Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





O que aconteceu com Elias, o profeta ?

Quase todo mundo que lê o livro de Reis acredita que Elias foi arrebatado por Deus e não experimentou a morte.Isso é comumente pregado nos púpitos cristãos, mas será que esse ensinamento é correto?

Vejamos :

Elias foi profeta durante o reinado do Rei Acabe e depois durante o reinado do Rei Acazias (Reis de Israel)

Durante o reinado de Acazias, Elias foi arrebatado por Deus, em um redemoinho.

Seu sucessor foi o profeta Eliseu.

"E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho. "

II Reis 2:11

Vamos aos fatos:

Na sucessão de Acabe (Rei de Israel) , assumiu Acazias.

Josafá (Rei de Judá) reinou no mesmo período que Acabe e depois Acazias (Reis de Israel).

Na sucessão de Josafá (Rei de Judá), assumiu Jeorão.

Na sucessão de Acazias (Rei de Israel) assumiu Jorão.

Por fim , Durante o período do Rei Jorão (em Israel) reinava Josafá e depois reinou Jeorão (ambos em Judá).

E..

O profeta Elias subiu ao céu, no período do Rei Acazias (Rei de Israel) e ainda reinava Josafá em Judá.

A questão é:

Tendo Elias subido ao céu no perído do Rei Acazias (Rei de Israel), como poderia Ele ter enviado uma carta ao Rei Jeorão (Rei de Judá)?

Lembrando que Jeorão assumiu o trono depois de Josafá, quando Elias "subiu", Josafá ainda reinava. Esse intervalo de tempo entre a "subida" de Elias e a carta é de aproximadamente 05 anos.


Epístola essa que tratava de assunto recente (o assassinato dos irmãos de Jeorão). II Cr 21:4

O que não deixa margem de dúvida que a carta jamais poderia ter sido escrita antes do arrebatamento, para ser entregue depois.

Outro aspecto sobre a carta é que inicia como uma repreensão pelos acontecimentos recentes, seguida de uma profecia de maldição contra Jeorão, sua família e seu povo.

"Então lhe veio um escrito da parte de Elias, o profeta, que dizia: Assim diz o SENHOR Deus de Davi teu pai: Porquanto não andaste nos caminhos de Jeosafá, teu pai, e nos caminhos de Asa, rei de Judá, Mas andaste no caminho dos reis de Israel, e fizeste prostituir a Judá e aos moradores de Jerusalém, segundo a prostituição da casa de Acabe, e também mataste a teus irmãos da casa de teu pai, melhores do que tu;"
"Despertou, pois, o SENHOR, contra Jeorão o espírito dos filisteus e dos árabes, que estavam do lado dos etíopes."

II Cr 21:12 , 16

A profecia se cumpriu com a morte de Jeorão, dois anos mais tarde. (II Cr 21:17-20)

"E JORÃO, filho de Acabe, começou a reinar sobre Israel, em Samaria, no décimo oitavo ano de Jeosafá, rei de Judá; e reinou doze anos."

II Reis 3:1

Sucedeu, porém, que, morrendo Acabe, o rei dos moabitas se rebelou contra o rei de Israel. Por isso Jorão ao mesmo tempo saiu de Samaria, e fez revista de todo o Israel.

II Reis 3:5-6

Em suma:

Acabe reinava em Israel e Josafá em Judá ; depois , Acazias em Israel e Josafá em Judá, depois , Jorão reinava em Israel e Josafá em Judá ; depois, Jorão em Israel e Jeorão em Judá.

A partir disso abre-se um precedente:

Elias não foi arrebatado ou transladado, mas sim transportado para uma região segura, para que não fosse morto por Acazia.

Para onde Elias foi transportado? Para o Reino do Sul.

Simples assim: Era profeta no Reino do Norte (Israel) e foi transportado por Deus para ser profeta no Reino do Sul (Judá).

Por isso profetizou contra o Rei de Judá (Jeorão).

Considerações quanto aos fatos:

Narra o evangelho de Mateus que Jesus em compainha de Pedro, Tiago e João , três de seus discípulos mais próximos, subiram o monte (mais tarde conhecido como monte da transfiguração), onde algo sobrenatural ocorrera. (Mt 17:1-9 , Lc 9:28-36 , Mc 9:2-10)

Jesus teria se transfigurado para falar com Moisés e o profeta Elias, acerca de sua iminente morte.

