Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





A comunicação com os mortos é possível?


Aqui mesmo no blog há uma postagem onde comparo à luz da Bíblia a doutrina da reencarnação e da ressurreição.
Para propriamente entrar na questão vou lançar mão de um recorte dessa minha postagem como introdução.
__________________________________________________________

Já a reencarnação não se encontra nas Sagradas Escrituras, não uma passagem sequer de um homem que tenha voltado a vida com outra identidade.
O único caso em que se apóiam os defensores da reencarnação é em Elias e João Batista.
Mas que é facilmente explicável.

"E eles responderam: João o Batista; e outros: Elias; mas outros: Um dos profetas."

Marcos 8 : 28

Mas João Batista não poderia ser o Elias por duas razões:

1º. Elias apareceu a Jesus Cristo no monte da transfiguração.

"Enquanto orava, a aparência de seu rosto se transformou, e suas roupas ficaram alvas e resplandecentes como o brilho de um relâmpago. Surgiram dois homens que começaram a conversar com Jesus. Eram Moisés e Elias. Apareceram em glorioso esplendor, e falavam sobre a partida de Jesus, que estava para se cumprir em Jerusalém." Lc 9:29-31

Elias viveu 850 anos (aproximadamente) antes de Jesus.

Tempo suficiente para uma reencarnação.

E uma segunda razão é o fato que segundo a doutrina espírita nós assumimos a aparência e a personalidade de nossa última existência.

Link da postagem:

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/04/ressurreicao-ou-reencarnacao-o-que.html
__________________________________________________________

Quero me ater ao seguinte fato:

Se os mortos assumem a FORMA DA ÚLTIMA ENCARNAÇÃO, porque então Elias apareceu a Jesus e não João Batista (Que supostamente teria sido a Sua última (recente) encarnação.

Isso vai CONTRA A DOUTRINA ESPÍRITA.

Outra coisa porque Moisés? Pelo tempo em que Moisés desencarnou, já não teria atingido o TEMPO LIMITE para que volta-se a Terra (em uma NOVA EXISTÊNCIA).

No site YOUTUBE há um vídeo interessante chamado “Os desencarnados da história”.

Nesse vídeo é dito o seguinte:

Apóstolo Paulo, nascido em 3 d.C. Foi perseguidor dos cristãos, mas depois de conhecer Jesus, se tornou um dos seus principais divulgadores... Mais tarde em 1483 reencarna como Martinho Lutero, e se torna um doutor da Igreja.”

Nesse mesmo vídeo, temos as seguintes assertivas: Judas reencarnou como Joana D’arc ,
Davi reencarnou como Adolf Hitler, até John Huss (o reformador Boêmio) já teria reencarnado como Alan Kardec.

Agora Eu pergunto:

Por que Moisés que em muito precede a Paulo, a Davi, a Joh Huss em existência não reencarnou?

Entre Moisés e Jesus temos um espaço de tempo de cerca de 1592 anos.
Moisés (1592 a 1472).

E Depois de Cristo mais 2.000 – Total 3.500 anos, e ainda assim não temos relato de sua reencarnação.

Não é tempo suficiente para pelo menos uma reencarnação?

No entanto no dia da transfiguração, lá estavam Elias e Moisés.

Fica claro então que a crença da reencarnação não procede.

Outro ponto importante, e questionado é:

Se Elias estava morto e Moisés também e ambos apareceram a Jesus no monte da transfiguração (Monte Hermon), significa que a comunicação com os mortos é possível.

Então os espíritas estão certos nisso?

Vejamos o que a Bíblia revela acerca disso:

“Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus; Nem também para a si mesmo se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote cada ano entra no santuário com sangue alheio; De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo. E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.”

Hebreus 9:24-28

Esse texto revela que a cada homem é dado viver uma única vez, do contrário seria necessário a Jesus padecer muitas vezes para resgate da humanidade.E a segunda aparição será do mesmo Jesus e não de um novo homem.

“ como a nuvem se desfaz e passa, assim aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir. Nunca mais tornará à sua casa, nem o seu lugar jamais o conhecerá.

Jó 7:9-10

Essa escritura revela que o homem depois de morto, nunca mais voltará a viver a vida que tinha na carne, nunca mais tornará a sua casa VIVO.

