Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





O homem depois que morre dorme ou fica consciente?

Muitos acreditam que a morte é um sono do qual despertamos apenas na ressurreição, outros creêm que a morte é só do corpo, a alma porém permanece viva e acordada.

Eu creio nessa segunda hipótese.

Vejamos o que a Bíblia nos revela...

Acontecimentos no além túmulo:

Um dos texto mais difícieis para os que pregam o "sono da alma" é a parábola do Rico e do Lázaro. Justamente por se tratar de uma parábola tentam remover dela seu teor de revelação.

Existem vários motivos para crêr na veracidade dos fatos narrados na parábola, a começar que uma parábola é uma alegoria que utiliza elementos da verdade. Simples assim.

Vamos à Lucas 16:19-31

1º. Cita o nome do pobre: Lázaro (Lc 16:20) (única parábola onde há uma identificação concreta)
Em geral é havia um homem... Certo dia...

2º. Cita o nome de Abrão (Lc 16:22-24) e de Moisés(Lc 16:31) , o que nos situa no espaço e no tempo do acontecimento.

Espaço, por tratar-se do paraíso, haja vista que Jesus falou para o ladrão na cruz que iriam para o paraíso naquele mesmo dia (Lc 23:43), e o paraíso ser de fato na terra (debaixo dela) por Jesus ter dito a Maria Madalena, não me detenhas pois AINDA não subi ao Pai (Jo 20:17).

A palavra diz que ninguém subiu senão aquele que de lá desceu e foi as profundezas da terra.( Jesus) (Ef 4:9). Se ninguém subiu onde estavam os mortos (alma) de quando da morte de Jesus? (Jo 3:13)

Localização no tempo, pelo fato da parábola citar que os irmãos do Rico têm a Moisés (tempo determinado) e os profetas.

E Abraão ainda diz que “quem está aqui não pode passar para ai, e nem daí para cá. O que denota atividade das outras almas (ou espíritos se preferir).

Jesus esclareçe o que significa o Sono da alma aos seus discípulos.


O próprio Senhor Jesus ensinou aos seus discípulos que a palavra “sono” referente aos “mortos” é uma figura de linguagem chamada eufemismo. Sono, dormir, adormecer é morrer (fisicamente).

Depois de dizer isso, prosseguiu dizendo-lhes: “Nosso amigo Lázaro adormeceu, mas vou até lá para acordá-lo”.

“Seus discípulos responderam: “Senhor, se ele dorme, vai melhorar”.

Jesus tinha falado de sua morte, mas os seus discípulos pensaram que ele estava falando simplesmente do sono.

Então lhes disse claramente: “Lázaro morreu,”
João 11:11-14

Vou relatar outros fatos que atestam a imortalidade da alma e sua atividade.

1º.


Jesus no além túmulo pregou aos espíritos em prisão, logo ele não poderia estar dormindo para fazer isso.

“Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito,
no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão

I Pedro 3:18-19

2º.

Moisés (morto na carne) (Dt 34:5) e Elias (só Deus é quem sabe como) apareceram a Jesus no monte da transfiguração, o que indica que eles estavam conscientes e não inconscientes (dormindo).

“Naquele mesmo momento apareceram diante deles Moisés e Elias, conversando com Jesus.”
Mateus 17:3

3º.


"Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos." Mateus 22 : 32

"Eu sou o Deus de..." (tempo presente, relatando de pessoas que já morreram na carne)

"Não é Deus dos mortos, mas dos vivos (constituição física e alma)"

4º.

"Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se" Jo 8:56


Como seria possível se Abraão já havia morrido quando do nascimento de Cristo?

Pense nisso...


Refutação aos principais argumentos dos defensores da doutrina do sono da alma.

As passagens que os que defendem o sono da alma usam, na verdade estão incorretos em sua interpretação.

Observe:

“Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem; para eles não haverá mais recompensa, e já não se tem lembrança deles.

Para eles o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram; nunca mais terão parte em nada do que acontece debaixo do sol.Ec 9:5-6

Aqui Salomão diz, o mesmo que foi falado por Abraão na parábola de Cristo.
Que o homem não pode vir para o mundo dos vivos, já não há ligação com o nosso mundo.

