Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





O Plano de Deus - Judeus e Gentios




Quão freqüentemente vejo pessoas ensinarem que somos a Nova Israel.

O conceito de Novo exclui o que é Antigo, mas na verdade nos fomos enxertados na videira e não ao contrário.(Rm 11:23-24)

E quem somos? Eis o que somos: A igreja. (Rm 11)

A Igreja como um todo (Judeus e Gentios) pode ser chamada de Israel de Deus, o que difere da Israel na carne (nação). (Rm 9:6-8)


Tudo começou há muito, muito tempo atrás.

Quando Deus criou o homem, atribui-lhe volição (livre-arbítrio), o Senhor criou também o bem o mal, e deu a homem o direito de errar.
É bem verdade que Adão e Eva, jamais deveriam ter comido do fruto da árvore da ciência do bem e do mal. (Gn 2:17, Gn 3:3)
Se não o tivessem feito, teríamos um mundo de homens e mulheres incorruptíveis, pois o Senhor mandou  que procriassem e enchem-se a terra, antes da fatídica queda.(Gn 1:28) É,mas infelizmente,mesmo não discernindo o bem do mal Eva, escolheu desobedecer, e aqui estamos nós.

Nessa época Iavé era Deus de todos, de Adão, Eva, seus filhos e filhas. E esses foram muitos e assim a terra foi povoada, a Bíblia da destaque a três: Caim, Abel e Sete.
Caim matou Abel (Gn 4:8) e de Sete, Iavé suscitou a linhagem de Noé, Abraão, Davi até Jesus.(Lc 3:23-38)

Saltemos então até Noé.

Na época desse patriarca o mundo estava muito corrompido, os filhos de Deus já haviam entrado as filhas dos homens e gigantes viviam na terra. (Gn 6:4) - (Tenho uma postagem onde esmiúço esse assunto).


http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/10/genesis-64-quem-ja-nao-se-viu-em-meio.html


O Senhor achou por bem então dar cabo de Sua criação, e recomeçar. Mas  o justo é resgatado em meio a aflição, e assim o Senhor poupou a Noé e seus familiares.(Gn 6:7-8)

Desse recomeço, surgiram as novas civilizações. De Cão, Sem e Jafé, os filhos de Noé.(Gn 9:1, Gn 10:1)

Mas infelizmente, nem tudo foram flores, Cão, teve quatro filhos, Mizraim, Pute, Canaã e Cuxe.(Gn 10:6)

Digno de nota aqui é Cuxe, esse foi pai de Ninrode (Gn 10:8), o patrono da Torre de Babel, e da Babilônia, por assim dizer o criador da idolatria pagã.

Em breve abordarei esse assunto sobre a idolatria  e seu surgimento com mais propriedade.
Essa idolatria, afastou essa nova civilização de Iavé.Deus foi esquecido, e novos deuses tomaram o seu lugar.
Iavé então em meio aos idólatras encontrou a Abraão (até então Abrão), chamou-lhe e o tirou da terra de Ur dos Caldeus.(Gn 12:1-2)

Agora uma nova dispensação se iniciava. A promessa era estabelecida.

Disse Iavé a Abraão que dele faria uma grande nação e por ele seriam benditas todas as nações.(Gn 12:2) Esse era o primeiro indício, a primeira revelação sobre a fulgurante vinda do Filho de Deus a terra, para resgatar o que havia se perdido.

E a palavra do Senhor se cumpriu em Abraão, Isaque e Jacó (Israel), eis que surgem as 12 tribos de Israel. (Gn 49:28)
Esses que deveriam ser o espelho, que refletia a expressa imagem do Deus vivo as outras nações.Suas testemunhas. (Is 43:10)

Entre os muitos acontecimentos que marcaram o início desse novo povo, temos a venda de José por parte de seus irmão (Gn 37:28) , que culminou na vitória de José, que foi aclamado governador do Egito(Gn 41:41), onde entrou como escravo, e por conseguinte tornou-se salvador de sua família. que se não fosse por ele sucumbiria a fome.