“Assim o homem se deita, e não se levanta; até que não haja mais céus, não acordará nem despertará de seu sono.
Jó 14:2

“Significa que não voltará da morte, ‘SONO” é um eufemismo (recurso lingüístico) para MORTE.
“Morrendo o homem, porventura tornará a viver?”

Jó 14:14ª

Novamente as escrituras reiteram a idéia de que o homem não retorna da morte, ou seja, não volta à vida.

Todas essas passagens remetem a mesma verdade, que o homem, nasce, morre e aguarda o juízo, o homem não torna a viver. (Salvo ressurreição temporal como a de Tabita, Lázaro, o filha de Jairo, entre outros casos relatados na Bíblia).

Mas e quanto a comunicação com os mortos?

As Escrituras CONDENAM a comunicação com os mortos, logo a comunicação é possível, porque se assim não fosse não haveria necessidade do Senhor ter deixado Leis concernentes a essa proibição.

“ Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos? “
Isaias 8:19

“Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. “
Deuteronômio 18:9-12

Além dessas duas passagens que usei para ilustrar, temos outras.

Lv 19:31, Lv 20:6, Lv 20:27.

Sem contar ainda o livro de Apocalipse 21:8 que condena aos que praticam feitiçaria a ficarem do lado de fora do Reino de Deus.

Adendo importante:

A palavra grega usada para “FEITICEIROS” é “PHARMAKOS”.Essa palavra aplica-se a TODO tipo de magia e feitiçaria. Isso inclui a necromancia (comunicação com os mortos).

Segundo O Dicionário Internacional de Teologia do NT, no artigo sobre magia e feitiçaria “atestam-se numerosas formas de magia no mundo greco-romano. … A evocação dos espíritos dos mortos já ocorre em Homero, Od. 11, e os necromantes eram reconhecidos como uma classe de mágicos.”

C. Brown, artigo “Magia, Feitiçaria, Magos” em Brown, Colin, O Novo Dicionário Internacional de Teologia do Novo Testamento, São Paulo: Edições Vida Nova, 1978, tradução Gordon Chown, Vol. III, p. 109.

Remetemo-nos agora ao caso de Saul e a pitonisa de Em-dor.

Saul havia mandado matar todas as advinhas, necromantes , e afins. (I Sm 28:3)

Mas dado ao Seu desespero mediante o inimigo, o descaso de Deus para consigo e a morte do profeta Samuel, eis que Saul vai ao encontra de talvez a última advinha das cercanias.

Como narra o texto: Eis que Samuel aparece e profetiza morte para Saul e Seus filhos, o que agrava muito o Seu desespero.

Pois bem, quase que de maneira unanime os cristãos dizem:

Não era Samuel, era um demônio imitando.

Mas de fato era Samuel. Veja por que:

1º. A Bíblia diz abertamente que era Samuel:

“A mulher então lhe disse: A quem te farei subir? E disse ele: Faze-me subir a Samuel.
Vendo, pois, a mulher a Samuel, gritou com alta voz, e falou a Saul, dizendo: Por que me tens enganado? Pois tu mesmo és Saul.”

I Sm 28:12

Temos na Bíblia casos em que a narração deixa claro tratar-se de espíritos enganadores. (II Cr 18:21-22, Jz 9:23, I Rs 13:18, 22:22-23 ) Mas nesse caso afirma-se Samuel.

Não está escrito “Vendo pois a mulher a um homem que poderia ser Samuel” ,ou
“Vendo a mulher a um espírito que poderia ser Samuel”, “A mulher disse que era Samuel”. Não, o texto é claro, “Vendo, pois, a mulher a Samuel”.

Veja esses outros versículos, sempre é afirmado como sendo Samuel falando.

Samuel disse a Saul: (Vs 15) ;

Então disse Samuel: (Vs 16) ;

E imediatamente Saul caiu estendido por terra, e grandemente temeu por causa daquelas palavras de Samuel; (Vs 20) ;

2º.O Testemunho de Samuel:

Nas palavras de Samuel não encontramos nenhuma objeção ao Senhor, pelo contrário, ele repreendeu a Saul pelo que já havia sido dito por sua boca segundo a ordem de Deus, ao qual não foi obedecido por Saul.

“Então disse Samuel: Por que, pois, me perguntas a mim, visto que o SENHOR te tem desamparado, e se tem feito teu inimigo?

Porque o SENHOR tem feito para contigo como pela minha boca te disse, e o SENHOR tem rasgado o reino da tua mão, e o tem dado ao teu próximo, a Davi.