Outra questão é a lembrança, porque nós nos esquecemos dos mortos. Você é capaz de me dizer sem pestanejar o nome do seu tataravô? Claro que não. Ele foi esquecido...

Outra passagem usada.

Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará?”

Se não a lembrança, então o morto está dormindo. Mas na verdade é Deus que não se lembra do morto e não ao contrário.

Para reforçar isso que eu afirmei veja esses outros versículos.

Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?”Salmo 8:4

“Ora, Deus não é de mortos, mas sim, é Deus de vivos. Por isso vós errais muito. “
Marcos 12 : 27


“E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,”
Hb 9:27

Deus não lembra dos mortos significa que o tempo do homem se esgotou e o Senhor não tem mais parte com eles, cabe ao homem somente aguardar.

Os mortos não louvam ao Senhor, pelo simples fato de NÂO terem mais corpo e não por estarem dormindo, afinal passaram da vida terrena para a morte física.

“ Então o SENHOR Deus formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivente.Gn 2:7

Tudo quanto tem fôlego louve ao SENHOR. Louvai ao SENHOR. “
Salmo 150:6

Em suma, a alma está acordada conforme a explanação acima, a alma não pode comunicar-se com o mundo dos vivos (Hb 9:27 , Hb 7:9-10), a alma já não tem parte com nada que ocorre debaixo do sol (Ec 9:10).

Em breve estarei preparando um novo estudo a cerca da alma e do espírito onde discorrerei mais sobre o mundo espiritual.

_____________________________________________________________


“O Homem é uma alma que faz uso de um corpo. A alma se mantém em atividade e ultrapassa o corpo”.

Agostinho.

21 comentários:

Décio disse...

parabéns pelo Blog. ótimos artigos.

PRISCILLA disse...

Muito bom sua argumentação Bíblica pegou passagens que nos confundem e que que se rebatem se não quisermos entender como é realmente. Porque se um verso fala "x" e outro fala "y" do mesmo assunto, tem alguma coisa errada neh...

Deus te abençoe.

PRISCILLA disse...

Muito boa argumentação, usou muitas passagens que dá a entender uma ao contrarío da outra, mas com esta explicação tudo está mais claro.
Deus te abençoe.

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Edson de Alvarenga Sodré
Eu também sou imortalista e estou de acordo com o artigo,só não entendi João 8:56.Pois os mortos não comunicam com os vivos,e o Senhor Jesus ainda não tinha ido ao sacrifício como Abraão viu o dia do Senhor? a que dia ele se refere? I Pedro 3:19 é compreensivo pois ele estava em espírito pregando aos espíritos. Por favor esclareça o versículo.Paz Bispo Edson.

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Não entendi João 8:56
qual é o tempo?.

Vanderlei L. Borkoski disse...

Irmão Edson, é sabido que Abraão viveu cerca de 2000 anos antes de Cristo, por conseguinte, Cristo ainda estava na sua condição anterior a seu advento (Jo 1:1, Jo 17:5) (como ser divino).

A obra vicária de Jesus é anterior a criação do mundo.(Ap 13:8, I Pe 1:/20)

Então podemos conjecturar (e não afirmar de forma concreta) que Jesus apareceu a Abraão depois que o mesmo morreu e foi levado ao paraíso pelos anjos.

Vale lembrar que o Nome de Abraão tornou-se sinônimo de paraíso.

Há outra possibilidade, mas que descarta esse encontro entre Jesus e Abraão no plano espiritual.

Me refiro a possibilidade que Jesus estivesse se referindo a algo mais tarde revelado a nós através de Paulo, falo a respeito de o Evangelho (Boas Novas) ter sido pregado primeiro a Abraão(Gl 3:8), e isso pode ter sido feito pelo próprio Jesus (teofania) ou mesmo por um anjo.

Shalom.

Anônimo disse...

Consigo provar que não dormimos depois somente com uma frase do Nosso Senhor:

E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.
(Lucas 23:43)

Quando estavam prestes a morrer, Jesus fala que hoje estará com Ele no Paraíso. Ou seja, não vamos ficar dormindo. Por favor evangélicos, se liguem...