Passados os anos, a pequena tribo cresceu e tornou-se poderosa dentro do Egito, José não mais vivia, e eis que se tornaram cativos dos egípcios.
Novamente vemos a mão de Deus, em auxilio ao povo que gerou.

Dá tribo de Levi, o Senhor Iavé, levanta um salvador, seu nome: Moisés. (Ex 3:10)

Libertou o povo do cativeiro e os conduziu pelo deserto rumo a Terra prometida - Canaã.
Também através desse homem o grande Iavé, estabelece a Lei, um conjunto de 613 estatutos, que passaram a reger Israel.(Ex 20:21, Dt 4:8)

Isso como imagem das coisas futuras. Como aio que conduz a Graça Salvifíca do Cristo. (Gl 3:24)
Os israelitas manipularam os mandamentos de Deus, e os anulou em função de Suas tradições.

O Senhor elegeu profetas, juízes a fim de consertar e conduzir o povo, para que se cumprisse o seu propósito.


Israel porém tinhas outros planos, ao invés de serem espelho, preferiram se espelhar nas nações pagãs.
Preferiram um Rei humano, ao Rei dos Reis. (I Sm 10:19)
Resultado: Desviaram-se de Deus, sofreram toda sorte de agruras.Tornaram-se opróbrio.Cativos de outros povos.

Mais uma vez o Senhor vem ao socorro de Israel e de um humilde pastor de ovelhas chamado Davi, descendente da tribo de Judá, faz um Rei, um grande Rei.(I Sm 16:13)
Esse conduz o povo de forma a agradar a Deus, mas era humano e sujeito a falhas, e errou muito, mas foi acolhido por Deus, pois sábia reconhecer seus erros e aceitava com bom grado a correção de seu Deus e Senhor Iavé.
Após o Reino de Davi, reina então seu filho Salomão (cujo nome significa Paz), o mais sábio, o mais rico , segundo o favor concedido por Iavé.(I Rs 2:12)

Infelizmente na velhice desviou-se do Deus vivo, e cedeu a idolatria, por causa disso Iavé rasgou o reino em dois,  a saber: Israel e Judá. (Reino do Norte e Reino do Sul respectivamente). (I Rs 11:11)

Dá tribo de Judá, Iavé suscitaria o Salvador, o Cristo.(Jo 4:22)

A idolatria se tornou a maior chaga na Nação de Israel e em Judá, como prêmio pela sua iniqüidade, novos cativeiros, foi a vez dos Assírios e dos Babilônios tripudiarem em cima da menina dos olhos de Deus (evidentemente debaixo de sua permissão).


Mais alguns anos, e o Senhor faz com que as tribos sejam libertas, mas nem por isso endireitaram suas veredas.
Israel tornara-se uma há  muito tempo um povo mestiço (samaritanos), e os judeus entraram no mais profundo ostracismo, chamo sem medo de errar de exclusivistas.

Saltando novamente no tempo, estamos agora no meridiano dos tempos. Nasce em Belém de Judá o homem que dividiria a história em duas, Antes e Depois de Cristo. O Filho de Deus, o Verbo, vem trazer a prometida e tão esperada Salvação a todos os homens.(Jo 1:1, Jo 1:14)

O caminho já havia sido preparado pelo profeta João Batista (Jo 1:23), vem então o Filho de Deus pregando o Reino de Seu Pai aos seus compatriotas (para que se cumprisse as profecias), e como já sabia o Senhor Iavé, fora Ele rejeitado.

De Sua rejeição, resultou a perseguição e por conseguinte Sua morte (a qual se permitiu, pois ninguém jamais poderia fazê-lo se não fosse essa sua vontade).Três dias depois ergue-se dos mortos, e pleno em poder e autoridade, estabelece a Nova Aliança da qual somos os herdeiros.(Tito 2:14, I Pe 2:9, Hb 12:24)

Nasce a Igreja de Jesus Cristo. (Mt 16:18) - As portas do inferno (sepultura) não prevaleceram contra o Cristo, eis que Ele ressuscitou (promessa da fundação)


(At 2) (consolidação da fundação, através da efusão do Espírito Santo)


Agora é a hora de fazer distinção entre Israel e a Igreja.