Como tu não deste ouvidos à voz do SENHOR, e não executaste o fervor da sua ira contra Amaleque, por isso o SENHOR te fez hoje isto.

I Sm 28:16-18

3º. O cumprimento da profecia de Samuel

E o SENHOR entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus, e amanhã tu e teus filhos estareis comigo; e o arraial de Israel o SENHOR entregará na mão dos filisteus. E imediatamente Saul caiu estendido por terra, e grandemente temeu por causa daquelas palavras de Samuel; e não houve força nele; porque não tinha comido pão todo aquele dia e toda aquela noite.”

I Sm 28:16-19-20

Está profecia se cumpriu na integra de fato Israel foi entregue aos Filisteus, Saul e Seus filhos morreram.

A essa assertiva existem algumas objeções, as quais vou elucidar agora:

A) “Amanhã Tu e Teus filhos estareis comigo”.

Questiona-se como Saul estaria no mesmo lugar que Samuel,uma vez que Saul tirou a própria vida e morreu em desobediência?

Simples, Samuel referia-se ao Sheol (lugar dos mortos), como revelado por Jesus Cristo, existe um lugar único onde habitam os Salvos e os condenados, o que separa um do outro é um abismo posto entre eles.

Assim chamado, Lugar de Tormentos e Seio de Abraão (paraíso).

O que Samuel disse é que Saul (juntamente com Seus filhos) desceria a sepultura.

B) “Amanha Tu e Teus filhos estareis comigo”.

Amanhã, mas pela narrativa, não aconteceu no dia seguinte, foram cerca de três dias depois.
Houve então uma falha na profecia? Absolutamente não.

A palavra grega traduzida por “amanhã”, é aurion que pode ser literalmente “no dia seguinte” (Num 16:16; At. 23:20). Mas, esta palavra pode também significar “logo” (Mat 6:30; 1 Cor 15:32) ou algum tempo ainda indefinido do futuro (Gen 30:33; Deut 6:20). No hebraico, que usa a palavra “machar”, que pode significar literalmente “amanhã” (Num, 16:16), ou um tempo ainda indefinido do futuro (Gen 30:33; Deut. 6:20).

Por essa razão é possível e provável a tradução de “amanhã” por”logo”, ou “em breve”.

E o que a Bíblia nos diz sobre profecias e profetas?

“E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou? Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.”

Dt 18:21-22

Por esse critério, Samuel foi aprovado como profeta.

4º. Traduções e textos antigos

Além das evidência supra-citadas, podemos ainda recorrer a outras traduções e textos antigos que corroboram a idéia de que Samuel voltou do Sheol para falar com Saul.

A) A frase de 1 Sam 28:15(a) transmite o mesmo sentido no Latim:

“dixit autem Samuhel ad Saul quare inquietasti me ut suscitarer”

Disse, pois, Samuel a Saul: Por que me inquietaste para subir/suscitar…?

B) Na Septuaginta (LXX), a tradução em grego do AT, o texto que resume a condenação de Saul em 1 Crôn. 10:13 diz:

“Por isso Saul morreu pelas suas transgressões cometidas contra o Senhor, contra a Palavra do Senhor, que ele não guardara, porque interrogara e consultara uma necromante, e Samuel o profeta o respondeu. ”

kai apekrinato autw Samouhl o profhthv

C) O livro apócrifo Eclesiástico revela:

Depois disto, Samuel morreu e apareceu ao rei, predisse-lhe o fim da sua vida, e levantou a sua voz de debaixo da terra, profetizando, para destruir a impiedade do povo.”

Eclesiástico 46:23

(Também conhecido como Sirach ou Sabedoria de Sirach 46:20)


"O SENHOR é o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela." (Faz subir do Sheol)

1 Sm 2.6

Por que morreu Saul?

- “Assim morreu Saul por causa da sua transgressão cometida contra o Senhor, por causa da palavra do Senhor, a que ele não guardara; e também porque interrogara e consultara uma necromante.”

1 Cr 10:13

Está atestado que a comunicação com os mortos é possível, porém proibida por Deus.

Vale lembrar que algo ser proibido por Deus, não é impedimento para execução.

Tomemos como exemplo, Eva e Adão. A eles fora proibido comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal. Mas ainda assim comeram. (Gn 3:11)

Narra a Bíblia também sobre anjos que foram desobidientes na época de Moisés, tendo como sanção, serem lançados no mais profundo dos abismos (Tártaros). (I Pe 3:19 , II Pe 2:4-5)

Jesus e os apóstolos no monte da transfiguração

Outro relato evidente de comunicação com os mortos é o de Jesus com o qual se comunicou com Moisés e Elias (ambos mortos).

