Príncipe da Paz

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





Bíblia Católica ou Evangélica - Quem está certo?

Nessa postagem explico sobre a diferença entre as Bíblias Católica e Protestante. Qual critério seguido na escolha do Cânon e quais as diferença entre ambas e por fim quem está "certo".


Virgem Maria? Irmãos de Jesus?

Assista ao vídeo onde discorro sobre a suposta virgindade perpétua de Maria e os irmãos de Jesus.

Dízimos, Ofertas e Contribuições (A verdade Bíblica)




Dízimos , Ofertas e Contribuições


Dízimo de Abraão (despojos de guerra entregue ao Kohen Melquisede;)* Aqui o Dízimo era uma oferta de agradecimento

Prática comum de ofertar dos despojos de guerra conforme vemos em Nm 31

Genesis 14:20 e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E deu-lhe o dízimo (Maasar   מַעֲשֵׂר) de tudo. (Gen 14:20 ARC)

Dízimo de Jacó (Iacov)  (Voto)

Jacó estabeleceu que SE Deus o abençoa-se daria o dízimo de tudo que VIESSE a ter.

E Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir;
E eu em paz tornar à casa de meu pai, o SENHOR me será por Deus;(Gn 28:20-21)

ARC  Genesis 28:22 e esta pedra, que tenho posto por coluna, será Casa de Deus; e, de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo (Asar   עָשַׂר  )

Dízimo como mandamento (Mitzvah):

Sustento da tribo de Levi (Os mesmos não tinham porção de terra e eram responsáveis esxclusivamente pela manutenção do Tabernáculo e posteriormente do Templo (Beit Hamikdash “Casa da Santidade”)

ARC  Numeros 18:21 E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos  (Maasar  מַעֲשֵׂר ) em Israel por herança, pelo seu ministério que exercem, o ministério da tenda da congregação. (Num 18:21 ARC)

ARC  Numeros 18:24 Porque os dízimos dos filhos de Israel, que oferecerem ao SENHOR em oferta alçada, tenho dado por herança aos levitas; porquanto eu lhes disse: No meio dos filhos de Israel nenhuma herança herdareis. (Num 18:24 ARC)

Foi estipulado aos Levitas um dízimo do dízimo.

ARC  Numeros 18:26 Também falarás aos levitas e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado em vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao SENHOR: o dízimo dos dízimos. (Num 18:26 ARC)

Dízimo é a décima parte da produção dos Israelitas (produção do plantio e criação de gado)

ARC  Leviticos 27:30 Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores são do SENHOR; santas são ao SENHOR.
 (Lev 27:30 ARC)

ARC  Leviticos 27:32 No tocante a todas as dízimas de vacas e ovelhas, de tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao SENHOR. (Lev 27:32 ARC)

*Aqui se faz menção a votos particulares (Ler Levíticos 27)


O Dízimo era para o sustento dos Levitas e também dos Órfãos e Viúvas (Classes necessitadas; * Aqui começa a diferença entre os três tipos de Dízimos)

ARC  Deuteronômio 26:12 Quando acabares de dizimar todos os dízimos da tua novidade, no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então, a darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas e se fartem.
 (Deu 26:12 ARC)

Festa trienal dos dízimos para a caridade

ARC  Deuteronômio 14:28-29 Ao fim de três anos, tirarás todos os dízimos da tua novidade no mesmo ano e os recolherás nas tuas portas. Então, virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão, para que o SENHOR, teu Deus, te abençoe em toda a obra das tuas mãos, que fizeres. (Deu 14:28-29 ARC)

Citações sobre o dízimo no Novo Testamento

Yeshua fala ao Fariseus que continuem dizimando, mas que não esqueçam do mais importante da Lei (Torah).

ARC  Mateus 23:23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer essas coisas e não omitir aquelas. (Mat 23:23 ARC) e Lc 11.42

Vale salientar que Yeshua  era nascido sob a Lei e cumpria a Lei. (Gl 4.4 , Mt 5.17)

As demais citações são as do livro dos Hebreus, onde sugere a mudança do sacerdócio Aaronico pelo de Melquisedeque  e não estabelece (e nem restabelece o dízimo)

Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou;
A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz;
Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.
Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos.
E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão.
Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas.
Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior.
E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive.
E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos.”
(Hb 7:1-9)

Roubara o homem nos dízimos e ofertas?