Conforme minha explanação, Deus (Iavé), partiu de um todo (raça humana), para um pequeno grupo (Israelitas) a fim de resgatar o todo (raça humana) através do bom testemunho desse povo (Israel), mas esses por sua vez falharam e tornaram-se parte daquilo que foram chamados a converter (as demais nações), por mais religiosos, exclusivistas e tradicionais que fossem ou julgassem ser, há muito que se perderam.


Surge então o Cristo, com sua Igreja, que podemos definir do seguinte modo:


Não se trata de todos os homens (pois esses a há muito tempo elegeram outros deuses e desconheceram o Deus vivo) ;

Não se trata de um povo exclusivo, uma nação eleita, que tem por objetivo converter as outras nações ;

Trata-se sim, de um povo eleito entre todos os povos, formado por tribos, línguas e nações (Ap 7:9)


Povo esse que junto celebra com seu Salvador um casamento, cujo  Noivo é o Salvador, e a Noiva todos os salvos (a Igreja). ( Ap 19:7, Ap 21:9, Ap 22:17)


Essa distinção é importante, pois a Igreja abarca até mesmo os judeus, que outrora eram um povo escolhido, hoje em Cristo são um com os demais povos (gentios).


Jesus o Cristo, derrubou a barreira que separava as nações.(Ef 2:14)


Mas a pergunta que surge é: E se os judeus tivessem feito a perte deles? Tivessem sido as Testemunhas de Iavé (esses eram de fato as Testemunhas de Jeová).


Não haveria problema algum para nós os gentios, seriamos alcançados e salvos da mesma forma. Juntamente com eles aguardaríamos o Cristo e seriamos abençoados.


Outra dúvida que surge é: Somos um efeito colateral?  Haja vista não terem aceitado, por conseguinte fomos salvos?

Respondendo a essa pergunta faço outra pergunta:


A quem o evangelho foi primeiramente pregado?



Muitos diriam, aos Judeus, mas aí é que está a chave do mistério.

Antes mesmo de haver os judeus, de haver a Lei, o evangelho já havia sido pregado.

 
"Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti."


Gálatas 3:8


Sempre, sempre foi a vontade de Nosso Deus resgatar todos os homens, basta uma olhadinha em Hebreus 11  e veremos que Iavé sempre nos salvou pela fé.

"De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão."

Gálatas 3:9


A graça salvífica mediante a fé sempre esteve presente, 430 anos de ser estabelecida a Lei, o Senhor já salvara a Abraão pela fé.

 "Mas digo isto: Que tendo sido a aliança anteriormente confirmada por Deus em Cristo, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a invalida, de forma a abolir a promessa."

Gálatas 3:17

Que fique claro então que um foi o plano que Deus traçou com Israel (nação),  outro o plano que Deus traçou com as nações gentílicas e que ambos repousam na promessa feita ao  Patriarca Abraão.

E um dia viveremos todas na Nova Jerusalém, a Jerusalém Celestial. (Hb 12:22 , Ap 3:12 , Ap 21:2)


A partir disso podemos conceituar a Igreja como a Israel de Deus.




Shalom Aleichem !



Notas:  Tenho uma postagem que trato sobre o bem e o mal, creio que seja de alguma valia para compreender porque Deus sendo Todo-Poderoso, permitiu que tudo isso acontecesse.

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2010/04/deus-criou-o-mal.html



Big Brother Brasil - Na análise de Luís Fernando Veríssimo





Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço... A décima primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil,... encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.

Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos, na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterossexuais. O BBB é a realidade em busca do IBOPE...

Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um “zoológico humano divertido”. Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo.

Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.

Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis?

São esses nossos exemplos de heróis? 

Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros: profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados.

Heróis são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.

Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.

Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo.

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.

E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.
Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?  

(Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!).

Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.

Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema, estudar, ler a Bíblia, ouvir boa música, cuidar das flores e jardins, telefonar para um amigo, visitar os avós, pescar, brincar com as crianças, namorar, ou simplesmente dormir?



Luís Fernando Veríssimo.



(Grifo meu).

Jesus - Sabedoria de Deus.


O que é a Sabedoria de Deus, ou quem é a Sabedoria de Deus ?



A Sabedoria de Deus é a mesma sabedoria do mundo ?


Vejamos o que as Escrituras nos revelam :



Sabedoria pode ser definida como grande acumulo de conhecimento.


Ela pode ser vista através do conhecimento que se demonstra, seja Ele acadêmico, seja Ele impírico.

Também conceitua-se como sabedoria a conduta humana, agir corretamente diante das situações.

Lançando mão da cautela, prudência, etc.

No entanto tudo isso em um âmbito racional, humanístico.
 
Existe  uma suposta esfera mais "espiritual"  a Teosofia.

"Saber Divino", θεοσοφία (Theosophia) - Sabedoria dos "deuses".


Uma breve pincelada...

A teosofia sintetiza Filosofia, Religião e Ciência, se constitui na sabedoria universal e eterna presentes nas principais religiões do mundo em todos os tempos.

Bem sabemos que quando mesclamos religiões passamos a uma visão ecumênica e ritualisticamente sincrética.
O que de forma alguma abarca a sabedoria expressa na Bíblia.

Conforme dizem as Sagradas Escrituras, a sabedoria humana para Deus é loucura.


" Ninguém se engane a si mesmo. Se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para ser sábio.
Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia."

I Co 3:18-19


Sabedoria segundo Deus :

"Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente."
I Co 2:12-14 

A sabedoria de Deus, é espiritual e Deus a possui desde o princípio, desde antes da fundação do mundo.
Ela nos é passada através da pregação do Evangelho, o que para o mundo é loucura.

"Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura da pregação".

1 Coríntios 1:21

 "E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo."

Romanos 10:17

 O que ou quem é a Sabedoria de Deus.

Jesus: Verbo de Deus, e Sabedoria de Deus.

Pela loucura da pregação conhecemos a Sabedoria de Deus (Jesus), o que racionalmente (através da sabedoria humana) não podemos compreender, não podemos mensurar Sua grandeza.

 Vamos aos versículos:
 
"Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus."
 
I Co 1:24 

"Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;
Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;
A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória."
I Co 2:6-8

"Por isso diz também a sabedoria de Deus: Profetas e apóstolos lhes mandarei; e eles matarão uns, e perseguirão outros;"

Lucas 11:49

Uma vez esclarecido quem é a Sabedoria de Deus, vamos a maior descrição da Sabedoria, revelada no livro de Provérbios.

"O SENHOR me possuiu no princípio de seus caminhos, desde então, e antes de suas obras.
Desde a eternidade fui ungida, desde o princípio, antes do começo da terra.
Quando ainda não havia abismos, fui gerada, quando ainda não havia fontes carregadas de águas.
Antes que os montes se houvessem assentado, antes dos outeiros, eu fui gerada.
Ainda ele não tinha feito a terra, nem os campos, nem o princípio do pó do mundo.
Quando ele preparava os céus, aí estava eu, quando traçava o horizonte sobre a face do abismo;
Quando firmava as nuvens acima, quando fortificava as fontes do abismo,
Quando fixava ao mar o seu termo, para que as águas não traspassassem o seu mando, quando compunha os fundamentos da terra.
Então eu estava com ele, e era seu arquiteto; era cada dia as suas delícias, alegrando-me perante ele em todo o tempo;
Regozijando-me no seu mundo habitável e enchendo-me de prazer com os filhos dos homens.
Agora, pois, filhos, ouvi-me, porque bem-aventurados serão os que guardarem os meus caminhos.
Ouvi a instrução, e sede sábios, não a rejeiteis.
Bem-aventurado o homem que me dá ouvidos, velando às minhas portas cada dia, esperando às ombreiras da minha entrada.
Porque o que me achar, achará a vida, e alcançará o favor do SENHOR.
Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; todos os que me odeiam amam a morte."