Anônimo disse...

Me tira uma duvida: se Jesus morreu na sexta, o ladrão morreu no sabado e Jesus só foi levado aos céus no domingo como o ladrão estaria com ele no paraiso naquele mesmo dia em que foi dito: "Ainda hoje estarás comigo no paraíso"?

Vanderlei L. Borkoski disse...

Quem disse que Jesus morreu na sexta e o ladrão no Sábado?




Todos foram crucificados no dia anterior ao Shabat (Sábado)ou seja na sexta-feira, por conta da proximidade do ocaso (por do sol) e consequente mudança da Sexta para o Sábado, os criminosos da cruz (segundo relato:02) tiveram suas pernas quebradas, para que seus corpos arriassem, provocando assim o asfixia (principal causa de morte na cruz), quando foram quebrar as pernas de Jesus (pelo mesmo motivo), constataram que já estava morto, ou seja, TODOS OS TRÊS MORRERAM ANTES DO SÁBADO.(Jo 19:31-33)




Segundo os relatos da Bíblia, passaram três dias até a ressurreição de Jesus, e ele mesmo disse a Maria Madalena para não tocá-lo pois NÃO HAVIA SUBIDO AO PAI ainda.(Jo 20:17)


Segundo o evangelho de Lucas, o "paraíso" ou "seio de Abraão" era na terra e não no céu, tendo um abispo se entrepondo entre ele (paraíso) e o lugar de tormentos (geena),(Lc 16:19-31) logo, Jesus não subiu aos céus depois de sua morte e sim depois de sua ressurreição.

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Irmão Vanderlei
Graça e paz,eu creio que o Evamgelho foi pré anunciado a Abrão pelo o próprio Deus Jeová conforme está em Gn12:3 Em ti serão benditas todas as famílias da terra.Depois em Gn18:2-5 o Senhor aparece a Abraão em estado de teofania come e bebe na tenda de Abraão e o abençoa concretisando a promessa do filho erdeiro Isaque. E Abraão viu o dia do Senhor.No meu entendimento, foi exatamente quando o Senhor pregou aos espíritos conforme Pedro 3:18,19.Declarando neste ato o seu imenso amor e cuidado com o homem. Dando a estes a oportunidade de Salvação,tirando-os do domínio da morte que reinou de Adão até Moisés conforme está escrito em Rm.5:14 Mas em Cristo começa o reino da vida,e vida com abundância ou seja eterna com Deus. pois na sua ascensão levou cativo o cativeiro,e estabelece-se o paraíso no céu.shalon meu amado.

Vanderlei L. Borkoski disse...

Shalom irmão Edson.Obrigado por seu comentário. Concordo com suas colocações com uma ressalva. Não creio que Yeshua tenha pregado a pessoas quando pregou aos espíritos em prisão, pelo simples fato que a palavra "espírito" na Bíblia em contexto algum serve de sinônimo para pessoas, isto ocorre apenas com a palava "alma", ademais, espírito em todos os contextos são espíritos, ou seja, entidades não humanas. Ex.: Anjos, Demônios. (At 19:13, Hb 1:7), "Espíritos"também é posto como parte do ser e não o próprio ser, como em "Hebreus" onde diz "O Espírito dos justos" e não "Os Espíritos justos" (Hb 12:23). O conceito de levou cativo o cativeiro significa que os Santos foram levados para o céu, tem origem na teologia Católica e serve como base doutrinária para devoção aos santos e a crença em seu poder intercessor. Isso é bastante questionável, haja vista Shaul (Paulo) ter falado em um terceiro céu, e dentro da crença do judaísmo haver sete céus. A de se saber a que céu supostamente os salvos foram se é que foram...

