Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





Ser Igreja, estar na igreja.

Tenho observado que muitas pessoas não têm clara a idéia do que é ser a Igreja e de estar na igreja.


Uma preve explanação sobre o conceito de igreja local.


Apesar de muitas pessoas pensarem que evangélicos e protestantes são a mesma coisa (e deveriam ser), existem distinções.Os protestantes não gostam de ser chamados evangélicos.Existe por parte de alguns um certo ufanismo, como se fossem "os pais da igreja".Isso porque eles derivam diretamente do rompimento de Lutero com a igreja Católica (que é na verdade a mais antiga instituição cristã estabelecida como religião oficial).

Os evangélicos já são mais novos, são pequenos grupos que se formaram a partir de dissensões (divisão de pensamentos, interesses e sentimentos), compõe hoje em sua maioria igrejas Pentecostais, Neo-Pentecostais ou Tradicionais (protestantes) renovadas.
Mas afinal o ponto é que nada disso deveria ter acontecido, eramos para ser um grupo único de cristãos, com uma doutrina Bíblica (não ecumênica como busca a igreja católica), como acontecia no período apóstolico.

Infelizmente quando se delega poderes aos homens, nem todos sabem lidar com ele, e se deixam consumir.Sendo capazes de negar até mesmo a verdade, para não perder posição , prestígio e o afamado poder.
Então desde o período apostólico a igreja se distanciou de suas raizes e foi adotando tradições, costumes, absorvendo hábitos do mundo (mundanismo) e até o paganismo.Hoje em todas as denominações supra-citadas vamos encontrar em seu meio, homens (líderes) ligados a sociedades secretas como a maçonaria, a bruxaria e até satanistas.
Em função disso há muitos "crentes" que simplesmente abandonam a congregação e vão adorar em suas casas, acreditam que estão certos, afinal a Bíblia nos ensina que somos o "templo do Espírito Santo", "Todo homem é um sacerdote", "Temos um só Pastor, o bom Pastor", e tudo isso é verdade.

A questão é, mesmo sendo santos e tendo um só Pastor, somos chamados a congregar.Aqui começa a divisão entre a igreja local (as denominações) e entra o conceito da igreja universal (Igreja invisível).


Até agora explanei a questão da igreja local cheia de corrupção, mas não corrupta.Um corpo pode ter enfermidades, mas não deixa de ser um corpo por isso.
Deus nos chamou para nos apresentarmos em sacrifício vivo, que é o culto racional e renovarmos o nosso pensamento e não nos amoldarmos ao mundo (Rm 12:1-2). O Senhor pois uns para pastores, outros para mestres, outros evangelistas (Ef 4:11).Também o Senhor Jesus ensinou que o "maior deve servir ao menor", a beleza que se perdeu para muitos na igreja local, é que quanto mais subimos na igreja, mais devemos descer.


Exemplo vivo disso foi o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo no "lava-pés" com os discípulos.Verdadeiramente o maior servindo o menor (Jo 13:3 -17).

Jesus chamou a Paulo não só para estender o evangelho aos gentios,mas também para organizar a igreja.
Igreja é organização e organismo, por isso tudo deve ser feito com "ordem e decência".
E para aqueles que pensam que não devemos congregar o livro de Hebreus nos adverte a não ser como muitos que deixam a comunhão com os irmãos (HB 10:23-25).


"Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.

 E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras,
 Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia." Hb 10:23-25




Um recado para aqueles que se escondem atrás do erro e da corrupção alheia é que nenhum trabalho e vão no Senhor(I CO 15:58), e mister que dentro da igreja (local) cresçam juntos o Trigo e o Joio, seja você então o Trigo (Mt 13:38-40).


Seja integro e sincero na igreja, posicionado, preferindo obedecer a Deus mais que aos homens (At 5:29) e entregando todas as suas petições a Deus em oração, entregando suas aflições ao Senhor que vos aliviará.

De nada vai adiantar se isolar, atacar a igreja local sem ao menos apresentar soluções àquilo que você vê que está errado.


Somos chamados a servir.


Bem, retomando, a Igreja Universal não é aquela dá televisão, e nem a Católica (que significa universal), é a que o Senhor vê, e de onde virá os Salvos, é formada por aqueles que realmente renasceram da água e do Espírito(Jo 3:5), dos que adoram em Espírito em verdade (Jo 4:23), que têm o selo do Espírito Santo (EF 1:13-14).


Não são os batistas, mas haverá batistas, não são os pentecostais, mas haverá pentecostais, e assim por diante.

O Senhor não enxerga e não se importa com a igreja local, não foi ele que instituiu as denominações, ele se importa é com a sua Igreja, a Igreja Universal.


Irmão, não fuja da igreja, busque uma igreja que seja o mais correta possível, e ajude a corrigir o que estiver errado, mas não deixe de congregar.


Como disse certa vez o ex-satanista e hoje servo do Senhor, Daniel Mastral:

"Brasa fora do braseiro esfria".

Arnaldo Jabor - jornalismo a serviço do mal !