Provérbios 8:22-36


Em Suma: 

A Sabedoria do mundo não compreende a Jesus, porque Jesus é a Sabedoria de Deus.
Aprouve ao Senhor trazer Salvação ao mundo através de Sua Sabedoria pela loucura da pregação.



Shalom Adonai.

Um mandamento que não foi obedecido.


O quarto mandamento

"Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá."

Ex 20:12

Pouco depois da Páscoa, no último ano do ministério terreno de Jesus, Ele foi visitado por uma delegação de Fariseus e Escribas que haviam chegado de Jerusalém.
Esses religiosos questionaram a Jesus o por que de Seus discipulos não respeitarem a Tradição dos anciãos,da cerimônia da Lavagem das mãos antes de comer.

Porque é disso que se tratava, a Lavagem das mãos não restringia-se simplesmente a um ato de assepsia como é para Nós. Mas tinha uma conotação especial, o da puresa, pois ao vir das ruas, do mercado, os Judeus para estarem puros tinham que seguir alguns ritos cerimoniais, como o de lavar as mãos, os copos, os vasos e jarros de metal, além das camas.

ENTÃO chegaram ao pé de Jesus uns escribas e fariseus de Jerusalém, dizendo:
Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? pois não lavam as mãos quando comem pão.

Mateus 15:1-2

Essa acusação que repousou sobre os discípulos de Jesus, foi o estupim que faltava para que o Senhor da forma que lhe era peculiar, ou seja, como muita intripidez, joga-se em face dos fariseus e escribas presentes sua hipocrisia.

Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus pela vossa tradição?
Porque Deus ordenou, dizendo: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrerá.
Mas vós dizeis: Qualquer que disser ao pai ou à mãe: É oferta ao Senhor o que poderias aproveitar de mim; esse não precisa honrar nem a seu pai nem a sua mãe,

E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus.

Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo:

Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim.
Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.

Mateus 15:3-9

Essa tradição a qual Jesus fez menção recebe o nome de corbã.

Corbã :

"Se um pai ou uma mãe em necessidade solicitava o auxilio do filho, tudo o que ele tinha que dizer é: O que me pedes é Corbã , ou em outras palavras uma dádiva reservada a Deus ; e estava legalmente isento de qualquer obrigação de contribuir daquela substância para o sustento de seus pais.
Outras obrigações podiam ser evitadas da mesma forma. Declarar que qualquer artigo de propriedade imobiliaria ou pessoal, ou que qualquer parte ou proporção das posses de uma pessoa era "Corbã", era como afirmar que a propriedade assim caracterizada era dedicada ao templo ou pelo menos destinadas a propósitos eclesiásticos , e que eventualmente seria entregue aos oficiais, embora o doador pudesse permanecer de posse da mesma durante um período de tempo especificado, que podia estender-se até mesmo ao fim de sua vida"

Jesus o Cristo - James E. Talmage pág 341

Fechando com chave de ouro essa denuncia, Jesus ainda presentou os que lá estavam com outro de Seus fabulosos aforismos.


"E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei:
O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem."

Mateus 15:10-11

Isso me fez lembrar as palavras de Deus pela boca do profeta Oséias

"Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos. "

Oséias 6 : 6


Shalom Adonai.






Todos os dias do homem (Ser Humano).


"Os dias da nossa vida chegam a setenta anos, e se alguns
, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o orgulho deles é canseira e enfado, pois cedo se corta e vamos voando. "


Salmos 90 : 10


Quantos são os anos da vida de um homem (ser humano) ?


O dia de Nossa morte está escrito, ou previsto por Deus?

Pelo senso comum, aprendemos que o nascimento e a morte são fatídicos (possui dia certo para acontecer).