A questão é, sabemos que Moisés estava morto, conforme a narrativa do livro de Josué , logo a transfiguração de Jesus deu a ele subsídios para poder conversar com Moisés no mesmo plano espiritual. (Josué 1:1-2)

Mas e quanto a Elias? Porque seria necessário à Jesus transfigurar-se para falar com Ele também, uma vez que Elias não haveria de ter experimentado a morte física.

Pelo simples fato de que Elias também estava no plano espiritual, em situação igual a de Moisés.



Elias estava morto.

Há quem defenda que ele já havia sido "transformado", de corruptível em incorruptível, de corpo material em corpo espiritual.

Mas há respaldo bíblico para essa assertiva?

Não, não há.

Nos revela Paulo que no arrebatamento da Igreja, e tão somente nesse evento, é que havemos de ser transformados e os mortos em Cristo ressucitados (1º. ressurreição).

E também que carne e sangue NÃO podem herdar o Reino dos Céus.

"E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade. E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória."

I Co 15:50-54


Logo, homem algum já passou por esse processo de transformação, e Elias certamente não seria excessão.

Como disse o Senhor Jesus : " E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará".

Paz a todos.

7 comentários:

João Carlos disse...

Meu querido Vanderlei,

Obrigado por retribuir a visita em meu blog!

Deixa eu falar: Temos muitos pontos de interesse em comum! Este assunto abordado agora é para mim de grande interesse, mas por outro ponto de vista.

Fui espírita por vários anos antes de me converter. Quando conheci Jesus, senti uma grande vontade de pregar o Evangelho para quem estava envolvido no espiritismo, até que um dia vieram com uma pergunta sobre a passagem da transfiguração: Como Elias e Moisés apareceram para Jesus e os três discípulos se os espíritos não vão de lá pra cá?

Irmão... eu orava pedindo a Deus para encontrar a resposta, até que fiquei de voltar no dia seguinte para continuar o debate.

Após muita oração e pesquisa na Palavra encontrei algo que dava uma luz para esta aparição:

Moisés morreu sem entrar na terra prometida MAS, no livro de Judas, versículo 9, lemos o seguinte:

"Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e DISPUTAVA A RESPEITO DO CORPO DE MOISÉS, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda".

Paralela a esta passagem, tem a que você usou como base para o raciocínio de Isaías, onde vemos que ele foi levado por um carro de fogo.

Para mim, a explicação dos dois caboclos em questão terem aparecido para Jesus e os discípulos é que:

1) O corpo de Moisés foi levado por Miguel (já que ele estava disputando o dito-cujo no para ou ímpar com o chifrudo);

2) O corpo de Elias foi levado de carroça para o céu, diretamente pelo Senhor, assim como foi feito com Enoque.

Sua explicação fez um sentido danado pra mim, tem toda a lógica do mundo. Por outro lado, este meu raciocínio tem como estar não muito errado também?

Caso contrário, os espíritas - por mais que saibamos da mentira de suas doutrinas - terão uma boa brecha para embasar (mesmo que fragilmente) seu raciocínio.

Aguardo seus comentários!

Forte abraço,

JC

principe_da_paz disse...

João Carlos, Graça e Paz.

Estava pensando em como lhe responder, e percebi que é mais "fácil" escrever uma postagem nova a cerca de Sua pergunta do que me estender aqui nos comentários.

Mas de antemão digo que respeito Seu ponto de vista. E fico sobremodo feliz de podermos aprender juntos e e sermos semeadores da Palavra.

Peço que aguarde (um pouquinho só rsrs).

Forte Abraço !

principe_da_paz disse...

Em tempo...

"Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu."

João 3:13

jardel machado(ledrajmachado@hotmail.com -(msn) disse...

Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.