Quem não conhece o sr. Arnaldo Jabor, jornalista, radialista, poeta, conhecido por suas crônicas no Jornal da Globo e na Radio CBN.
Homem inteligente, carismático, mas infelizmente desprovido de fé,desprovido de entendimento, homem que julga o conteúdo pelo continente, qualidade de homem que nivela tudo e todos por baixo.
Se Paulo de Tarso o tivesse conhecido por certo diria:"seja anàtema".
No anseio de "arrasar" a Igreja Renascer e a Igreja Universal do Reino de Deus (arqui-rival) da Rede Globo de televisão, Jabor não se faz de rogado e lança todas as igrejas evangélicas no mais profundo abismo.
E como se não basta-se nos acusa de "atacarmos" a "linda religião africana"(candomblé e afins), enaltece o baixo-espíritismo em detrimento da fé cristã.
Não estou aqui para defender a Igreja Universal, a Renascer ou tão pouco a igreja Católica, até porque tenho minhas discordâncias com relação a elas também,só não posso concordar que doutrinas cristocentricas sejam denegridas, que o nome de Cristo seja tripudiado e escarnecido, por qualquer ímpio (seja ele quem for).
Algo no mínimo interessante em homens com Jabor é o falar do que não conhece, esse "tatear no escuro", o coloca em uma posição desconfortável aos olhos daqueles que conhecem, leêm e entendem as máximas de Deus expressas na Bíblia Sagrada.
Máximas como:

O Senhor condena a prostituição(em todas as suas formas);Ap 21:8
O Senhor condena a feitiçaria (toda forma de espiritísmo);Ap 21:8
O Senhor condena os incrédulos (ateus e céticos); Sl 14:1 , Jo 3:18
E condena a homens como Jabor, arrogantes, soberbos, amantes de si mesmo. II Tm 3:2

É hora de romper com o comodismo, é hora de saber a quem ouvimos, que tipo de informação e entretenimento vai adentrar nossos lares.
É tempo de combater com inteligência aqueles que deturpam a fé cristã, independentemente de igrejas.É o ponto comum de todos que se denominam cristãos que está em questão.

"Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos."(Jd 3)

Aqui
estão postadas algumas das crônicas críticas de Arnaldo Jabor. Tire suas conclusões.






Jesus - o homem sem pecado.


O homem natural (antes do encontro com Cristo) é um pecador.Mas não é pecador por peca, mas peca porque é pecador.Ou seja, nascemos pecadores, independente do que façamos, estamos distantes de Deus, mortos espiritualmente até que aceitemos a Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador.Nesse momento deixamos de ser pecadores (natureza adâmica) e passamos a nova condição de filho de Deus (por adoção).A partir disso, nós até pecamos, mas não somos pecadores,
João nos ensina "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai,
Jesus Cristo, o justo". (I João 2 : 1).
Aquele que não tem a Cristo, pode levar uma vida compassiva, altruísta, abster-se de todo mal, ainda assim é um pecador nato, e o salário do pecado é a morte.Só quando Jesus passa a ser Senhor dessa vida, é que ele é justificado (Salvação pela Graça mediante a Fé).Toda boa ação sem Cristo denota obras, e obras não salvam.
Bem, isso é só uma introdução para afirmar que todo homem nasce pecador, por decorrência da queda de Adão, como alguns gostam de chamar "pecado original".

Mas a questão é: Como Jesus nasceu sem pecado?


A igreja Católica Apostólica Romana atribui isso a Maria mãe de Jesus, segundo a doutrina da "imaculada conceição", que apregoa que Maria nasceu sem pecados, logo gerou a Jesus sem pecado e por conseguinte Jesus não tinha pecado.
Mas essa doutrina encontra algum respaldo Bíblico? Vejamos:

"Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer." (Romanos 3 : 10)


"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;" (Romanos 3 : 23)


"Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.

Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida.
Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos."

Como pode ser lido, ninguém foi isentado da condição de pecador, isso inclui Maria.

Como o pecado é transmitido?

Observe que apesar de Eva ter sido a primeira a morder do fruto proibido, foi sobre Adão que recaiu a culpa.Isso aconteceu por causa do sacerdócio, que pertence exclusivamente ao homem.A liderança foi instituída por Deus ao homem, e não trata-se aqui de uma visão machista.Prova disso é que todos os chamados de profetas foram dados ao homem(com poucas exceções) , a regência era dos homens, os sacerdócios aaronico e levítico era exercido por homens.A mulher é de vital importância, tem valor inestimável, mas o sacerdócio não lhes pertence.
Sendo assim quase que cientificamente falando, a mulher é pecadora, mas não transmissora do pecado.O pecado é transmitido pelos homens a todos os seres humanos (homens e mulheres).
Fica claro então que, uma vez que Jesus não possui pai humano, estava livre do "pecado adâmico".

"E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar." (Gênesis 3 : 15)

A mulher, todos sabemos não possui semente, ela possui óvulo(que é fecundado pela semente "sêmen"), se ela não possui semente, se não houve participação paterna humana, temos então como sêmen - a virtude do Espírito Santo.(Só para atestar - Sêmen = Substantivo masculino , sinônimo Semente , palavra de origem latina semens).Não se trata de relação sexual com Deus, como acreditam os mórmons.
Ai está, por isso Jesus nasceu livre do pecado, por causa da máxima expressa em Lucas 1:35


" E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus."

Jesus bem sabemos foi tentado e sofreu tudo que os homens sofrem , e em tudo resistiu, para achar-se irrepreensível, para que através de seu sangue fôssemos justificados.
A sabedoria Incomensurável de Deus, cuidou de tudo inclusive de seu nascimento. Nasceu livre do pecado, viveu uma vida sem pecados e morreu por nossos pecados.
Aleluia.







Dízimo - É um mandamento para a igreja?

Não, não é. Agora vou explicar por que.

O dízimo foi estabelecido por Deus para sustento da tribo de Levi, que não tinham participação na herança terrena de
Israel(Nm 18:21 ; 24), os levitas eram auxiliares de Arão. Sua responsabilidade era zelar pelo Templo do Senhor.Também era empregado para auxiliar os estrangeiros, órfãos e
viuvas (Dt 26:12 ; Dt 14:28-29). Quando a dispensação da Lei foi encerrada na cruz "Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." (Rm 10:4) Deu-se início a dispensação da Graça (Favor concedido sem merecimento), logo tudo que era pertinente a Lei foi abolido. Vale salientar que a lei tinha basicamente três conjuntos de leis: Cerimoniais, Civis e Morais (apesar que essa divisão não é oficial é apenas interpretativa, de fato a lei compreende o conjunto todo de normas). Mas para facilitar a compreensão, estudemos considerando a divísão do conjunto.