Exemplos:

Morte aos 25 anos por acidente de carro ;

Morte aos 17 anos por uso de entorpecente ;

Morte aos 60 anos por parada cardíaca ;

Nesses exemplos, temos um destinado traçado, ou será tudo conseqüência de Nossas escolhas ?

A morte de fato é fatídica, no entanto quando e de que forma não está determinado (destino).

Entenda por que:

Comecemos pelo provérbio que diz:

"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte. "
Provérbios 14 : 12

Toda a Nossa existência é pautada em escolhas (volição / lívre -arbítrio), podemos escolher Nossos amigos, os lugares onde iremos, o que comeremos, se vamos fumar ou usar drogas, etc.

Cada escolha Nossa acarreta uma conseqüência.

A probabilidade de Eu morrer de overdose é bem maior se Eu usar drogas do que se Eu não usar (ironia minha).

Claro que só posso morrer desse mal, se me permitir a isso.

Existem muitas ditos populares que expressam essa idéia, como:


Somos o que pensamos ; (geramos em Nós mesmos males psicossomáticos de acordo com o que pensamos).

Mente sã, corpo são ; (contempla as doenças psicossomáticas)

Somos o que comemos ; (geramos doenças pela má alimentação).

No lugar errado, na hora errada; (expor-se a perigos).

Antes só do que mal acompanhado ;
(riscos inerentes as más amizades)


Salvo esses determinantes, Deus nos coloca condições em que podemos viver mais ou menos.

Nos dez mandamentos passados por Deus à Moisés temos apenas um mandamento com promessa.

Honrar Pai e Mãe

E qual é essa promessa?

Ter os dias prolongados (viver mais anos).


"Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá." Exodo 20:12

Inversamente e proporcionalmente falando, Se podemos ter os dias prolongados na terra, também podemos tê-los abreviado.



Veja o caso do Rei Ezequias:

"NAQUELES dias adoeceu Ezequias mortalmente; e o profeta Isaías, filho de Amós, veio a ele e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás."

II Reis 20:1

Havia chegado ao fim os dias do Rei Ezequias em função de Suas escolhas.

No entanto depois de demonstrar arrependimento e pedido ao Senhor perdão, foi abençoado com um acréscimo de 15 anos em Seus dias.

"E acrescentarei aos teus dias quinze anos, e das mãos do rei da Assíria te livrarei, a ti e a esta cidade; e ampararei esta cidade por amor de mim, e por amor de Davi, meu servo."


II Reis 20:6

Temos outras inúmeras passagens onde o Senhor admoesta quanto as condutas, as escolhas que podem tanto acrescer como abreviar Nossos dias na terra.

"E, se andares nos meus caminhos, guardando os meus estatutos, e os meus mandamentos, como andou Davi teu pai, também prolongarei os teus dias."

I Reis 3:14

Observe o emprego da partícula condicional "Se".

Parafraseando ...

Se andares bem prolongarei Seus dias do contrário Não.



Outras passagens

"Então eu vos declaro hoje que, certamente, perecereis; não prolongareis os dias na terra a que vais, passando o Jordão, para que, entrando nela, a possuas;"

Dt 30:18

"Porque esta palavra não vos é vã, antes é a vossa vida; e por esta mesma palavra prolongareis os dias na terra a qual, passando o Jordão, ides a possuir."

Dt 32:47

Quem quizer conferir mais algumas passagens, aqui estão boas referências.

Dt 4:40 , Dt 5:16a, Dt 5:33 , Dt 6:26, Dt 11:9, Dt 22:7 , Dt 22:15


Mas e nos casos de catastrofes naturais, atentados terroristas, guerras,suicído, violência no trânsito ?

Catástrofes Naturais


As catástrofes naturais não dependem do que comemos, com quem andamos, mas ainda assim Nossas escolhas estão relacionadas aos riscos.

