Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





O homem depois que morre dorme ou fica consciente?

Muitos acreditam que a morte é um sono do qual despertamos apenas na ressurreição, outros creêm que a morte é só do corpo, a alma porém permanece viva e acordada.

Eu creio nessa segunda hipótese.

Vejamos o que a Bíblia nos revela...

Acontecimentos no além túmulo:

Um dos texto mais difícieis para os que pregam o "sono da alma" é a parábola do Rico e do Lázaro. Justamente por se tratar de uma parábola tentam remover dela seu teor de revelação.

Existem vários motivos para crêr na veracidade dos fatos narrados na parábola, a começar que uma parábola é uma alegoria que utiliza elementos da verdade. Simples assim.

Vamos à Lucas 16:19-31

1º. Cita o nome do pobre: Lázaro (Lc 16:20) (única parábola onde há uma identificação concreta)
Em geral é havia um homem... Certo dia...

2º. Cita o nome de Abrão (Lc 16:22-24) e de Moisés(Lc 16:31) , o que nos situa no espaço e no tempo do acontecimento.

Espaço, por tratar-se do paraíso, haja vista que Jesus falou para o ladrão na cruz que iriam para o paraíso naquele mesmo dia (Lc 23:43), e o paraíso ser de fato na terra (debaixo dela) por Jesus ter dito a Maria Madalena, não me detenhas pois AINDA não subi ao Pai (Jo 20:17).

A palavra diz que ninguém subiu senão aquele que de lá desceu e foi as profundezas da terra.( Jesus) (Ef 4:9). Se ninguém subiu onde estavam os mortos (alma) de quando da morte de Jesus? (Jo 3:13)

Localização no tempo, pelo fato da parábola citar que os irmãos do Rico têm a Moisés (tempo determinado) e os profetas.

E Abraão ainda diz que “quem está aqui não pode passar para ai, e nem daí para cá. O que denota atividade das outras almas (ou espíritos se preferir).

Jesus esclareçe o que significa o Sono da alma aos seus discípulos.


O próprio Senhor Jesus ensinou aos seus discípulos que a palavra “sono” referente aos “mortos” é uma figura de linguagem chamada eufemismo. Sono, dormir, adormecer é morrer (fisicamente).

Depois de dizer isso, prosseguiu dizendo-lhes: “Nosso amigo Lázaro adormeceu, mas vou até lá para acordá-lo”.

“Seus discípulos responderam: “Senhor, se ele dorme, vai melhorar”.

Jesus tinha falado de sua morte, mas os seus discípulos pensaram que ele estava falando simplesmente do sono.

Então lhes disse claramente: “Lázaro morreu,”
João 11:11-14

Vou relatar outros fatos que atestam a imortalidade da alma e sua atividade.

1º.


Jesus no além túmulo pregou aos espíritos em prisão, logo ele não poderia estar dormindo para fazer isso.

“Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito,
no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão

I Pedro 3:18-19

2º.

Moisés (morto na carne) (Dt 34:5) e Elias (só Deus é quem sabe como) apareceram a Jesus no monte da transfiguração, o que indica que eles estavam conscientes e não inconscientes (dormindo).

“Naquele mesmo momento apareceram diante deles Moisés e Elias, conversando com Jesus.”
Mateus 17:3

3º.


"Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos." Mateus 22 : 32

"Eu sou o Deus de..." (tempo presente, relatando de pessoas que já morreram na carne)

"Não é Deus dos mortos, mas dos vivos (constituição física e alma)"

4º.

"Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se" Jo 8:56


Como seria possível se Abraão já havia morrido quando do nascimento de Cristo?

Pense nisso...


Refutação aos principais argumentos dos defensores da doutrina do sono da alma.

As passagens que os que defendem o sono da alma usam, na verdade estão incorretos em sua interpretação.

Observe:

“Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem; para eles não haverá mais recompensa, e já não se tem lembrança deles.

Para eles o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram; nunca mais terão parte em nada do que acontece debaixo do sol.Ec 9:5-6

Aqui Salomão diz, o mesmo que foi falado por Abraão na parábola de Cristo.
Que o homem não pode vir para o mundo dos vivos, já não há ligação com o nosso mundo.

Outra questão é a lembrança, porque nós nos esquecemos dos mortos. Você é capaz de me dizer sem pestanejar o nome do seu tataravô? Claro que não. Ele foi esquecido...

Outra passagem usada.

Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará?”

Se não a lembrança, então o morto está dormindo. Mas na verdade é Deus que não se lembra do morto e não ao contrário.

Para reforçar isso que eu afirmei veja esses outros versículos.

Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?”Salmo 8:4

“Ora, Deus não é de mortos, mas sim, é Deus de vivos. Por isso vós errais muito. “
Marcos 12 : 27


“E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,”
Hb 9:27

Deus não lembra dos mortos significa que o tempo do homem se esgotou e o Senhor não tem mais parte com eles, cabe ao homem somente aguardar.