As leis morais (Os dez mandamentos) continuam valendo, mas de modo transparente (o Espírito Santo nos adverte a fazer o que é certo pelo Senhor), não precisamos ficar toda vez observando o decálogo para vermos se estamos infringindo algum mandamento.E nem devemos, sob pena de sermos culpado de toda a lei. (Tiago 2:10)

Bem, o dízimo fazia parte do cerimonial , visto que era para manter os levitas e por decorrência o Templo.
E a própria história confirma isso (o fim do sacerdócio), haja visto a destruíção do templo, e pelo fato de Israel hoje não possuir mais rei, nem sacerdotes.
Então não devemos dar o dízimo? Eu não disse isso !
A questão é a seguinte:
Os líderes das igrejas costumam "coagir" os membros vaticinando "aqueles que não são dizimistas fieis, não prosperarão" ou "o espírito do devorador vai destruir suas finanças", e outras pérolas como essas.
E claro, para embasar tais "verdades bíblicas" eles respaldam-se na Bíblia, com as seguintes passagens:

"Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. "(Malaquias 3 : 8)

Então se não der o dízmo estou roubando a Deus?
Não, não estou.

Observe lendo atentamente todo o capítulo de Malaquias, Deus está tratando com os sacerdotes, e não conosco.
Pense bem, o Senhor disse "... Nos dízimos e ofertas", me diga, é possível roubar algo que não existe?
Primeiro pense a respeito da oferta, para roubar uma oferta, ela já deve ter sido dada, por
que oferta compreende algo que se dá voluntáriamente, e um valor não estipulado. Logo não posso roubar algo do qual nem sou obrigado, a dar, é um ato expontâneo doar ou não, Semelhantemente quando passa a "Salva" na igreja, oferta quem pode e quem quer.
Então se alguem roubou as ofertas, esses foram aqueles que controlavam as finanças (os tesoureiros).
E quanto ao dízimo? A mesma coisa, o dízimo era coletado, e dali extraviado, se eu não desse o dízimo não seria rouba, seria omissão.
Por isso o Senhor levantou o profeta Malaquias para advertir os líderes de Israel.
Há também quem defenda a idéia do roubo a Deus, alegando que não so os sacerdotes roubavam a Deus mas o povo também (nação).

"Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação." Ml 3:9

O ponto é a nação tinha uma representação e eram os sacerdotes, aqui está provavelmente apenas enfatizando a responsabilidade dos lideres, e outra possiblidade não menos importante é que haviam ofertas que eram obrigatórias (como pagamento por causa dos pecados Lv 4:27-28 , Lv 5:5 , Lv 6:6 ), e eram obrigatórias como o dízimo, pois igualmente faziam parte da lei. Mas mesmo assim a um escopo, está escrito "TODA ESTA NAÇÂO" ( a nação de Israel). Nao se pode atribuir isso a IGREJA DE CRISTO.

O Sacerdócio sempre foi corrupto, prova disso é o que nos relata o livro de Hebreus, onde diz que Jesus não poderia ter vindo por nenhum dos Sacerdocios já existentes, porque o sacerdócio de homens é corrupto.
Então Jesus foi posto sumo-sacerdote por um sacerdócio exclusivo - o de "Melquizedeque".

"De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão?

"Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei." (Hb 7:11-12)

"Visto ser manifesto que nosso Senhor procedeu de Judá, e concernente a essa tribo nunca Moisés falou de sacerdócio.
E muito mais manifesto é ainda, se à semelhança de Melquisedeque se levantar outro sacerdote,
Que não foi feito segundo a lei do mandamento carnal, mas segundo a virtude da vida incorruptível.
Porque dele assim se testifica: Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque.

"Porque o precedente mandamento é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade" (Hb 7:14-18)

Até mesmo no Novo Testamento quando o Senhor Jesus falou com os Fariseus acerca do dízimo ele foi bem claro.Ele disse que de nada adiante dar o dizimo e negligenciar o mais importante da Lei.
Jesus falou sobre a Lei, no período da Lei, por isso ele disse "mandamentos da lei", diferente do que pregam os pastores em geral, que afirmam que o Senhor Jesus, mandou que continuássemos a devolver o dízimo.

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas." (Mt 23:23)

"Fazer estas coisas e não omitir aquelas" (concernentes a lei).

"E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive.
E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos." (Hb 7:8-9)

"E aqui certamente toma dízimos homens que morrem..." , também usado como ardil pelos Pastores, esse versículo no "Novo Testamento", não está confirmando que o dízimo é uma prática também na Nova Aliança, mas se ler atentamente você vai entender.
Ele diz aqui (entre os Hebreus não convertidos) tomam o dízimo e ainda assim morrem , mas ali (entre os Hebreus convertidos) vive-se independentemente do dízimo. Por que é Cristo que traz a vida e não a Lei de Moisés.Além de que o escritor disse: de Abaão até Levi.

Mais uma prova disso é que não encontramos nenhuma mensagem de Paulo as igrejas ou na narrativa do livro de Atos, uma coleta do dízimo.E é ponto comum a todos os crentes, que as epístolas paulinas são instruções as igrejas desde sua época até hoje, e o será até o retorno do Senhor Jesus.

Meu caro leitor, o que Deus ordenou para a igreja foram ofertas de amor, com alegria e não por obrigação, ou tão pouco coação.
"Portanto, tive por coisa necessária exortar estes irmãos, para que primeiro fossem ter convosco, e preparassem de antemão a vossa bênção, já antes anunciada, para que esteja pronta como bênção, e não como avareza.

E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.

"Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria."(II Co 5:7)

Este é o mandamento de Deus para a igreja (lembre-se igreja não é Israel), que se oferte com o coração, não com tristeza.
O Senhor não quer nenhum embaraço em sua igreja, e tem mais a oferta é para a obra, por ele diz que abençoa os que contribuem com alegria.

"E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;"(II Co 5:8)

E mais uma coisa, as ofertas nas igrejas são para suprir as necessidades daqueles que vivem só para a obra e para auxilio aos necessitados.

"Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do
evangelho." (I Co 9:14)

"Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus." (II Co 9:12)

Mas o que mais acontece, são Pastores e supostos Apóstolos que usurpam a tesouraria das igrejas, e concedem a si mesmos privilégios como: andar em carros caros, e morar em suntuosas casas nos locais mais nobres. Como por exemplo Morro Santa Teresinha em Santos ou Alphaville em São Paulo.
E aqueles a quem deveriam ser dirigidos as ofertas e os "dízimos", que são os necessitados (órfãos e viuvas), os Missionários, que entregavam sua vida a Jesus e atendem a Grande Comissão Mundial, vão a lugares longínquos, hostis e sem o mínimo do conforto, as esses as ofertas não chegam. Eles na maioria das vezes precisam lutar pela própria sobrevivencia(fazedores de tendas como Paulo) enquanto pregam a Palavra de Deus. Mas o mais curioso é que o Estandarte é a "Placa do ministério", Assembléias de quem mesmo?

Mas voltando ao dízimo, só para encerrar. Muitos dizem, mas o dízimo não foi instituido na Lei, Abraão deu dízimo, Jacó deu dízimo, isso antes da lei. Então o dízimo é pra ser dado ainda hoje.

Pois é, de fato ele foi dado (ou devolvido se preferir), e do jeito que Abraão fez e que Jacó fez, assim é que deve ser o dízimo hoje. Mas como assim?
Gostaria que alguém me mostra-se na Bíblia onde Abraão ou Jacó foram ordenados, obrigados ou coagidos a entregarem o dízimo.
Não foram, não é mesmo?
Esse dízimo foi voluntário, foi um voto com Deus, foi um ato de adoração e gratidão.
Se você quizer ser um dízimista na sua igreja, seja.Mas seja por adoração e gratidão ao Deus que tudo faz. E não por temor de estar roubando a Deus, ou por qualquer outra razão.
Há igrejas que desligam os membros, outras em que expõem o irmão ao vitupério.

Mas Jesus nos ensinou a não nos pormos debaixo de julgo desigual.Se a igreja que você está hoje, não possui uma visão missionária, se seus lideres vivem só dá obra, mas no maior luxo, se sua igreja "faz alvos" para pagar "algum compromisso que você nem sabia que ela tinha", cuidado !!!!!

Hoje não existe mais também as ofertas alçadas, e ainda assim as ofertas alçadas que fazem, é completamente diferente das que haviam no Antigo Testamento(antibíblica) .
Oferta alçada pelo certo é um valor livre de um algo específico. Por exemplo: a oferta alçada do ouro e da prata.Oferta o ouro e oferta a prata, o que cada um propôs em seu coração.
Irmão é chegada a hora de vivermos a verdade como ela é e não como se quer.
Você deve estar pensando, ele não oferta, mas eu oferto , mas não para uma igreja específica, mas para a obra missionária, como Jacó,por amor e gratidão e adoração a Deus.

"Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir;
E eu em paz tornar à casa de meu pai, o SENHOR me será por Deus;
E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo."(Gn 28:20-22)












Teologia da Prosperidade (Cura e Riqueza) - "Protótipo do Supercrente"



Algo que me preocupa já há um certo tempo, é a massificante ação de algumas igrejas neo-pentecostais e também pentecostais, que apregoam que o crente tem que ser bem sucedido, não pode ficar doente.E que se por ventura for esse o caso, então não está com a "vida no altar". Está em falta com Deus.
Mas será que isso passa pelo crivo da Bíblia?
Vejamos:

Primeiramente a Bíblia Sagrada nos ensina que a riqueza é dom de Deus (ele dá para quem ele quer), "E a todo o homem, a quem Deus deu riquezas e bens, e lhe deu poder para delas comer e tomar a sua porção, e gozar do seu trabalho, isto é dom de Deus"(Ec 5:19).
Bem sabemos que Deus não age de maneira leviana, àqueles a quem é concedido riquezas, recai sobre ele uma responsabilidade, e será cobrado por isso. "...E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá."(Lc 12:48).
Não estou afirmando que é errado ter ambição, pleitear uma vida melhor, nem nada desse tipo, mas afirmo de modo contundente que a Bíliba condena aqueles que buscam a riqueza e ficam "cegas" por ela, condena aqueles que buscam primeiro seus interesses em detrimento dos interesses do Reino de Deus e principalmente aqueles que fazem da fé "comércio", mercado de troca com Deus.
"Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas
dores."(ITm 6:10)


"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." (Mt 6:33)


Ao observarmos o ministério de Jesus, podemos notar que ele sempre priorizou pregar o Reino (trazia ensinamentos), decorrente disso haviam curas (por ser ele sempre tomado de íntima compaixão) e alimentava o povo quando era cabível fazê-lo.
Ele nunca cobrou por isso, aliás Jeus foi quem mais doou, doou sua própria vida.
No entanto hoje pseudo-cristãos ensinam um evangelho doente, que atrai as pessoas para igreja em busca de reestruturação financeira, ascensão profissional e cura física.Mas o mais importante é negligenciado: a salvação, a transformação, a cura da alma.
Criam-se campanhas miraculosas, convencem os incautos a doarem todo o pouco que lhes restam, a empenharem todas suas parcas economias em rituais (creio ser o nome mais apropriado), com uma suposta fogueira santa, ou arca da aliança,enfim, sempre uma "alegoria judaizante", para envolver o fiel em uma atmosfera sacro-santa.
Caminhar no vale de sal, tocar a trombeta de Gideão, e toda sorte de coisas que a mente enganadora desses líderes conseguir criar.
Mas onde fica o Reino de Deus?
Como todo sofisma (falsa argumentação), eles utilizam passagens isoladas da Bíblia.
Como por exemplo:


"E o SENHOR te porá por cabeça, e não por cauda" (Dt 28:13) , mas se lermos o versículo inteiro e o capítulo, vemos que Deus estava falando a Israel, como seria se obedecessem seus mandamentos. "...se obedeceres aos mandamentos do SENHOR teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir."(Dt 28::13)


"Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o SENHOR dos Exércitos."(Ag 2:8) - O Deus do ouro e da prata, tem muita gente pelos "blogs da vida", "Yahoo!Respostas", fazem questionamentos do tipo " Se Deus é o dono da prata e do ouro", por que ele quer meu dinheiro? ou porque Pedro disse "Não tenho ouro,nem prata...", isso acontece por causa de igrejas e pastores que visando sempre seus próprios interesses mudam totalmente o que Deus disse.
O que Deus disse foi que cada um estava cuidando de seus próprios interesses e negligenciando a sua casa (o que não é diferente hoje), por isso ele alertou: "Eu sou o Senhor do ouro e da prata", em outras palavras "Eu te dei o que você tem, e eu posso tirar, por isso cuidem da minha casa", é só dar uma boa lida no livro de Ageu, principalmente (1:9).


Veja o que Jesus disse no templo, se não se aplica perfeitamente hoje.


"E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões."(Mt 21:13)


Claro que não devemos fazer voto de pobreza como os Franciscanos, até porque isso é obra, e obras não salvam.
Mas busque a Deus de coração aberto, anelando por salvação, é isso que o Senhor quer para você, te salvar.


Outro engano terrível, tem igrejas que nessa frenética busca de fieis, e aumento na receita, apelam agora a "cura divina".Esse é a outra vertente da "Teologia da prosperidade" ou "Teologia da confissão positiva".

Sempre usando a passagem de Isaías para fundamentar a cura divina.

"Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido."
Isaías 53:4


O que está escrito aqui realmente é verdade, eu não nego a cura divina, mas vamos esclarecer alguns pontos.

Muitos dos que seguiam a Jesus (a multidão), o faziam por interesse na cura, não em suas palavras.
Hoje quando o estandarte da igreja é a cura, é isso que acontece, a pessoa quer a benção, mas não o dono da benção.

E para garantir a assistência frisam a cura, cura, cura, e logo as pessoas incautas atribuem (querendo ou não), ao ministro de Deus, o mérito e se tornam seus seguidores e não de Cristo. Já vi gente defender com mais veemência seu líder (pastor, apóstolo , profeta, reverendo, como queira ou gostem de chamar), do que o próprio Cristo.

Mas nem toda doença tem cura, definitavamente, o crente também fica doente e morre.
Deus cura todas enfermidades, mas não todos os enfermos.
A prova disso está na própria Bíblia.

"E Eliseu estava doente da enfermidade de que morreu, e Jeoás, rei de Israel, desceu a ele, e chorou sobre o seu rosto, e disse: Meu pai, meu pai, o carro de Israel, e seus cavaleiros! (II Reis 13 : 14)


Todos sabemos quantos milagres foram feitos através de Eliseu (entre eles cura, e ressurreição), no entanto ele ficou doente e morreu, não pode curar a si próprio.

"Erasto ficou em Corinto, e deixei Trófimo doente em Mileto."(II Tm 4:20).
Paulo deixou o irmão Trófimo doente em Mileto, porque não o curou?Paulo curava a todos quanto vinham a ele.Por que não era Paulo que curava, mas Deus através dele.


Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades.(I TM 5:23)
Vê, Timóteo tinha enfermidades.


Efeito colateral


Por não ensinarem o certo e agirem de maneira correta esses pastores, tem feito com que muitos abandonem a fé e desencorajem outros a buscar, pelo simples fato de terem se sentido enganada ao não conseguirem a almejada cura, ou a benção financeira tão desejada.


Deus tem seus mistérios que não são revelados,"As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei. "(DT 29:29), e na questão das enfermidades a própositos que só Deus conhece.




"E, PASSANDO Jesus, viu um homem cego de nascença.
E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus."(JO 9:1-3)

"E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela."(Jo 11:1-4)



O que tem quer ensinado é que Deus curando ele é Deus, se não curar é Deus do mesmo jeito.


Para encerrar, recorde o que disse o Senhor Jesus aos discípulos:



"E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão." (Mc 16:15-18)


  1. Pregar o Reino;
  2. Batizar para Salvação;
  3. Sinais: Expulsar demônios, falar novas línguas, curar os enfermos.

Diga não ao comércio da fé !

"E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita."(2 PE 2:1-3)











video

O que a Bíblia não diz.




Li este mês um livro interessante chamado "A Bíblia não diz!" do Pastor Antonio Evangelista.
E resolvi publicar aqui algumas dos chavões mais falados e que realmente não estão na Bíblia.
Confira:


" O cair é do homem, o levantar é de Deus"


"Quem não vem pelo amor, vem pela dor"


"Deus escreve certo por linhas tortas"


"Deus tarda mas não falha"


"A esperança é a última que morre"


"Não cai uma folha da árvore se Deus naõ permitir"


"Faz por ti e eu te ajudarei"


"Dá um passo para mim que eu dou dois para ti"


"Deus ajuda que cedo madruga"


"Cada um por si e Deus por todos"


"O futuro a Deus pertence"


"Pouco com Deus é muito"


"O diabo usa sapatinho de algodão"




O que a Bíblia diz é, que seu povo perece por falta de conhecimento.




