Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





Especial de Natal



 

Estamos na proximidade do Natal, talvez o mais importante feriado no Ano, onde supostamente comemoramos a natividade do Senhor Jesus Cristo, vemos as ruas enfeitadas com muitas luzes, árvores (pinheiros) como bolas coloridas, a figura do Papai Noel que como conta a tradição visita os lares na noite de natal, deixando presentes as criancinhas que se portaram bem, presépios são montados, onde vemos um infante Jesus cercado por animais, por seus pais José e Maria, além da figura de alguns pastores de ovelhas e dos 3 reis magos, tradicionalmente chamados de (B)Melquior, Baltazar e Gaspar.
As famílias se reúnem e ceiam juntas, muito se fala de uma tal espírito de natal.

Mas de onde surgiu tudo isso?  E o mais importante: Está fundamentado na Bíblia? 

O porquê do questionamento é o escopo da data, ou seja, o nascimento de Jesus, por conseguinte tudo então deve ter base bíblica, do contrário algo está errado.

Vamos então examinar com base nas Escrituras.

1º Os reis magos eram três?  Estiveram na mangedoura quando do nascimento de Cristo?

Não há referência alguma na Bíblia que houveram  três reis, mas sim que foram entregues três presentes, dai se pressupôs serem três, ademais não há nome algum, os nomes sugeridos são mais um foco de especulação.
Tão pouco afirma-se que tenham sido reis, e sim magos, provavelmente a especulação de que tenham sido reis é oriunda do valor dos presentes oferecidos. (Ouro , Mirra e Incenso)



2º. Estiveram na mangedoura quando do nascimento de Cristo? 

De forma alguma, provavelmente chegaram cerca de dois anos depois e foram diretos a casa onde estava Maria.


 "E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra."  Mateus 2:11


Quanto ao a época da chegada dos Magos, tomamos como base o diálogo deles com Herodes.

"E, TENDO nascido Jesus em Belém de Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém,


Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo.

E o rei Herodes, ouvindo isto, perturbou-se, e toda Jerusalém com ele." Mateus 2:1-3


"Então Herodes, chamando secretamente os magos, inquiriu exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera". Mateus 2:7



"Então Herodes, vendo que tinha sido iludido pelos magos, irritou-se muito, e mandou matar todos os meninos que havia em Belém, e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos".  Mateus 2:16



Então ficou claro até aqui que a tradição no que concerne o nascimento de Cristo está errada, mas não para por aqui.

Jesus nasceu no dia 25 de dezembro?

Novamente a resposta é não. A data exata de seu nascimento é uma incógnita histórica, mas certo é, que não nasceu em dezembro.

Vejamos as constatações:

Jesus nasceu durante o período do senso romano, onde cada cidadão era obrigado a regressar a sua cidade natal para o recenseamento, por conseguinte José (esposo de Maria) partiu com ela para Belém.  Esse recenseamento ocorreu durante o reinado de Herodes, o que nos dá o escopo de 8 a.C, Herodes morreu quatro anos depois do início e não antes de dois anos do nascimento de Jesus, então provavelmente nasceu em 6 A.C . (Tendo como base a data considerada oficial de 25 de dezembro A.D)

Na noite do nascimento de Jesus os pastores foram avisados pelo anjo, eles estavam pastando suas ovelhas, o que implica que não poderia estar frio como ocorre no mês de dezembro naquela região, além das chuvas constantes nessa época, o céu estava limpo e haviam estrelas.
 A própria Bíblia relata que o inverno é um período de chuvas constantes (Cantares 2:1 ; Esdras 10:9-13)

Presume-se que o nascimento tenha ocorrido em agosto.

3 º. Mas por que então 25 de dezembro?

Resposta: Paganismo !

Dia 25 de dezembro era a data em que se comemorava o nascimento de Tamuz (deus-sol), pelos romanos.
Como já foi explanado nas postagens acerca da trindade e da páscoa, a idolatria tem um fundamento, a  Babilônia.