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Graça e paz irmão Vanderlei.
fiquei sem entender o seu comentário dizendo que espírito não é sinônimo de pessoa.Deus é Espírito e pessoa,Jesus Cristo tem duas naturezas,Divino e humano.Alma é sinônimo de pessoa física e espírito a parte imaterial do físico.a Palavra de Deus diz que temos as primícias do Espírito Rm.8:23,Ec.12:7 diz que o espírito volta a Deus.Em 1º Pedro 3:18,19 você deixou parecer esse entendimento.Mas,em 1º Pedro 3:20 fica claro que espírito é sinônimo de pessoa (os quais noutro tempo foram desobedientes)Quanto aos salvos irem para o céu tenho minhas dúvidas,mas falaremos disso em outro comentário.Fique na paz do Senhor Jesus.

Vanderlei L. Borkoski disse...


Chesed V'shalom Aleicha achi Edson.

Vamos a questão: Deus é espírito , mas não pessoa, nunca foi. Parta do seguinte principio, Espírito é incorpóreo (nos nossos moldes, contudo há corpos celestes (I Co 15:40), contudo pode assumir forma humana sem com isso se tornar humano. (Gn 17)

De mesma sorte os anjos são seres espirituais (Hb 1:7) , não humanos, podendo assumir forma humana sem com isso se tornarem humanos. (Gn 17 , Hb 13:2)

Yeshua não tem duas naturezas uma humana e uma divina, isso é crença católica perpetuada nas igrejas, a isso dá-se o nome de união hipostática.

Yeshua existe de antes da definição tempo e espaço ser conhecida. Gozava da natureza divina de Adonai, logo, não era homem, maior que os anjos (Hb 1:4) , mas semelhante a Deus sem ser Deus. (Fp 2:6) Então ele veio a terra como homem, sem sua natureza divina, o que pode ser facilmente observado, pois ele fez e disse o que o Pai mandou (Jo 8), aprendeu tudo como qualquer homem (Lc 2:40, Hb 5:8), e morreu (coisa que não seria possível se houvesse Nele duas naturezas. Foi ressuscitado por Deus através de Seu Espírito Santo (poder) At 5:30 , At 13:30, Rm 8:11 , depois disso é que lhe foi dado todo o poder no céu e na terra (Mt 28:18).

A partir de sua ressurreição voltou a ser um ser completo com corpo, alma e espírito, contudo incorruptível, o primogênito entre os mortos a assumir tal forma.
Nos somos seres tricotômicos assim como Yeshua era enquanto homem, e seremos como ele é hoje. (I João 3:2 , I Co 15:44) Teremos um corpo espiritual e não seremos espíritos simplesmente.


Em I Pe3:20 a menção é outra .

“ No qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão;
Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água;”
Para entende a que “Espíritos” Kefa se refere é necessário se valer de II Pe 2:4


Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo;
E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios;”


Deus destruiu o mundo antigo pela corrupção, maldade e pela desobediência de anjos (Espíritos) que deixaram sua própria habitação e se envolveram com mulheres. São chamados em hebraico Bin’ei Ha”Elohim (Filhos de Deus) (Jó 1:6 , Jó 2.1)


“E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação (Corpo / tabernáuclo), reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;” Jd 1.6


Logo, Espíritos eram anjos.

Veja outras referências a quem são os Espíritos:
Anjos (Salmo 104:4)
Espírito do ciúme (Nm 5:30)
Espírito Mal (obsessor) - (I Sm 19:9)
Espírito de mentira (I Rs 22:23)
Espírito de Rumor (II Cr 19:7)
Espírito mensageiro (Jó 4:15)
Espírito maligno (At 19:13)
Há muitas outras referências, mas creio que essas bastem.


O homem é um ser tricotômico, composto de corpo, alma e espírito. (I Ts 5:23, Hb 4:12)


A palavra que é empregada hora como essência humana hora como sinônimo de ser humano é alma e nada mais. (I Pe 1:9 , Êx 12:4)


Espero ter trazido luz a questão.


Obrigado por seus comentários.








Vanderlei L. Borkoski disse...

Irmão Edson, mais algumas considerações:

Admitir a possibilidade que Yeshua pregou a “espíritos” (pessoas) em prisão, é admitir a possibilidade de redenção, e por conseguinte contrariar as Escrituras que dizem que após a morte segue o juízo. (Hb 9.27)

Pregar poderia e deveria ser traduzido como “proclamar”.