O roubo em questão foi realizado pelos sacerdotes de Israel, haja vista o livro de Malaquias inteiro ser uma acusação do Eterno as práticas erradas dos sacerdotes.

ARC  Malaquias  1:1 Peso da palavra do SENHOR contra Israel, pelo ministério de Malaquias.
 (Mal 1:1 ARC)

ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome? (Ml 1:6c)

Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: Em que te havemos profanado?(Ml 1:7)

Agora, ó sacerdotes, este mandamento é para vós. (Ml 2:1)


Enfadais ao SENHOR com vossas palavras; e ainda dizeis: Em que o enfadamos?
(Ml 2:17)

Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.
Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. (Ml 3:8-9)
Os sacerdotes recebiam os dízimos das tribos porém não repassavam aos levitas (ou o faziam em quantidade inferior a recebida) e também desamparavam o necessitado (órfãos e viúvas)

A ordem era para trazer os dízimos à casa do tesouro, para que não faltassem mantimentos.

Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na
minha casa...(Ml :3:10 a)

Onde era a casa do tesouro? Nas câmaras do Templo

E que o sacerdote, filho de Arão, estaria com os levitas quando estes recebessem os dízimos, e que os levitas trariam os dízimos dos dízimos à casa do nosso Deus, às câmaras da casa do tesouro. (Ne 10 : 38)

O que é o “devorador”? Uma qualidade de gafanhoto.

Deles comereis estes: a locusta segundo a sua espécie, o gafanhoto devorador segundo a sua espécie, o grilo segundo a sua espécie, e o gafanhoto segundo a sua espécie. (Lv 11 : 22)

E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. (Ml 3 : 11)

Ofertas estipuladas na Lei ( קֹרְבָּן qorban {kor-bawn'} * Olah Korbano é uma oferta de sangue, um holocausto ou sacrifício)


ü  Ofertas de alimentos (L v 2.1-3, Lv 2.4-10, Lv 2.14-16)
ü  Oferta diária de incenso (Êx 30.7-9)
ü  Ofertas por pecados involuntários (Lv 4.2-12 , Lv 4.13-21 , Nm 15.22-26, Lv 4.22-26, Lv 4.27-35, Nm 15.27-29)
ü  Lei das ofertas pelo pecado (Lv 6.25-30)
ü  Oferta pelo pecado na Consagração de Arão e seus filhos (Êx 29.10-14, 35,36)
ü  Oferta pela culpa de pecados especiais (Lv 5.15-16 ; Lv 5.17-19 ; Lv 6.6-7)
ü  A lei das ofertas pela culpa (Lv 7.1-10)
ü  Ofertas pelo pecado no dia da expiação (Êx 30.10 ; Lv 16.2-4 , Lv 16.5-10 ; Lv 16.11-14 ; Lv 16.15-19 ; Lv 16.23-28)
ü  Holocaustos (Lv 1.2-9 ; Lv 1.10-13 ;Lv 1.14-17 ; Lv 6.9-13)
ü  Ofertas de comunhão (Lv 3.1-5 ; Lv 3.6-17)
ü  Lei das ofertas de comunhão (Lv 7.11-14 ; Lv 7.15-18 ; Lv 19.5-8 ; Lv 7.19-21 ;
       Lv 7.29-36)
ü  Ofertas voluntárias (Êx 24.5-6 ; Nm 31.54 ; Jz 21.4 ;I Sm 1.3 , 9.14, 10.8 ,16.2-5 ; I Cr 29.21 ;I Rs 8.62-64 ; II Cr 15.9-11 ; II Cr 29.20-28 ; 31-36; Ed 8.35)



Ensinamentos de Yeshua quanto às contribuições.

Yeshua recebia ofertas (ajuda / Tsedakah) (Jo  12:6) e nos orienta a ofertar, esta é a base da doutrina apostólica.

Yeshua mostrou o modelo de generosidade na contribuição.

E, estando Jesus assentado defronte da arca do tesouro, observava a maneira como a multidão lançava o dinheiro na arca do tesouro; e muitos ricos deitavam muito.
 Vindo, porém, uma pobre viúva, deitou duas pequenas moedas, que valiam meio centavo.
E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro;
Porque todos ali deitaram do que lhes sobejava, mas esta, da sua pobreza, deitou tudo o que tinha, todo o seu sustento. (Mc 12:41-44)

·         Arca do tesouro = γαζοφυλάκιον gazophulakion (gazofilácio) - Urna onde se deposita a oferta de dinheiro.