É bem verdade que muito do que está aqui escrito, tem lá seu fundamento.Mas a questão aqui é só deixar claro que não se encontram registradas nas páginas das Sagradas Escrituras.




Quem tiver interesse em saber mais a respeito, recomendo a leitura do livro.




Afinal "Quem não arrisca, não petisca"






Arqueologia Perdida


O site www.sobrenatural.com disponibilizou um tema muito interessante, a arqueologia perdida, que relata alguns achados históricos que desestabilizam toda a Teoria da Evolução.
Lá você pode deixar comentários, alguns desses tentam desmistificar o criacionismo (crença no surgimento do universo conforme relatado no livro da Gênesis na Bíblia Sagrada).
Em refutação a essas argumentações, eu postei um comentário, que resolvi agregar aqui no BLOG, para analise dos leitores.
Visite a matéria no site e deixe sua opnião aqui no BLOG.



"Vanderlei Leopoldo | 21 de Outubro de 2008
1 leitores gostaram da opinião | 0 reprovaram a opinião
Aos amigos evolucionistas, que com tanta maestria afirmam seus conceitos, venho fazer alguns questionamentos, que em muito vão além de períodos específicos de tempo, como os já citados 100.000 anos, ou 100.000.000 de anos.
Digam-me, o que vem antes do suposto início, de onde partem os elementos que originaram todo o universo, pois até a mais minúscula partícula tem de ter uma origem, ela não simplesmente pode ter “surgido do nada”.
Mais um ponto:
Para onde vai o homem quando morre? E claro que não me refiro à decomposição física, mas sim o rumo que se dá a alma, isso é claro se os amigos evolucionistas entenderem o conceito tricotômico da existência humana. Mesmo porque se esse conceito não for verdadeiro, partimos para outro âmbito, o propósito existencial do ser humano. Nascer, viver e morrer sem um propósito?Semelhante a um cão, ou uma minhoca?Isso é no mínimo curioso.
O que a ciência pode me dizer com relação às enfermidades, que a medicina (ou seja, a ciência), não pode curar e muitas vezes nem diagnosticar, e essas mesmas doenças são curadas através apenas da “palavra”, de uma imposição de mãos, será que isso se dá porque a ciência age no campo do natural, e o sobrenatural, vai além de suas vãs filosofias e conhecimentos meramente acadêmicos, ou suas meninices em laboratório?
Outro fato que surpreende a ciência, e com certeza um tanto difícil de reproduzir em laboratório, é a ressurreição, como no caso do cantor Guina, ex-integrante do grupo Racionais Mcs, que por sinal foi atestado por médicos como morto (atestado de óbito), e em seguida admitem que ele voltou a vida, esse é o tal dos milagres que só Deus pode provocar.Nesse dia houve 190 conversões, entre médicos,enfermeiros, etc.Como pode se atestado, não se trata de um papo de criacionistas.
O que diria Darwin a esse respeito?
Vejamos:
Posso afirmar com toda certeza que Albert Einstein, foi um maior cientista do que muitos dos cientistas contemporâneos e de que vocês que debalde fazem afirmações baseadas nesses estudos que vão além de suas capacidades e oportunidades profissionais.
Esse mesmo Einstein cria em um ser superior e inteligente, conhecido como Deus, apesar de ser um Deísta, mas ele cria o que demonstra maior sabedoria do que a dos amigos evolucionistas.
A fragilidade da teoria da evolução é tão notória que abriu precedentes para o surgimento da biogênese, que encontra maiores subsídios no criacionismo do que no evolucionismo.
Hoje o renomado cientista por trás do código genoma é um Teísta, que sabiamente encontra uma lógica inteligente naquilo que Deus criou, ou será que ele é “burrinho”, e está enganado?
No livro de Isaias na Bíblia Sagrada, afirma que o globo da terra é o estrado dos pés de Deus.
Respondam-me, por favor, quanto tempo levou os homens, por seus próprios estudos e experimentos para concluírem que a terra não é “quadrada”.
E como se explica os fatos históricos que comprovam os relatos Bíblicos, no que tange Reis, territórios e fenômenos?
Complicado isso não é mesmo?
Lembro-me pelo que aprendi nos meus anos de colegial, que Átomo, significa menor partícula indivisível, não seria esse mesmo Átomo que Albert Eisten dividiu? Posso então afirmar que as descobertas científicas são passíveis de mudanças?Não existem fatos irrefutáveis?Tão diferente da fé, que é seguida de maravilhas, isso é de fato concreto.
Só pra encerrar, apesar de haver muito mais coisas que poderiam ser ditas, há um estudo com partículas da terra das camadas mais baixas que se chocam no calculo da idade com a terra, com os atuais estudos do corpo científico mundial.
Realmente é preciso muita fé para ser um evolucionista."


Falar em línguas é a única evidência do Batismo no Espírito Santo ?


Ponto interessante da doutrina pentecostal é o falar em línguas estranhas como única evidência do Batismo no Espírito Santo.
É comum se ouvir "Não fala em línguas, então não é batizado no Espírito Santo", mas isso é um grande engano, assim como tantos outros, fruto da falta de observância na Bíblia Sagrada.

  • Primeiramente o que é o falar em línguas?

É um dos dons do Espírito Santo, dado aos cristãos. (estarei postando um outro texto, onde explico as duas formas de manifestação do dom de línguas, aqui restrinjo-me ao de línguas estranhas)

"E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas." (I Co 12:10)

Só esse versículo já seria suficiente para sustentar que falar em línguas não é evidência única do batismo no Espírito Santo, pois aqu diz a uns é dado e não a todos é dado.
Mas continuemos.