João 3:13.alguns veem nesta versículo uma discrepância,porque joão 3.13 ensina que ninguém subiu ao céu. Mas esta declaração negligencia o fato que o Evangelho de joão tem um contexto diferente do de hebreus 11.5.João foi decisivo ao afirma que ninguém subiu ao céu de modo a retornar para explicar as coisas celestiais, ou seja, revelar Deus Pai à humanidade . Mas Jesus é capaz de fazer isto,porque Ele veio do Pai,no céu (jo 1.1,14,18); por outro lado,Hebreus 11.5 diz que Enoque foi tirado deste mundo sem a morte(Gn 5.21,24);a sua fé agradou a Deus.

-transladar Gr. elevar-se
-O profeta Elias foi transladado ao céu ou lançado em outro país?



Elias foi transladado ao céu, como nos diz o texto bíblico em 2 Rs 2.11.
As Testemunhas de Jeová dizem que Elias não foi para o céu, mas foi lançado em alguma cidade ou outro país. Citam 2 Cr 21.12 afirmando que Jeorão recebeu uma carta de Elias cerca de cinco anos depois (Despertai 22.9.76; p. 28-29).

Essa afirmação não tem fundamento pois verificamos em 2 Rs 1.17 que Jeorão, o destinatário da carta de Elias, já estava em seu segundo ano de reinado. Isso seria suficiente para demonstrar o caráter de governo de Jeorão. Outro fator a ser considerado é que sua enfermidade durou mais de dois anos. Se a carta tivesse sido escrita cinco anos depois do arrebatamento de Elias, isso indicaria o sétimo ou oitavo ano do seu reinado. A carta, então, estaria chegando no meio do cumprimento da profecia.

Por outro lado, Elias poderia ter redigido a carta, deixando-a com Eliseu, que a enviaria ao seu destinatário assim que tivesse tempo. Isso seria natural e não precisaria estar registrado nas Escrituras. Do mesmo modo que não temos os nomes de muitos carteiros que entregam as cartas do apóstolo Paulo.

Fonte:

Revista DF
- Enoque
Heb chanowk, iniciado.enoque foi arrebatado por Fé (Rm10-17;Hb.5).Sua experiência foi paralela àquela de Elias (2Rs 2).Ambos foram levados para o céu corporalmente, sem terem morrido;ambos sabiam da época e do seu arrebatamento (2Rs2;Hb 11.5) Não poderiam eles corresponder a Zc 4.11-14;Ml 4.4-6;eAp11.3-11? O céu é um lugar material,com cidade e habitantes (Hb 11.10,13.14; jo 14.1-3; Ap 4.4-6 5.3-13;12.12;13.6;18.20;19.1-10).com comida e condições de vida(Êx 24.11;Sl 78.25;Lc 22.16,18,30;Jo6.31;Ap 2.7.17;22.2).Não poderia, pois,dois profetas comer e viver no céu todos estes milênios? Pauloe joão foram outros que foram ao céu (2Co 12.1-7;;Ap 4.1) Todos os santos ressurretos por fim irão para o céu e viverão até voltarem à terra com Cristo para estabelecer o seu reino (1 Tm 4.14-17;1Co 15.51-58;Ap7.9-17; 19.1-21) Eles então reinaram como príncipe e sacerdote com Cristo,por 1.000 anos, ajudaram a acabar com toda a rebelião (1Co 15.24-28;Ef1.10) Quando isso se cumprir ,Deus mudará sua cidade para a terra e viverá para sempre entre os homens.
Forte Abraço!

Vanderlei L. Borkoski disse...

Paz do Senhor, obrigado por seu comentário.

Sobre a carta, leia com atenção:

1° Reis 16.29 – E Acabe, filho de Onri, começou a reinar sobre Israel e reinou em Samaria 22 anos



1ª Reis 22.41,42 – E Jeosafá, filho de Asa, começou a reinar sobre Judá no 4º (quarto) ano de Acabe, rei de Israel. Jeosafá era da idade de trinta anos quando começou a reinar, e vinte e cinco anos, reinou em Jerusalém.



Quando Acabe morreu no ano 853 a.C.; Jeosafá já reinava à 17 anos e não consta que o profeta Eliseu tenha enfrentado o rei Acabe, mas quando Eliseu começou seu ministério de profeta, Acabe já era morto.