κηρύσσω proclaim aloud, announce, mention publicly, preach most often in reference to God's saving action Mt 10:27; Mk 1:4, 39, 45; 5:20; 7:36; 13:10; Lk 8:39; 9:2; 12:3; 24:47; Ac 15:21; Ro 2:21; 1 Cor 9:27; 15:12; 2 Cor 4:5; Gal 2:2; 5:11; 1 Th 2:9; 2 Ti 4:2; Rv 5:2. Proclaim victory 1 Pt 3:19. [pg 108]

Fonte: BibleWork


κηρύσσω proclamar, anunciar, mencionar publicamente, pregar, mais freqüentemente
em referência à ação salvífica de Deus

Mt 10.27; Mc 1.4, 39, 45; 5.20;7.36; 13.10; Lc 8.39; 9.2; 12.3; 24.47; At
15.21; Rm 2.21; 1 Co 9.27; 15.12; 2 Co4.5; Gl 2.2; 5.11; 1 Ts 2.9; 2Tm4.2; Ap5.2.


Proclamar vitórias 1 Pe 3.19.


Fonte: Léxico do Novo Testamento - Grego-Portugues - F. Wilbur Gingrich


Shalom Aleichem !

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Graça e paz irmão Vanderlei.

Gosto muito de estudar a Bíblia com pessoas sábias,assim como você.E aproveitando a oportunidade,quero compreender melhor a questão de alma e espírito,(pessoa) é ensinando que também aprendemos.A Bíblia diz,que somos imagem e semelhança de Deus parecença;analogia.A diferença é que temos um corpo físico.Entendo que Deus tem personalidade e isso faz dele uma pessoa, ainda que Espírito.
Alma e espírito juntos fazem parte de um lado e o corpo de outro.
Mateus 10:28- Ap 6:9-Ap 20:4 fala da alma como a parte imortal do homem,no entanto em Eclesiastes 12:7-Tiago 2:26-Mt 26:41 diz que é o espírito a parte imortal do homem,e assim muitos outros versículos.
Paulo fazia distinção entre os três elementos.
1º corpo,a parte material do homem.
2º alma,a parte que o homem possui em comum com os brutos que inclui o entendimento e a emoção e que termina com a morte.
3º espírito,a parte do homem,que inclui,a razão,a vontade e a consciência que é imortal.Mas,vejo que espírito e alma são tão ligados e quase inseparáveis.Hebreus 4:12 Porque a palavra de Deus é viva,e eficaz,e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes,e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito,juntas e medulas,e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.
HIPOSTÁTICO- É a união do Verbo Divino,com a natureza humana numa mesma pessoa.Embora você não concorda a Bíblia diz que ele encarnou,e não vejo como ele pode desfazer da sua essência.Filipenses 2:7 diz que ele esvaziou em si mesmo ou seja esvaziou em seu poder,pois ele impediria de concluir a obra salvífica.Quanto a ele não ser Deus,João 1:18 Ninguém jamais viu a Deus;o Deus unigênito,que está no seio do Pai,é quem o revelou.E isso me faz ver que ele era Deus nos Céus,foi quando entrou no mundo como Salvador,e hoje sabemos que ele é Deus a destra do Pai.Aprendeu tudo como qualquer homem,viveu,experimentou,sentiu tudo como qualquer homem,mas,sem perder a sua essência,pois isso é impossível,pois nunca deixou de ser Filho e Deus.Quanto a morrer,a Bíblia diz em João 10:17,18 por isso,o Pai me ama,porque eu dou a minha vida para a reassumir.Ninguém a tira de mim;pelo o contrário,eu espontaneamente a dou.Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la.Este mandato recebi de meu Pai.E não sei porque Pedro e os demais apóstolos disseram que o Pai foi quem o ressuscitou,se isso já estava sob sua vontade em fazer.
1º PEDRO 3:20 Reafirmo o que disse,que era pessoas que pereceram naquele dias do Velho Testamento,pois só o povo de Israel eram salvos pela a promessa.E Jesus é a redenção universal,pois a palavra após a morte segue-se o Juízo é do Novo Testamento.E os espíritos que você diz ser anjos e potestades,não precisavam da pregação de Jesus,pois já os conheciam desde a eternidade,e Deus já os havia guardados sob trevas,em algemas eternas,para o juízo final,e serão julgados pelos os salvos escolhidos do Senhor.

