Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





Igreja Católica Apostólica Romana ou Igreja Católica Apóstolica de Cristo ?

 


Igreja Católica Apostólica Romana, sem dúvida a mais antiga igreja cristã, a mais próxima do período apostólico, mas não há motivo para se ufanar. Esta igreja ao contrário do que conclama, não foi fundamentada nos apóstolos, mas sim do sangue dos mesmos.
Originária de Roma, cujo império dizimou dezenas de milhares de cristãos, até que um de seus imperadores (Constantino) veio a "converter-se" ao cristianismo, "cessando", as perseguições e tornando a fé em Cristo a religião oficial do império. Essa é a história que querem que aceitemos, mas o axioma é outro. A conversão de Constantino foi fundamentalmente política, reconheço que os cristãos respiraram um pouco melhor com menos espadas pressionando suas jugulares, mas a que preço.

Com a oficialização do cristianismo pelo império, houve uma mescla de paganismo ao até então saudável cristianismo apostólico, bastaram algumas centenas de anos para fundamentar a tradição católica que em muito suplanta a doutrina apostólica de Cristo.

E é justamente sobre isso que vou tratar na presente postagem uma vez que já foi exaustivamente discutido em postagens anteriores, a origem pagã das principais crenças cristãs (também adotadas pelos protestantes), tais como Natal, Páscoa, Marianismo, Trindade, etc.

A proposta hoje é esclarecer a origem da Igreja de Cristo em comparação com o que conclama a igreja Católica Apostólica Romana.

1º. Pedro, o primeiro Papa.


Essa é uma "verdade" que só satisfaz aos Católicos. Baseia-se na autoridade delegada por Cristo a Pedro, que segundo a teologia católica é a pedra sobre a qual Cristo fundamentou sua Igreja. Para tanto usa-se a seguinte Escritura:

"Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;" - Mateus 16:18

Mas será realmente a pedra a qual Cristo se referia? Não, de fato não. Cristo referia-se a si mesmo.

Veja o porquê:

Jesus disse primeiro Pedro (Petros no grego, que significa "pedra pequena"), a seguir Jesus diz: "sobre esta pedra (Petra no grego, que significa "grande rocha maciça", "rochedo"), fica claro então que Cristo empregou uma figura de linguagem, chamada trocadilho.
Para dirimir qualquer dúvida veja o que o próprio Pedro assevera acerca de Jesus:

"E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa," I Pedro 2:4

"E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, A pedra que os edificadores reprovaram, Essa foi a principal da esquina,"  I Pedro 2 : 7

Pedro segundo o que nos relata o livro dos mártires de John Fox, foi martirizado por volta de  67d.C pelo Imperador Nero, enquanto a igreja Católica Apostólica Romana foi fundada em torno do ano 320 d.C

2º. A igreja Católica sempre existiu.

Os apologistas   católicos vociferam que a Igreja Católica é revelada na Bíblia e que sem sombra de dúvida sua origem remonta ao período apostólico.
Examinemos então a base de defesa de fé.

Recorre-se ao seguinte versículo:

"À universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados;" - Hebreus 12 : 23

Tendo em conta que Católico significa universal, logo universal assembléia é o mesmo que igreja católica. A isso chamo (sem medo de errar), falsa dicotomia.

Igreja Católica Apostólica Romana , Igreja (chamados para fora), Católica (Universal Hb 12:23), Apostólica (fundamentada nos apóstolos), até aqui tudo muito bom, Romana (eis aqui o erro).

A salvação procede dos Judeus (Cristo era judeu) (João 4:22)  ;
A promessa da Igreja não foi feita em Roma, mas sim em território palestino ; (Mateus 16:13-18)
Os apóstolos deveriam permanecer em Jerusalém até que fossem revestidos com poder, para ai então proclamar o evangelho ao mundo ; (Lucas 24:49)


Os apologistas católicos utilizam-se de documentos anteriores ao período de Constantino para justificar que a igreja Católica já existia e que é a mesma por nós conhecida.
Contudo, com base nas explanações aqui expostas fica fácil contemplar que  as asseverações patrísticas  NÃO tratam da igreja de Roma, mas sim da igreja apostólica (primitiva).

“Deve-se, entretanto, reconhecer uma só Igreja, disseminada por toda a terra. João também, no Apocalipse, embora escreva só para as sete Igrejas, fala para todas. As cartas a Filemon, Tito e as duas a Timóteo, se bem que tenham sido redigidas por amor (a essas pessoas), não o foram menos para a honra da igreja católica e para organização da disciplina eclesiástica. Há em circulação também uma epístola aos Laodicenses e uma aos Alexandrinos, escritas sob o nome de Paulo em favor da heresia de Marcião, e certo número de outras, que não podem ser aceitas na igreja católica , porque não convém misturar o fel e o mel”.

(Cânon de Muratori escrito por volta de 150 dC).

“Considerai legítima a eucaristia  realizada pelo bispo ou por alguém que foi encarregado por ele. Onde aparece o bispo, aí esteja a multidão, do mesmo modo que onde está Jesus Cristo, aí está a igreja católica”

(Inácio de Antioquia, bispo cristão martirizado por volta de 107 d.C. por sua fidelidade a Cristo – Carta aos Esmirniotas cap. 8).

Cânon de Muratori (150 d. C) ;
Inácio de Antioquia (discipulo  direto do Apóstolo João (107 d.C)

Ambos, cerca de 180 a 200 anos antes da fundação da igreja de Roma (ICAR)


A verdadeira Igreja Católica (universal / invisível) é aquela revelada por Jesus Cristo à mulher samaritana.
Adoradores em TODOS os lugares.

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem."  João 4:23

É a Igreja composta pelos salvos, de todas as tribos,línguas e nações e que adoram a Deus em espírito e em verdade.


"Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; "  Apocalipse 7 : 9

Quando Deus fundamentou sua Igreja na terra na terra, não instituiu uma organização eclesiástica denominacional.Mas sim, estabeleceu um corpo místico,cuja cabeça é Cristo.

 "Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;" Ef 4:4

"Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo."  Efésios 5 : 23

Por fim a maior ironia histórica é o fato de Roma ter martirizado os apóstolos e discípulos de Cristo por tantos anos (a favor do paganismo) e logo após a conversão de Constantino e o estabelecimento da igreja romana, a perseguição persistir,mas agora contra os que se opunham as doutrinas que imergiam (superstições e tradições humanas), com a alcunha de hereges eram queimados, esfolados e trucidados pela bandeira do paraíso.

Graças e louvor ao Deus vivo e honra a memória dos mártires da Igreja de Deus.

In memorian

Valdenses , John Huss,Juan Calas, Juan Wickliffe e os demais.


"E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram." Ap 6:9



Shalom HaShem Adonai