Yeshua ensinou sobre ofertar no sermão do monte.

A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons (Aym HaTov), todo o teu corpo terá luz;
Se, porém, os teus olhos forem maus (Aym HaRá) , o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! (Mt 6:22-23)

·        Ayn HaTov (Generosidade) / Ayn Hará (Avareza)

Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. (Lc 6.38)


Qual o ensino Apostólico consoante as contribuições?


Devem ser voluntárias.

Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente. (II Co 8:3)

Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. (II Co 9:7)

E naqueles dias desceram profetas de Jerusalém para Antioquia.
E, levantando-se um deles, por nome Ágabo, dava a entender pelo Espírito, que haveria uma grande fome em todo o mundo, e isso aconteceu no tempo de Cláudio César.
E os discípulos determinaram mandar, cada um conforme o que pudesse, socorro aos irmãos que habitavam na Judéia.
O que eles com efeito fizeram, enviando-o aos anciãos por mão de Barnabé e de Saulo.
 (At 11:27-30)


Devem ser para auxiliar aos necessitados e aos que realizam a obra.
 (I Co 9 / Fp 4:15 (Auxilio  aos que vivem para o Evangelho (Bessorot  Tovot - Boas Novas)

Ver Atos Atos 6, I Tm 5, Tg 1:27 (Auxilio aos necessitados)

A coleta era feita semanalmente no primeiro dia da Semana, ou seja, após o Shabat (descanso)

Ora, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia.
No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam as coletas (logeia) quando eu chegar.
E, quando tiver chegado, mandarei os que por cartas aprovardes, para levar a vossa dádiva (charis) a Jerusalém.  (I Co 16:1-3)

·        λογεία  (logeia) = (Coleta do dinheiro arrecadado para alivio dos pobres)
·        χάρις (charis) = grace, gentileza (Raiz da palavra Caridade).




Novamente fica constatado que as ofertas eram para auxilio aos necessitados (neste caso os de Jerusalém).

Está é a distinção entre dízimos e oferta veterotestamentários e as ofertas neotestamentarias.


Dízimos para os Levitas, Ofertas para Adonai e Contribuições para os necessitados.

*O Dízimo não é mencionado pelos Talmidim na Aliança Renovada simplesmente porque eles já pagavam o dízimo regularmente (entregavam no Templo), por isso não tinha a necessidade de se ordenar outra vez.

*A cobrança do Dizimo cessou após a destruição de Jerusalém e do Templo no ano 70 e.c., hoje, os judeus não cobram os  Dízimos porque não tem o Templo de pé, mas a Mitzvá do Dízimo ainda está valendo, ela não foi abolida e nem Yeshua a aboliu, apenas não se recolhe porque não tem o lugar (estabelecido por Deus) para onde mandar os Dízimos.


Yeshua e suas alegorias (Pão, Luz, Bom Pastor...)






Yeshua era a rocha de onde flui água viva (Maim Chaim) para Israel, Moisés que representava Israel feriu a rocha que representava Yeshua.

Interpretação De Shaul ao usar Remez (alegoria) para explicar as revelações do Eterno, antes escondidas.

Yeshua é a fonte de água viva (Maim Chaim), dele flui a água que mata a sede, a´água que purifica.
As palavras "Água Viva" significam "água corrente", era o nome dado ás águas usadas nos tanques de purificação (Mikveh)

Yeshua é o pão da vida, por isso nasceu em Beit Lechem (Casa do Pão), terra do  Rei mais amado de Israel, Davi.
Os hebreus foram alimentados com pão do céu (maná), mas Ele é o pão do céu que dá vida eterna.
 (Jo 6:30-35)

Yeshua é o caminho a verdade e a vida, por representar as três portas do Santuário:
 Caminho, Verdade e Vida (ani HaDerech ve HaEmet ve HaHaim) e por ela é que se chega ao Pai (Lugar Santíssimo) 

Os seguidores de Yeshua eram chamados seguidores do Caminho (HaDerech) (At 24:14)

Yeshua era o templo que seria destruído e reerguido em três dias, porque no Templo habitava a presença divina de Deus (Shehinah)  (Êx 25:8)

"Yeshua respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei.
Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias?"


