Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





A proibição da barba nas Assembleias de Deus





A proibição dos homens usarem barba dentro do contexto religioso cristão evangélico é bem comum e tem como princípio o coronelismo das Assembleias de Deus


EM ESPECIAL as ASSEMBLEIAS DE DE DEUS, com seus “usos e costumes” criam proibições absurdas sem fundamento bíblico, ao contrário, por vezes ferem a própria Escritura. 

Sabemos que a barba é uma característica dos homens nas narrativas bíblicas.


“É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a BARBA, a BARBA DE ARÃO, e que desce à orla das suas vestes." 

(Salmos 133 : 2)


E até mesmo um MANDAMENTO DA PARTE DE DEUS para toda a tribo de Israel, conforme vemos na Torá (Pentateuco). 

“Não cortareis o cabelo, arredondando os cantos da vossa cabeça, NEM DANIFICAREIS AS EXTREMIDADES DA TUA BARBA.”


 (Levítico 19 : 27)


* Danificar = cortar.

Pode até parecer um mandamento “estranho”, mas que com toda certeza tem sua importância. É preciso compreender que os MANDAMENTOS de Deus se classificam em RACIONAIS (aqueles que entendemos claramente o motivo) como, por exemplo: 

“Não matarás” e os SUPRA-RACIONAIS (aqueles que não conseguimos compreender o motivo), como por exemplo: “NÃO CORTARAS AS EXTREMIDADES DA TUA BARBA”.

Mas o fato de não entendermos não invalida o mandamento. 

Mas e quanto à “igreja”, por que da proibição?

Essa proibição, não tem relação com a questão religiosa, como aparenta, mas é fruto da política partidária. (Esquerda e direita).

Antes mesmo das igrejas evangélicas surgirem, quando havia apenas a Igreja Católica (e seus ramos) e as Protestantes, os “homens de Deus” usavam barba. Basta observar as gravuras da época, como de Calvino, e posteriores como Spurgeon

O conceito de “esquerda e direita” remonta ao século XVIII. (Revolução francesa) 
Consiste basicamente, em: 

Os de “direita” são os a favor do governo e os de “esquerda” os opositores ao governo.
Nessa época os homens de direita “deixavam sua barba crescer” e os de “esquerda raspavam a barba”, a barba era um símbolo que representava a posição política do indivíduo. 

Quando do advento das Assembleias de Deus, (início do Século XX), houve uma “inversão” nesse conceito, ou seja, aqueles que tinham barba já não eram mais os de direita e sim de esquerda. Então os líderes das “igrejas” que eram partidários da direita, obrigaram os membros a rasparem suas barbas. Logo isso foi incorporado aos “usos e costumes” das Assembleias de Deus e “perpetuado”. Hoje os homens por vezes desconhecem se quer o que significa ser de “direita” ou de “esquerda”, ou até mesmo são de “esquerda”, todavia em ambos os casos, sua barba é raspada conforme reza a cartilha dos usos e costumes, em nome da tradição das Assembleias de Deus!! (conservadorismo retrógrado e descabido).


É digno de nota que os padres católicos também costumam raspar sua barba, mas no caso deles a questão é diferente, eles os fazem desde 1054 d.C para diferenciarem-se da Igreja Ortodoxa da qual até hoje os sacerdotes ostentam suas longas barbas

* A igreja Ortodoxa é fruto de uma divisão (cisma) da Igreja Católica Apostólica Romana, ocorrida em 1054 d.C

Nota: No Brasil “a barba” foi um símbolo da ditadura, assim como do comunismo alemão por causa da figura “barbada” de Karl Marx. 

(Vi pessoas serem recusadas (eu mesmo fui um) por usarem barba, e soube de outros que foram proibidos de "pregar" até mesmo por ostentarem um mero bigode)

Vale lembrar que JESUS era JUDEU e por conseguinte BARBUDO ! 

Então como podem ver, não há motivo para essa proibição absurda na igreja, essa é mais uma das muitas proibições oriundas do já citado: coronelismo das Assembleias de Deus.

A escolha deve ser livre e não imposta. 

Shalom ! 

by Vanderlei L. Borkoski