Alguém pode negar que Jesus Cristo foi batizado no Espírito Santo?


E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo. (Lucas 3 : 22)

Desafio alguém mostrar-me na Bíblia uma evidência que Jesus falava "língua estranha".

Estevão, certamente foi batizado pelo Espírito Santo, mas também não a relato que falava em línguas.

Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus; (At 7:55)

  • É falar em línguas o maior dos Dons?
A Bíblia responde:

SEGUI o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar.
Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.
Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.
O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.
E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação. (ICo 14:1-5)

O que seria correto afirmar é que falar em línguas é uma evidência do batismo no Espírito Santo, haja vista que é uma manifestação externa do Espírito.
O que é incorreto afirmar é que só o falar em línguas é evidência de Batismo no Espírito Santo.

  • Qual a maior evidência de Batismo no Espírito Santo?
Uma manifestação externa e comum a todos os que são batizados no Espírito Santo é a intrepidez.


Jesus Cristo
Observe que depois que Jesus foi batizado no Espírito Santo foi ao deserto e depois do período de jejum, foi tentado por Satanás e não temeu.
Da mesma sorte por duas vezes purificou o Templo, enfrentando os "comerciantes", que lá estavam.
Falou de maneira dura com os Fariseus, sem temer represália.


Estevão
Sendo acusado, sendo margeado pela morte, não temeu falar aos homens, não negou a Cristo e quando a morte o alcançou estava pleno no Espírito Santo. (conf. At 7)


Pedro
Pedro sempre foi audacioso, mas frente ao perigo temeu, e negou a Cristo por três vezes, mas depois que o Espírito Santo o batizou, discursou corajosamente e disso resultou cerca três mil conversões, reputou sofrer na carne e ser morto como Cristo, em uma cruz. Não amou sua vida mais que a de Cristo.(conf. At4)


Paulo
Paulo que cheio do Espírito Santo falou a Reis, a Filósofos, a Doutores e a toda sorte de homens.Afirmou que viver é lucro e morrer é Cristo.Homem destemido, dirigido por Cristo.


E na história do Cristianismo temos conhecimento de tantos outros grandes homens que não temeram a morte e pregaram o evangelho até o fim, a exemplo John Hus (sacerdote católico) que foi queimado pela Igreja Católica, Willian Carey (Pastor Batista) que enfrentou a vida na Índia por Cristo.


  • Testemunho Pessoal


Fui Batizado no Espírito Santo e agraciado com o dom de Línguas estranhas, por isso deixo claro que não tenho absolutamente nada contra a nenhum dos dons do Espírito Santo.
Também conheço irmãos (as) que são batizados no Espírito Santo, Deus usa muito na profecia, na cura e no ensino e no entanto não falam em línguas.


Em suma, eu conheci pessoas que se sentem inferiorizadas e de fato são tratadas com uma certa restrição por não terem o "dom de Línguas", oro para que possamos vencer nossos preconceitos e parar de agir pelo senso comum, é tempo de reportamo-nos a Bíblia e deixar de meninices.



"Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.
Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;
E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.
Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer."
(I Co 12:7-11)







Exclusivismo Cristão


Vivemos um tempo muito semelhante àquele em que Jesus viveu.Em sua época o Senhor deparou-se com grupos religiosos segmentados dentro do judaísmo.Ou seja, Deus estabeleceu uma nação, e para essa nação leis, morais, civis e cerimoniais.Criou para si um povo. Com o passar dos anos (conforme a história de Israel) , chegou o tempo de Jesus, e nesse tempo haviam os Saduceus, os Fariseus, os Essênios, os Herodianos entre outros pequenos grupos.Como já citei nesse texto, segmentados do mesmo conjunto de ensinamentos, e diretrizes divinas.Hoje cerca de 2010 anos depois, estamos também segmentados dentro do Cristianismo. Uns dizendo-se de Paulo, outros de Apolo.

"Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais?
Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o SENHOR deu a cada um?
Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.
Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento." (I Co 3:4-7)


Dentro do nosso Cristianismo hoje temos muitas "religiões", a saber as principais:
  • Catolicismo Romano (Igreja Católica Apostólica Romana)- Alega ser a única igreja verdadeira na face da terra, crêem (ou querem nos fazer crer) que foi fundada pelo Apóstolo Pedro (que no caso seria o 1º. Papa).Logo o Papa é a infalível autoridade de Deus na terra, e a salvação depende diretamente de sermos membros dessa igreja e crermos na "Sua Santidade o Papa".

  • Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons) - Alega ser a única igreja verdadeira na face da terra, crêem que a autoridade de Deus na terra (sacerdócio) encerrou com a morte dos Apóstolos, e que por vontade de Deus foi restabelecida na pessoa de Joseph Smith (profeta e restaurador da igreja), logo todo sacramento realizado em qualquer outra igreja cristã não tem valor , por não haver a autoridade (sacerdócio) concedido a Joseph Smith, ou seja fora da igreja mórmon, não a salvação.


  • Igreja Adventista do Sétimo Dia - Alega ser a única igreja verdadeira na face da terra, crêem que a salvação do homem depende dos ensinamentos de sua profetiza Ellen White (o espírito de profecia), e da guarda do Sábado bíblico (aquele estabelecido como pacto perpétuo à nação de Israel), mas mesmo se você guardar o Sábado, não será salvo se não for membro da igreja Adventista (consideram-se a igreja de Cristo descrita no Apocalipse de João), ou seja não há salvação fora da Adventista.