Aleichem Shalom!

Vanderlei L. Borkoski disse...

Shalom. Meu caro irmão, demonstrei que "proclamar" e pregar cabem na tradução do verbo "Kérussó". Não é porque na sua versão da Bíblia encontra-se "pregar" que isso corresponda ao certo. Posso listar várias palavras e nomes que foram vertidos de forma incorreta. Ou para defender determinada doutrina ou por falta de conhecimento do tradutor (não quanto a palavra, mas o contexto, figuras de linguagem, etc.)

Vou até mesmo lhe dar um bom exemplo:

Em Jó 2:9 está escrito: "Amaldiçoa Deus e morre", mas o verbo(barak) significa abençoar.

Então o tradutor não viu coerência em traduzir por "abençoar" e decidiu por uma analise da história traduzir por "amaldiçoar". Contudo se ele soubesse dentro do hebraísmo o que significa "abençoar" Deus não cometeria tal erro.

Abençoar Deus = render graças. Simples Assim.

Entende o que digo?

Quanto a proclamar a anjos caídos e não pregar a eles é certo.

Veja o seguinte comentário do Dr. David H. Stern

"Os espíritos aprisionados são os anjos que pecaram (II Kefa 2:4) e não mantiveram sua autoridade original (Jd 6. Isto que é: Eles são os B'nei ha'elohim ("filhos de Deus" ou 'filhos dos anjos"), também chamados NEFLIM (caídos) que caíram da sua própria esfera, o ceú, para a terra, e vendo (...) que as filhas dos homens eram formosas, tomaram para si mulheres" NOS DIAS DE NOACH (Gênesis 6:2-4).

Quando Yeshua fez uma PROCLAMAÇÃO a eles, ele estava fazendo o que MIDRASHIM rabínico disse que Enoque fez após ele andar "com ha-Elohim", o que significa que ele caminhava ou com "Deus" ou com "anjos" (Gênesis 5:24).

Interpretes que acreditam que os espíritos aprisionados eram as ALMAS DOS SERES HUMANOS que morreram antes da vinda de YESHUA geralmente consideram essa proclamação como uma mensagem da salvação, o que implicaria que os mortos (ou alguns deles) têm (ou algum dia tiveram) a possibilidade de serem salvos. MAS A PREGAÇÃO ERA PARA OS ANJOS, NÃO SE TRATAVA DE UMA MENSAGEM DE SALVAÇÃO, POIS AQUELES ANJOS DE DEUS "os mantém em trevas, presos com correntes eternas para o juízo do Grande Dia" (Jd 6).

Assim tal pregação, deve ter sido o ANUNCIO DE YESHUA DE QUE 'DESPOJANDO OS GOVERNANTES E AS AUTORIDADES DE SEU PODER, FEZ DELES UM ESPETÁCULO, TRIUNFANDO SOBRE ELES POR CAUSA DA ESTACA"

Vanderlei L. Borkoski disse...

Este comentário encontra-se no Comentário judaico do Novo Testamento. Vera essa mesma interpretação nos comentário na Bíblia de estudos de Rusell Shedd, também é a compreensão do Rev. Caio Fábio.

Quanto a questão da alma e espírito.

Alma = intelecto e sentimentos e também sinônimo de pessoa.

Espírito = Essência, folego .

Corpo = tabernáculo.

Quando morre o corpo se desfaz, o folego (sopro) volta para Deus, mas a consciência permanece. (evidentemente não como detalhar o processo) mas evidenciá-lo sim.

Veja a definição:

Alma = Psique

<5590> yuch, (psuche)
Meaning: breath, the soul
Origin: from 5594
Usage: everyone*(1), heart(m)(2), heartily(1), life(36), lives(7), mind(m)(1), minds(m)(1),person(1), persons(3), soul(33), souls(14), suspense*(1), thing(m)(1).