Conforme explanação por mim realizada na postagem “O que aconteceu a Elias, o Profeta?”.

Nesse caso em especial, temos uma situação distinta da anteriormente narrada entre Samuel e Saul.

Jesus mudou Sua forma (resplandeceu, transfigurou-se) para falar com ambos. Mas tudo isso as vistas de Pedro, Tiago e João.

Que trás as seguintes implicações:

Eles os viram, tanto que Pedro sugere que se fizessem três tabernáculos, um para Jesus, um para Elias e outro pra Moisés.

Segunda implicação, Eles reconheceram a Moisés e Elias de forma que não sabemos, talvez por terem ouvido o diálogo e presumiram, talvez por revelação divina.

De onde vieram Moisés e Elias para falar com Jesus?

Do mesmo lugar que veio Samuel para falar com Saul.

Do Sheol, do Seio de Abraão. (Lc 16:22-31)

Jesus falou com os mortos

Quando lemos sobre os milagres de Jesus, em especial, as ressurreições, deixamos fugir um detalhe muito importante.

Jesus fala ao morto que viva. Isso em uma dimensão sobrenatural significa que a voz de Jesus chega ao Sheol, e impulsionado por Sua autoridade o morto retorna a vida.

“E todos choravam, e a pranteavam; e ele disse: Não choreis; não está morta, mas dorme. E riam-se dele, sabendo que estava morta. Mas ele, pondo-os todos fora, e pegando-lhe na mão, clamou, dizendo: Levanta-te, menina. E o seu espírito voltou, e ela logo se levantou; e Jesus mandou que lhe dessem de comer.”

Lucas 8:52-55

Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono. (figura de linguagem – eufemismo)

Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto;

E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o, e deixai-o ir.

João 11:11 ; 14 ; 43-44

Isso pode ser considerado uma comunicação?

Claro que sim. Uma comunicação unilateral. Jesus fala, o morto obedece.

A comunicação sempre existe a partir que haja um interlocutor (quem fala) e um receptor (quem ouve a mensagem).

Temos então na Bíblia relatados três comunicações com os mortos.

Samuel e Saul , Jesus e os profetas e Jesus e os mortos.

Não adianta “espernear” é fato, e contra fatos não há argumentos.

Sendo assim, posso considerar a comunicação mediúnica legítima?

Não. As comunicações mediúnicas, sendo as mais conhecidas as cartas, da qual o médium Chico Xavier foi um grande expoente, trazem em seu bojo além de palavras de acalanto, esperança para aqueles que perderam entes queridos, doutrinas, entre elas, a da reencarnação, que no inicio dessa postagem foi de maneira clara e direta exposta como uma falsa doutrina.
Pois a doutrina verdadeira nas Sagradas Escrituras é a da Ressurreição.

Como não há comunhão entre a mentira e a verdade, entre a luz e as trevas. De forma alguma podemos considerar a comunicação mediúnica como legítima.

Além da expressa proibição de Deus a tais praticas, sob a sanção da exclusão de Seu Reino. (Ap 21:8 , Ap 20:21 , Gl 5:19-21).

É possível que demônios assumam a personalidade de entes queridos e se comuniquem em seu lugar?

Não está descartada esta possibilidade.
"Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo."

I João 4:1

Em suma:

• Reencarnação não é possível;

• Comunicação com os mortos é possível (porém vetada);


• Os únicos casos na Bíblia se deram sob circunstâncias especiais.


Para melhor compreensão de tudo aqui exposto, sugiro a leitura das seguintes postagens (Tópicos relacionados).


Ressurreição ou Reencarnação? O que a Bíblia ensina?

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/04/ressurreicao-ou-reencarnacao-o-que.html


O que aconteceu com Elias, o profeta?


http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2011/02/o-que-aconteceu-com-elias.html


Inferno, o que é?

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/11/inferno-o-que-e.html


Alma e espírito, o que são?

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/05/alma-e-espirito-o-que-sao.html



O homem depois que morre, dorme ou fica consciente?

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/04/o-homem-depois-que-morre-dorme-ou-fica.html


Elohim Mélech Néder – Deus é Rei e fiel em suas promessas.