Yeshua é o bom Pastor, porque somos suas ovelhas e o bom Pastor morre por suas ovelhas. (Jo 10:11)

Yeshua é a Rocha de nossa salvação, e Nós somos pedras vivas (I Pe 2:5), por isso somos templo e morada (Shakam) do Ruach Hakodesh (Espírito de Deus) - Shehinah 

Yeshua a luz do mundo, porque a luz expulsam as trevas, no Shabat acendem-se as luzes (velas), Ele é  Palavra de Deus (Verbo 1:1 , Ap 19:13) e a palavra é luz para o caminho (Salmo 119:105)

Yeshua é nossa páscoa (Nosso Cordeiro Pascal (I Co 5:7)  ), pois a Páscoa é a festa da liberdade e Ele nos libertou do pecado e da morte, é celebrado com um cordeiro imolado e Ele é o Cordeiro de Deus.
 (Jo 1:29, 1:36)


A Bíblia é muito rica em suas formas, no emprego de metáforas, alegorias, e outras figuras de retórica e de linguagem (Como eufemismo e hipérboles), isso faz com que a compreensão das Escrituras saia apenas do literal (P'shat) e vá há outros níveis mais profundos de interpretação.

Dentro da interpretação textual judaica, temos quatro níveis de interpretação:

PaRDe

P'shat - Literal , Remez -Dica (significado alegórico), Drash - Busca (aplicação alegórica ou literal)  e Sod - Segredo (Significado místico ou escondido).


Desejo que sejamos todos alimentados com o Pão da Vida, e  iluminados pela Luz do mundo. 

Shalom ! 

São João - Festa do fogo. (Culto ao deus sol)




Como já expus em várias de minhas postagens, o paganismo está arraigado no cristianismo de longa data, quase desde o principio. 
Na medida que o tempo passa, as práticas pagãs ficam cristalizadas e ninguém (ou quase ninguém) se preocupa em saber se realmente as crenças estão corretas,se possuem respaldo bíblico. 

As festas cristãs (todas elas) tem seus fundamentos nesse paganismo e não nos ensinos bíblicos. Já apontei a origem pagã da comemoração do Natal e da Pascoa, agora é hora de falarmos sobre as festas junsinas e em especial a Festa de São João. 


Segundo Ronaldo Rogério de Freitas Mourão, em seu “Anuário de Astronomia”, edição de 1983, a festa de São João era conhecida como festa do fogo e era comemorada em devoção ao deus sol. 

“Assim, a descoberta dos solstícios deu origem às  festas coletivas nas quais o Sol era honrado com o fogo, a luz suprema, que o homem oferecia às divindades pagãs.

Em suas explicações é citado  além da festa de São João a festa de Natal, ambas de adoração ao deus sol.

“Surgiram, desse modo, duas festas dedicadas ao fogo: a festa do verão, que tem lugar no solstício de verão, em 2 1/22 de julho, e a outra de inverno, em 21/22 de dezembro."

* Vale lembrar que a festa de Natal é comemorada no dia 22  de dezembro, pela crença que o deus Sol Invictos *Tamuz" teria nascido neste dia. 

"Em virtude da inclemência do clima, em dezembro, nos países do hemisfério Norte, a festa de São João passou a ser a mais praticada. Por uma transposição essencialmente cultural, os povos do hemisfério Sul passaram a comemorar a festa do Sol, em junho, durante o dia de São João. Esta manifestação atual, dedicada a um santo da Igreja Católica, atravessou milênios sem sofrer grandes alterações, pois o culto do fogo permaneceu profundamente associado ao coração dos humanos”

Em conclusão:

“ deslocamento do leste para oeste, segundo a marcha aparente do Sol, representado pela bola, era um dos modos de cultuar o astro do dia e a sua luz que preparava as riquezas da primavera. A esses jogos da primavera seguia-se a preparação de outro jogo de origem religiosa e solar, nos solstícios. Era a festa do fogo, do deus do Sol, que se pratica até hoje no dia de São João.”

O curioso da crença cristã é justamente o fato de que as festas instituídas por Deus são consideradas como "sombras' (em sentido pejorativo), como algo que não se deve praticar, no entanto as festas pagãs são celebradas ano a ano,não só por Católicos,mas também por toda sorte de cristãos,e desde os protestantes ao mais ferrenho evangélico.

Nas palavras de Yeshua: "Errais por não conhecerem as Escrituras..."


by  Vanderlei L. Borkoski