Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Conclamação

Todos os textos aqui postados são de minha autoria, salvo aqueles em que estiverem as devidas referências bibliográficas e links.
Devemos ser originais em nossas colocações, mas não imaginários e sim embasados tão somente nas sagradas escrituras e respaldados pela lingüística, ciência, história e legislação humana.




Direitos do Blog

O blog Jesus Cristo Príncipe da Paz tem seus direitos respaldados nos incisos IV, VI e IX do artigo 5º da Constituição Federal, abaixo transcritos:



IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”

VI – “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos, salvo o dos que contrariem a ordem pública ou os bons costumes.”

IX – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.



Respalda-se também Lei nº. 9610, de 19/02/1998, que rege o seguinte:

Art. 46: Não constitui ofensa aos direitos autorais:– a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e obra.





Yeshua ben Elohim - Jesus filho de Deus





Nisto creio:

1- O Eterno (D’us / Deus) é Um e não trino (Dt 6:4 , Mc 12:29, Is 45:22, Jo 17:3,
 I Co 8:6, Ef 4:6, Gl 3:20)

2- O Mashiach Yeshua (Jesus Cristo) é sobre todos e o Eterno sobre o Mashiach Yeshua. ( ICo 15:27-28, I Co 11:3, Hb 5:8)

3- Ruach Hakodesh (Espírito Santo) é o poder de D'us, a imanência de D'us em nós. (I Co 6:19), não uma pessoa de um deus trino, os sentimentos e personalidade atribuídos a ele são recursos lingüísticos chamados antropopatia e antropomorfismo, caso semelhante ocorre no livro de Lamentações, onde Jerusalém é tratada como se fosse uma pessoa (personificação) (Lm 1:20), ou o sangue de Abel que clama (personificação) (Gn 4:10) ou ainda o sangue da aspersão que "fala" melhor do que o de Abel (Hb 12:24)

4- O Eterno é transcendente em sua existência e habitação (I Tm 6:16) e imanente através de Seu Espírito (Ruach) (Rm 8:11)

5- Yeshua é o filho de Elohim (D'us / Deus), gerado na eternidade, antes do tempo e do espaço, a palavra (verbo) de Elohim (Jo 1:1, Ap 19:13), através do qual tudo se fez e para quem tudo se fez. (Cl 1 :15-17, HB 1:3,  Ap 3:14)

6-Eterno possuía Yeshua desde o principio como verbo (palavra) (Jo 1:1, Ap 19:13)  e sabedoria divina (Pv 8:22-36, I Co 1:24, I Co 1:30)

7- Sobre Yeshua repousa os 7 espíritos de Elohim (Imanências)  (Is 11:1, Ap 3:1, Ap 4:5, Ap 5:6)

8- Yeshua não foi criado, mas sim gerado pelo Eterno, para tanto, aprouve ao Eterno que em Yeshua habitasse a plenitude do Eterno (Cl 1:19, Cl 2:9, II Co 4:4), sem que com isso Yeshua fosse o Eterno. (Fp 2:6)

9- Yeshua foi o primogênito da criação, aquele que tem a primazia, o arquiteto do Eterno. (Cl 1:16, Jo 8:38, Hb 2:10)

10- Yeshua esvaziou-se de sua Natureza divina e se fez servo, tornando-se homem (Jo 1:14), em tudo sendo tentado sem pecar (Hb 4:15)

11- Após a ressurreição, recebeu do Pai maior honra e todo poder, tanto na Terra como no Céu.  (Mateus 28:18) e lhe deu um Nome que é sobre todo nome (Fp 2:9)

12- Yeshua quanto homem era menor que o Eterno (Jo 14:28), e submisso a Ele (Jo 8:28, Hb 5:8),  feito menor que os anjos (Hb 2:9)

13- Yeshua glorificado é maior que os anjos (Hb 1:4-6), assim como era antes de esvaziar-se e tornar-se homem (Fp 2:7), não obstante menor que o Eterno e sujeito a Ele. (I Co 15:27, Jo 20:17)

14- O Eterno é o D’us do Mashiach Yeshua (Jo 20:17, Rm 15:6, II Co 1:3, II Co 11:31, Ef 1:3, Ef 1:17, I Pe 1:3, Rm 15:6)

15- Elohim – sentido conotativo de autoridade (reinado, liderança, poderes, força) e não sinônimo do Eterno.

* Moshé (Moisés) foi Yisrael elohim (deus de Israel) (Ex 4:16);

* Os juízes foram Yisrael elohim (deus de Israel) (Jo 10:34-35, Sl 82:1, Sl 82:6);

* Ha Satan (Satanás) é o deus (elohim) desse século (mundo sistema- Caos) (II Co 4:4, Jo 12:31, Jo 14:30, Jo 16:11, Ef 2:2);

* De igual modo, Yeshua, por vezes é chamado elohim, sem que isso signifique que seja o Eterno ou parte de um D’us trino (três que compõe um), ou ainda um dos ofícios de D’us (Sabelianismo – um que compõe três) (Hb 1:8, Jo 20:28)

16- O Eterno é Elohim , sendo que Elohim é forma plural de Eloah, isso não significa que Elohim seja trino, mas é um recurso lingüístico chamado plural majestático, usado pelo escritor de Bereshit (Gênesis) , para realçar a grandeza do Eterno (O nome é plural, mas a ação é singular).

 “E viu Elohim que era boa a luz; e fez Elohim separação entre a luz e as trevas.” (Gn 1:4)

Se não houvesse o emprego do plural majestático ficaria: “ E viu Eloah... e fez Eloah”

No livro de Iyov (Jó) há muitas ocorrências de Eloah referindo-se ao Eterno.

 “Porventura alcançarás os caminhos de Eloah, ou chegarás à perfeição do El Shaday?” (Jó 1:7)


O mesmo ocorre com Adonay (Senhores) atribuído ao Eterno, de sorte que Adoni (Senhor) é atribuído ao Mashiach,(Mt 7:22) ambas palavras traduzidas como Kurios no grego , o que leva muitos a errônea interpretação que o Mashiach é o Eterno, e ou parte de um deus trino.

17- Todo joelho se dobrará perante o Mashiach e confessará o Eterno (Is 45:23 , Rm 14:11 , Fp 2:10-11)

18- Alcançamos salvação pela Fé em Yeshua. (Jo 3:16, Mc 16:16)

19- Tornamos-nos assim, filhos de Abraão. (Gl 3:7-9 ; Ef 2:11-22 ; Rm 9:8 ; Rm 11:24)


20- Yeshua reinará na Terra, em Yerushalaym (Jerusalém) e Seu reino não terá fim.  (Lc 1:33, II Sm 7:16, Zc 8)


Louvado Seja o Eterno e Louvado Seja o Mashiach. (Jo 5:23)



1 comentários:

Jardel Machado disse...

Muito bom mesmo..esta de parabéns.
abraço, fique com Deus.