Os mortos não louvam ao Senhor, pelo simples fato de NÂO terem mais corpo e não por estarem dormindo, afinal passaram da vida terrena para a morte física.

“ Então o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivente.Gn 2:7

Tudo quanto tem fôlego louve ao SENHOR. Louvai ao SENHOR. “
Salmo 150:6

Em suma, a alma está acordada conforme a explanação acima, a alma não pode comunicar-se com o mundo dos vivos (Hb 9:27 , Hb 7:9-10), a alma já não tem parte com nada que ocorre debaixo do sol (Ec 9:10).

Em breve estarei preparando um novo estudo a cerca da alma e do espírito onde discorrerei mais sobre o mundo espiritual.

_____________________________________________________________


“O Homem é uma alma que faz uso de um corpo. A alma se mantém em atividade e ultrapassa o corpo”.

Agostinho.

9 comentários:

Décio disse...

parabéns pelo Blog. ótimos artigos.

PRISCILLA disse...

Muito bom sua argumentação Bíblica pegou passagens que nos confundem e que que se rebatem se não quisermos entender como é realmente. Porque se um verso fala "x" e outro fala "y" do mesmo assunto, tem alguma coisa errada neh...

Deus te abençoe.

PRISCILLA disse...

Muito boa argumentação, usou muitas passagens que dá a entender uma ao contrarío da outra, mas com esta explicação tudo está mais claro.
Deus te abençoe.

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Edson de Alvarenga Sodré
Eu também sou imortalista e estou de acordo com o artigo,só não entendi João 8:56.Pois os mortos não comunicam com os vivos,e o Senhor Jesus ainda não tinha ido ao sacrifício como Abraão viu o dia do Senhor? a que dia ele se refere? I Pedro 3:19 é compreensivo pois ele estava em espírito pregando aos espíritos. Por favor esclareça o versículo.Paz Bispo Edson.

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Não entendi João 8:56
qual é o tempo?.

Vanderlei L. Borkoski disse...

Irmão Edson, é sabido que Abraão viveu cerca de 2000 anos antes de Cristo, por conseguinte, Cristo ainda estava na sua condição anterior a seu advento (Jo 1:1, Jo 17:5) (como ser divino).

A obra vicária de Jesus é anterior a criação do mundo.(Ap 13:8, I Pe 1:/20)

Então podemos conjecturar (e não afirmar de forma concreta) que Jesus apareceu a Abraão depois que o mesmo morreu e foi levado ao paraíso pelos anjos.

Vale lembrar que o Nome de Abraão tornou-se sinônimo de paraíso.

Há outra possibilidade, mas que descarta esse encontro entre Jesus e Abraão no plano espiritual.

Me refiro a possibilidade que Jesus estivesse se referindo a algo mais tarde revelado a nós através de Paulo, falo a respeito de o Evangelho (Boas Novas) ter sido pregado primeiro a Abraão(Gl 3:8), e isso pode ter sido feito pelo próprio Jesus (teofania) ou mesmo por um anjo.

Shalom.

Anônimo disse...

Consigo provar que não dormimos depois somente com uma frase do Nosso Senhor:

E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.
(Lucas 23:43)

Quando estavam prestes a morrer, Jesus fala que hoje estará com Ele no Paraíso. Ou seja, não vamos ficar dormindo. Por favor evangélicos, se liguem...

Anônimo disse...

Me tira uma duvida: se Jesus morreu na sexta, o ladrão morreu no sabado e Jesus só foi levado aos céus no domingo como o ladrão estaria com ele no paraiso naquele mesmo dia em que foi dito: "Ainda hoje estarás comigo no paraíso"?

Vanderlei L. Borkoski disse...

Quem disse que Jesus morreu na sexta e o ladrão no Sábado?




Todos foram crucificados no dia anterior ao Shabat (Sábado)ou seja na sexta-feira, por conta da proximidade do ocaso (por do sol) e consequente mudança da Sexta para o Sábado, os criminosos da cruz (segundo relato:02) tiveram suas pernas quebradas, para que seus corpos arriassem, provocando assim o asfixia (principal causa de morte na cruz), quando foram quebrar as pernas de Jesus (pelo mesmo motivo), constataram que já estava morto, ou seja, TODOS OS TRÊS MORRERAM ANTES DO SÁBADO.(Jo 19:31-33)




Segundo os relatos da Bíblia, passaram três dias até a ressurreição de Jesus, e ele mesmo disse a Maria Madalena para não tocá-lo pois NÃO HAVIA SUBIDO AO PAI ainda.(Jo 20:17)


Segundo o evangelho de Lucas, o "paraíso" ou "seio de Abraão" era na terra e não no céu, tendo um abispo se entrepondo entre ele (paraíso) e o lugar de tormentos (geena),(Lc 16:19-31) logo, Jesus não subiu aos céus depois de sua morte e sim depois de sua ressurreição.