Acazias, filho de Acabe, reinou quase dois anos e também não enfrentou Eliseu, pois quem profetizou a morte de Acazias, foi o profeta Elias, e nesta época Jeosafá estava na casa dos 18 anos de reinado. Depois de profetizar a morte de Acazias, passado alguns dias, está escrito que Elias foi arrebatado.



Jorão, neto de Acabe e filho de Acazias, reinou 12 anos em Israel e em todo esse período, durante todo o reinado de Jorão; o profeta Eliseu foi o grande protagonista (O que podemos concordar que nos dias de Jorão, Elias já havia sido arrebatado). Eliseu profetizou nos dias de Jorão, rei de Israel e nos últimos sete anos de Jeosafá, rei de Judá.



Em 2ª Reis 3 podemos nos certificar de que Elias já havia sido arrebatado, pois vemos Eliseu, seu sucessor, como profeta atendendo aos reis Jeosafá e Jorão. Os versículos 10 e 11 desse capítulo revelam claramente que Eliseu era o profeta oficial e líder dos filhos dos profetas; posição ministerial que só ganhou após a tomada de Elias.



Com a morte de Jeosafá, rei de Judá; Jeorão, seu filho começou a reinar quando Jorão, rei de Israel estava por completar 5 anos de reinado; e Jeorão reinou apenas 8 anos em Jerusalém, pois foi morto no ano 10 para o ano 11 do reinado de Jorão 2ª Reis 8:16 ***



Acazias, neto de Jeosafá e filho de Jeorão, começou reinar no último ano do reinado de Jorão, rei de Israel e reinou apenas um ano, pois foi morto juntamente com Jorão pelas mãos de Jeú. Eliseu foi o profeta que ungira Jeú 2ª Reis 9

continua...

Vanderlei L. Borkoski disse...

Ademais, as Escrituras não podem contradizer-se, ou seja, a homem algum é dado o direito de ascender aos céus sem antes morrer.




"E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo," - Hb 9:27"




Essa crença de elevação aos céus é típica dos séquitos católicos, de onde advém a crença na intermediação dos santos.

Tanto Enoque como Elias morreram após cumprirem seu tempo, assim é a todos.

"Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus."

Hb 11:5

"Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra."

Hb 11:13

O versículo 13 de Hebreus abarca a TODOS, inclusive Enoque.

E ninguém subiu ao céu, significa que ninguém subiu de fato, e não que não subiu e desceu pra contar, haja vista que João e Paulo subiram em espírito e voltaram pra contar.

Mas as Escrituras são claras que em dizer que carne e sangue não podem ir o céu, é necessário morrer e ressuscitar para tanto, ou seja, ser transformado, tal qual foi com Jesus, que tem corpo, mas o sangue deu lugar ao poder de Deus.




“E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. “(I Coríntios 15 : 50)

Os séquitos católicos afirmam com a ascensão de Maria que ela foi levada aos céus sem experimentar a morte, não diferente de Enoque e Elias, aceitar os profetas abre precedente a Maria também.

Por isso as Escrituras encerram todos os homens no mesmo lugar.

Tudo sucede igualmente a todos.




"Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro; assim ao que sacrifica como ao que não sacrifica; assim ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento.
Este é o mal que há entre tudo quanto se faz debaixo do sol; a todos sucede o mesmo; e que também o coração dos filhos dos homens está cheio de maldade, e que há desvarios no seu coração enquanto vivem, e depois se vão aos mortos."




Eclesiastes 9:2-3




Só Jesus foi elevado aos céus, só Jesus.




“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” Rm 3:23

Elohim Mélech Néder

PRISCILLA disse...

Irmão, to de cara!
Ninguém repara estas coisas que parecem bobas, mas dão margem para heresias e seitas serem formadas :|
Realmente, se não estudarmos em todos os angulos, confirmas ideias na bíblia de todos lados, erraremos facilmente.
Parabéns pela sua dedicação em perceber detalhes tão minuciosos.

Vc estuda teologia? se, aonde?
Nunca vi ninguem falando sobre estas coisas usando versículos diferentes e que por si mesmo explicam,nem precisa subentender pois está claro. É como um raciocínio lógico ..aquelas frase que tem pensar em todas as possibilidades, matematica pura. A Bíblia é fantástica!