Espírito = Sopro

<07307> (ruach) (924c)
Meaning: breath, wind, spirit
Origin: from an unused word
Usage: air(2), anger(1), blast(2), breath(31), breathless*(1), cool(1), courage(m)(1), despondency*(1), exposed(m)(1), grief*(1), heart(1), inspired(1), mind(3), motives(1), points(m)(1), quick-tempered*(1), side(4), sides(m)(2), Spirit(76), spirit(127), spirits(3), strength(m)(1), temper(2), thoughts*(1), trustworthy*(1), wind(95), winds(7), windy(2), wrath(1).


<4151> pneu/ma (pneuma) ) (grego)
Meaning: wind, spirit
Origin: from 4154
Usage: breath(3), Spirit(239), spirit(103), spirits(32), spiritual(m)(1), wind(1), winds(1).

Como pode observar a palavra Psique (grego) pode ser sinônimo de PESSOA.

Como pode observar a palavra Pneuma (grego) / Ruach (hb) é sinônimo de SOPRO,AR, e Seres Espirituais.

NÃO PODE SER ATRIBUÍDA A SERES HUMANOS.

Segundo LEXO GRAMATICAL BIBLEWORKS

Contra fatos não há argumentos.

A partir disso valem as palavras de "Santo Inácio de Loyola:

Para aquele que crê nenhuma explicação é necessária, para aquele que não crê, nenhuma explicação é suficiente."

Vanderlei L. Borkoski disse...

Quanto a Divindade de Yeshua e sua existência 100% homem e 100 % Deus, isso é água da fonte romana como já lhe disse.

I Concílio de Nicéia 325 d.C

* Estabelece a igualdade entre o Pai e o Filho.

(Eleva Jesus a condição de Deus)

I Concílio de Constantinopla 381 d.C)

Eleva o Espírito Santo a condição de Deus. (64 anos depois de Jesus ser Deus é que o Espírito Santo foi considerado Deus)

Concílio da Calcedônia 451 d.C

Afirmação de que Jesus é 100 % homem e 100% Deus, contudo o dogma se estabeleceu somente em 681 d.C - No III Concílio de Constantinopla

Que fique claro que reconheço Yeshua como divino, isso porque ele desfruta da natureza de Deus. Contudo não compõe uma igualdade e tão pouco um trindade com o Espírito de Deus, pelo simples fato de que o Espírito de Deus é hora poder de Deus ou seu próprio Ser (Shechinah)

Para compreender melhor minhas colocações sugiro que leia minhas postagens acerca da Trindade, Espírito Santo, e Minha profissão de Fé.

Deixarei os links no próximo comentário.

Sugiro que nos comuniquemos por e-mail, pois suas argumentações e as minhas replicas são muito longas.

Vanderlei L. Borkoski disse...


Trindades

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com.br/2013/12/trindades-historicas.html

A de fato um Deus trino?

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com.br/2011/08/trindade-crista-ha-de-fato-um-deus.html


(Sobre o batismo em nome da trindade)

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com.br/2012/04/batismo-em-nome-de-uma-trindade.html

Espírito Santo

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com.br/2011/07/o-espirito-santo.html

(Nisto creio - Yeshua filho de Deus)

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com.br/2012/02/yeshua-ben-elohim-jesus-filho-do-eterno.html


(Yeshua Ben Yossef)

http://jesuscristoprincipedapaz.blogspot.com.br/2011/06/jesus-cristo-o-homem-yeshua-ben-yosef.html


Leia tudo, então poderemos continuar.

Shalom Ubrahá irmão !

"Todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por ele. (I Co 8:6)

Edson de Alvarenga Sodré disse...

Graça e paz irmão Vanderlei.