Tomemos, por exemplo, inundações como ocorridas no Rio de Janeiro.
As pessoas vitimadas em Sua grande maioria, são aquelas que residiam nas chamadas áreas de risco, ou seja, não escolheram morrer, mas construíram Suas casas em uma área em que essa possibilidades era inerente.
Ao deslizar a terra e as casas serem arrebatadas pela força das águas, os moradores encontraram a morte. Se tivessem evitado essas áreas estariam vivos hoje. Por mais que se doa, essa é a verdade.

De mesma sorte pessoas também perderam Suas vidas ao tentar salvar Seus carros das águas, nessa tentativa forma arrastadas pela correnteza.
Se tivesse tido a prudência, estariam vivas hoje. Novamente a liberdade de escolha dita o fim.


Atentados Terroristas e Guerras.

Mas e nesses casos ? Onde entra o livre-arbítrio?
Nesse caso, não somos vitimas do Nosso livre-arbítrio, mas sim do livre-arbítrio alheio.


Entenda porque:

Analisemos uma situação real, o "Onze de Setembro".

Pessoas estavam em sua rotina, realizando suas tarefas, e quando menos se espera, um, depois outro avião, atinge os prédios e mudam a história.

Pois bem, Os Estados Unidos da America, é um país que está sempre ligado a conflitos internacionais, grosso modo vive caminhando sobre ovos.
Dessa forma expõe todo o seu território, e conseqüentemente seu povo aos risco inerentes a quem coleciona inimigos.

De mesma sorte as guerras, os líderes das nações criam os conflitos, e muitos jovens são mandados ao combate e não retornam. Todo o território nacional torna-se um gigante alvo.
Por conseguinte todas as pessoas se tornam potencialmente "mortos-vivos".

Nos dois casos o livre-arbítrio de uns poucos, é responsável pelo "destino" de muitos.

Obs.:
Nem todos morrem, nisso repousa as misericórdias de Deus. (livramentos)

Suicídio


A maneira mais trágica de abreviar os dias, atentar contra sí mesmo, é demonstrar nenhum amor, pela dádiva da vida.
Nenhum amor e nenhum temor para com Deus.

Deus não leva ninguém ao suicido, essa é uma triste escolha humana.

"O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância."

João 10:10


Imperícia, Imprudência, Negligência.


Imperícia- Quando alguém se lança a fazer algo que não está apto, facilmente pode ceifar a própria vida ou a vida alheia em função dessa falta de capacidade.

Imprudência - Quando alguém que está apto a realizar determinada atividade (exemplo, dirigir um veículo), mas tomado por Sua altivez acaba realizando abusos, que tem como consequência, a morte.

Negligência - Quando algo que deveria ser feito ou poderia ser feito, não se consuma.

Um bom exemplo, são acidentes ocasionados por falta de manutenção preventiva, ou uma manutenção mal realizada.

Comuns em automóveis, maquinários, etc.

Mais uma excelente porta para se justificar a morte. (abreviar os dias)



Morte no transito. (violência).

Será que Deus planejou que fossemos assassinados no transito? Claro que não.

Muitas situações poderiam ser evitadas, muitas vidas preservadas, dias prolongados se fossemos mais tolerantes no trânsito.
Inumeras pessoas dirigem armadas e fazem das ruas, arenas.

Essas mortes são fatalidades, ou consequências do mal uso do livre-arbítrio?


Como viver mais:

Primeiro, Tema a Deus e atente para Seus mandamentos ;(Ec 12:13 , Dt 6:2)

Obs.: Mandamentos esses que se resumem em dois :(Mt 22:37-39)

Pratique esportes ; (conhecimento secular)

Como alimentos saudáveis ; (Lv 11)

Obs.: Não estamos debaixo da lei, mas esse capítulo demonstra o cuidado de Deus para com os alimentos.

Evite as más amizades ; (Sl 1:1 , I Co 15:33)

Evite situações de riscos. (Pv 14:12)


Em Suma:

Em Nossa vidas temos a morte como fatalidade ( o fato), mas não quando e nem a forma que morreremos.

Nossos dias podem ser abreviados ou prolongados.




Shalom Adonai