 Ler:

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2011/04/especial-de-pascoa.html


http://www.jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com/2011/08/trindade-crista-ha-de-fato-um-deus.html


Três nomes são o ponto de partida: Ninrode, Semiramis e Tamuz.
Das lendas que cercam a morte de Tamuz, surgiu a adoção do pinheiro (árvore de natal) e os enfeites que são colocados na árvore.

Reza a lenda que Tamuz (filho de Semíramis e supostamente a reencarnação de seu pai Ninrode) caçava em uma floresta quando foi atacado e morto por um porco selvagem. Então Semíramis e suas sacerdotisas choraram a morte de Tamuz e jejuaram por 40 dias,(Essa pratica pagã foi adotada por Judá - Ez 8:14) após isso ele teria ressuscitado, no lugar onde morreu surgiu então o pinheiro, que as sacerdotisas enfeitavam, também trocavam entre si, presentes.

Brumália 

Festa pagã que comemorava o nascimento do deus sol, no dia mais curto do ano. (25 de dezembro), anterior a ela era comemorada a Saturnália (17 a 24 de dezembro) que posteriormente veio a se tornar o nosso carnaval.

O culto ao deus sol é abominação registrada na Bíblia

"E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor, e eis que estavam à entrada do templo do Senhor, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o oriente; e eles, virados para o oriente adoravam o sol." Ez 8:16

Maniqueismo

É a identificação do filho de Deus (Jesus) com o sol. Essa introdução no cristianismo se deu por conta de Constantino quando de sua "conversão" e fundamentação do cristianismo como religião aceita em Roma e posterior oficialização como única religião romana.

Deus proibe e condena árvores como  instrumento de adoração.

"Não plantarás nenhuma árvore junto ao altar do SENHOR teu Deus, que fizeres para ti." Dt 16:21

  "Sacrificam sobre os cumes dos montes, e queimam incenso sobre os outeiros, debaixo do carvalho, e do álamo, e do olmeiro, porque é boa a sua sombra; por isso vossas filhas se prostituem, e as vossas noras adulteram."  Os 4:13

4º.Papai Noel, quem é ele?

"São Nicolau, o bispo de Mira, santo venerado pelos gregos e latinos em 6 de dezembro... conta-se uma lenda segundo a qual presenteava ocultamente a três filhas de um homem pobre... deu origem ao costume de dar em secreto na véspera do dia de São Nicolau (6 de dezembro), data que depois foi transferida para o dia de Natal. Daí a associação do Natal com São Nicolau..." 

Enciclopédia Britânica, 11ª edição, vol. 19, páginas 648-649

Como se pode ver, São Nicolau e o Natal não eram associados a principio, contudo o seu dia foi transferido de 06 de dezembro para 25 de dezembro e tornou-se assim  o símbolo maior do Natal.


Mediante tudo isso só resta concluir que o natal é pagão, os Apóstolos nunca comemoraram o nascimento de Cristo, mas sim sua morte até que venha.

"E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim." Lc 22:19 (I Co 11:23-26)

5º. Espírito do Natal


Pode ser também chamado de espírito do engano, o tal espírito é o que fomenta outro espírito, o do capitalismo. Essa é a época em que as pessoas mais se endividam, a fim de manter a tradição de presentear. Uma falsa solidariedade que não é costumeira no decurso do ano, eclodi nessa época festiva. Infelizmente vai embora tão rápido quanto vem.
 
Nota:


  A Guirlanda (coroa verde adornada com fitas e bolas coloridas) também é pagã.

 "[A guirlanda] remonta aos costumes pagãos de adornar edifícios e lugares de adoração para a festividade que se celebrava ao mesmo tempo do [atual] Natal. A árvore de Natal vem do Egito e sua origem é anterior à era Cristã."


Frederick J. Haskins em seu livro "Answer to Questions" 

As velas de natal , são uma velha tradição pagã, pois se acendiam ao ocaso para reanimar ao deus sol, quando este se extinguia para dar lugar à  noite.



Nota II:

 A comemoração de passagem de ano de 31 de dezembro para 1º  de janeiro também é de origem pagã, está associada a Janus o deus das mudanças (um homem com dois rostos).
 Por isso Janeiro (Janus)



Baruch HaShem Adonai !