Vamos por parte,como você disse,Pneuma(Grego)Ruach.(Hb)é sinônimos de ar sopro e Seres espirituais.
E não pode ser atribuídas a seres humanos.Mas,deve ser atribuídas a parte do ser humano é cem por cento físico,Ser espiritual é cem por cento espírito.Pois fôlego voltar a Deus fica sem nexo,já comentei,se compartilhamos com os animais o mesmo fôlego,porque só o homem recebeu o sopro nas narinas.Gn2:7 Primícias do Espírito,Rm 8:23.Tiago 2:26 O corpo sem espírito é morto,Ap 22:6 Disse-me ainda:estas palavras são fiéis e verdadeiras.O Senhor,o Deus dos espíritos dos profetas,enviou seu anjo para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer.Observe que esse versículo,tem conformidade com Ap 1:1 pois aqui declara que Jesus é Deus,Ev de João 1:18.
A Bíblia é um livro Divino e sobrenatural,e só pode ser esclarecido por revelação de Deus,como já citei acima.E por isso não posso aceitar o que teólogos dizem por entendimentos próprios.I Pedro 4:11 Se alguém fala,fale de acordo com os oráculos de Deus.Contra fatos sim desde que sejam Bíblicos,pois há muitos comentários que não devemos te-los por fatos.Exemplo você cita Inácio de Loyola,para o que crê não precisa de explicação,mas,sem receber como crer,é recebendo que aprendemos para ensinar para que outros creem.
Você pergunta.A de fato um Deus Trino,Mateus 28:19 Ide,por tanto,fazei discípulos de todas as nações,batizando-os em nome do Pai,e do Filho,e do Espírito Santo,não está declarado ai a Trindade? para isso não preciso de nenhum Concílio certo? Pois estes Concílios para mim,não tem nenhum valor,pois não tem autoridade para tal.A menos que os versículos citados não sejam aceitos como verdadeiros.
O Senhor seja com teu espírito,a graça seja contigo.

Vanderlei L. Borkoski disse...

Shalom. Vejo que não leu nenhuma das postagens que lhe indiquei.

O sr. desconsidera todo aparato crítico textual apresentado, e busca compreender as Escritura Sagradas escritas originalmente em HEBRAICO e GREGO pela tradução em língua portuguesa, que por vezes não faz jus ao ORIGINAL.

O sr. diz que as referências históricas dos Concílios não lhe dizem nada, no entanto o sr. é um replicador das crenças por eles estabelecidas.

O sr. diz que Eu pergunto sobre um Deus trino, quando na verdade assevero a existência de um único Deus e um único Senhor.

Esclareço que Yeshua é divino, porém não é parte de uma trindade.

Yeshua é o primogênito da criação
(Cl 1:15 , Ap 3:14 ,Pv 8:22)

Yeshua é menor que o Pai (antes e depois da ressurreição)

Jo 14: 28, Jo 8:28 , I Co 15:27 , Jo 20:17)

Yeshua tem um Deus (o Pai)

Jo 20:17 , Rm 15:6 , Ef 1:3)

Yeshua é semelhante a Deus sem ser Deus (Elohim), porque aprouve a Deus fazê-lo assim.

(Cl 1:15-16, Cl 2:9 , II Co4:4, Jo 5:26 , Hb 1:2-3)


Sei porque estudei, religião comparada e posso atestar que o deus trino é uma crença originaria dos babilônicos e absorvida pelos impérios seguintes.

O sr. Não conhece o conceito de representatividade o que explica porque Yeshua é por vezes chamado de Deus , assim como o foram os Juízes (no governo da nação), Moisés(perante faraó) e os próprios anjos (na outorga da Torá)

(Êx 3:2-4 , Êx 4:16 ,Êx 7:1 , Sl 82:1 , 6 ; Gl 3:19 , At 7:53)


O sr. não é capaz de compreender as Escrituras porque comete o erro de espiritualizar todos os textos e desconsiderar fatos.

E o sr. desconhece o que é fato.
A fatos não cabem argumentos.

fato1
[Do lat. factu.]

S. m.
1. Coisa ou ação feita; sucesso, caso, acontecimento, feito.
2. Aquilo que realmente existe, que é real.
3. Filos. V. fenômeno (8).



Concluindo:

O sr. não está apto a discutir as Escrituras, pois lhe falta atributos para tanto.
Espero que o Eterno abra seu entendimento e o torne menos contumaz.

Shalom.