui exaurida.


Shalom !

Jardel Machado disse...

caro Vanderlei L. Borkoski,
muito bem explicado todos os pontos contraditórios dos Testemunhas de Jeová.
ah,o César que comentou logo em cima."Sua compreensão das coisas é sempre bem aguçada, e penso mesmo que devia pensar seriamente em escrever um livro" ele esta certo.
abraço!
Fique com Deus!