  • Testemunhas de Jeová (Sociedade Torre de Vigia) - Alega ser a única igreja verdadeira na face da terra, crêem que Deus "levantou a Sociedade Torre de Vigia" na pessoa de seu fundador (o ex-Adventista do 7º. Dia) Charles T. Russel, e por isso "batem de porta em porta" pregando seu evangelho, para que possam abtar na terra e não serem destruídos no Armagedom, porque segundo eles só 144.000 habitarão no céu (dos quais a maioria já morreram e restam um número já comprometido, cerca de 9.000 para ir para o céu, e é claro todas Testemunhas), em suma, fora do Salão do Reino não há Salvação. Existem outras igrejas, outro grupos e movimentos, mas esses são os que mais crescem e abarcam àqueles que desejam ser Salvos por Cristo.
Agora vamos pensar juntos: Se cada uma delas alega ser a "igreja verdadeira", logo as outras estariam mentindo, pois não podem haver várias "a igreja verdadeira".
Mas então qual é a verdade?
Não pensem que estou aqui para ser o paladino do movimento evangélico, e dizer:"É a Assembléia de Deus"
Não, não é. Tão pouco a Igreja Universal do Reino de Deus, ou a Metodista ou a Presbiteriana, etc.
Eu desafio você a me mostrar na Bíblia o nome de qualquer uma dessas denominações supra-citadas como igreja erigida por Deus, para conduzir o homem a salvação.
Aqui no Blog , em breve estarei postando acerca do Plano de Salvação, o chamado de Israel e o chamado da Igreja, para dirimir toda dúvida e desmascarar toda mentira.
Por hora deixo para meditação dos meus leitores o seguinte:

Jesus disse:

"Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim". (João 14 : 6)


Não, uma igreja específica, mas a sua própria pessoa.


Como era chamado a igreja que Cristo fundou?


"Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;" (Mateus 16 : 18)


Cristo referia-se a si próprio, ele era a pedra angular que foi rejeitada conforme atesta o próprio Pedro.

"Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina." (At 4:11)


"Temos achado que este homem é uma peste, e promotor de sedições entre todos os judeus, por todo o mundo; e o principal defensor da seita dos nazarenos;" (Atos 24 : 5)


"Mas confesso-te isto que, conforme aquele caminho que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas. "(Atos 24 : 14)


"E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos." (Atos 11 : 26)


Como o Apóstolo Paulo se referia a igreja e como o próprio cristo se referia?
  • "À igreja de Deus que está em Corinto..." (I Co 1:2)
  • " E todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia" (Gl 1:2)
  • "PAULO, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus" (Ef 1:1)
  • "Que dizia: Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro; e o que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia." (Ap 1:11)
  • "Escreve ao anjo da igreja que está em Éfeso" (Ap 2:1)
  • "E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas" (Ap 3:1)
Vê ? As cartas sempre foram dirigidas as igrejas nas respectivas cidades, e não carta à Igreja Adventista, carta à Igreja Universal do Reino de Deus ou carta à Igreja Católica Apostólica Romana.
É um erro pregar que determinada igreja é detentora de toda a verdade e que só lá obtém-se
salvação, e tão errado quanto isso é não examinar as escrituras e saber que Jesus é a Igreja Verdadeira.



Não importa em que "denominação" você esteja, desde que seja totalmente pautado na palavra de Deus, e se a palavra de Deus diz que a Salvação é só em Cristo de forma alguma posso fazer parte de uma igreja que conclame ao mundo ser "a Igreja Verdadeira" !


Vanderlei L. Borkoski






Apresentação do BLOG

Muitas coisas são questionadas a cerca de Jesus Cristo e sua igreja.Podemos citar dois grupos distintos:

Aqueles que crêem em Deus e em Jesus, mas adequam os ensinamentos bíblicos a suas próprias convicções e interesses.Criando movimentos, que ganham força e acabam por tornar-se seitas.Como por exemplo As Testemunhas de Jeová, Os Adventistas do Sétimo Dia entre outros.
Em breve estaremos entrando de modo mais detalhado nesse assunto.
O outro grupo são aqueles que negam a Deus, e também podem ser subdivididos:
Uma parte nega a existência de Deus, outros parecem ter prazer em questionar os metódos de Deus.
Em ambos os casos, no fundo eles crêem em algo concernente a Deus, afinal porque eu teria trabalho em dismistificar algo que não creio, para levar outros a pensarem como eu? Em geral tentam aliar a ciência ou a história para subsidiar sua crença na descrença. Mas acabam em uma "sinuca de bico", pelo fato que a mesma ciência e a mesma história atestam a veracidade de Deus, mais precisamente refiro-me a Bíblia Sagrada.Tenho convicção quanto a divindade de Jesus Cristo e a inerrância da Bíblia, desse ponto parto para postar esse assunto aqui no Blog.
Esses descrente convictos, no entanto quando são questionados sob alguns aspectos, como ressureição, cura pela fé e outros assuntos inerentes, aos quais a ciência não encontra respostas e não pode reproduzir em laboratório, acabam sem argumentos, então recorrem a sofismas e falácias, ou seja falsa argumentação e mentiras.
Um dia desses li um artigo muito bem elaborado por um Ateu evolucionista que ataca de maneira veemente a Bíblia Sagrada e os métodos de Deus. No entanto ele como os demais, esbarram no quisito fé, testemunho pessoal, experiência com Deus. Essas três pontos são de carater pessoal e não podem ser negados e questionados, eles margeiam o qua a pisicologia chama de conhecimento impírico (da experiência), não pode ser reproduzido, mensurado e tão pouco recusado.Há muito mais em Deus e na sua revelação do que em vãs filosofias , entenda essa minha explanação como uma simples introdução do Blog.
Estou aberto a questionamentos, os quais irei responder sempre a luz da Bíblia, que é o livro de conduta e fé cristã, no qual todos os crentes em Jesus Cristo devem esmerar-se.
O único pre-requisito para postagem é respeito.O objetivo aqui é revelar a verdade e edificar vidas.

Vanderlei L. Borkoski